Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

ARTES CÊNICAS

A INFÂNCIA COM O PINCEL NA MÃO tem período de visitação ampliado até 5 de março

Resultado de uma série de oficinas com crianças ministradas no Centro de Criação Galpão das Arte, a exposição ainda conta com uma contação de histórias teatralizada a partir da obra O Pequeno Príncipe

A INFÂNCIA COM O PINCEL NA MÃO

25 telas abordam temas relacionados aos brinquedos populares e temas livres, retratados pelas crianças participantes das oficinas

Por Marcus Iglesias

O Centro de Criação Galpão das Artes, em Limoeiro, ampliou até o dia 5 de março a visitação da exposição A INFÂNCIA COM O PINCEL NA MÃO, resultado de uma série de oficinas ministradas pela artista plástica limoerense Rosélis Alves, com crianças na faixa etária entre oito e 12 anos de idade. A visita é aberta ao publico geral e pode ser feita pela manhã e tarde, em horário comercial.

A INFÂNCIA COM O PINCEL NA MÃO

Oficinas foram ministradas no final de 2017 e comelo deste ano pela artista plástica limoerense Rosélis Alves, com crianças na faixa etária entre oito e 12 anos de idade

Ao todo, 25 telas abordam temas relacionados aos brinquedos populares e temas livres, retratados pelas crianças participantes das oficinas, realizadas no final de 2017 e em janeiro deste ano. Para Taciana Portela, Gerente de Políticas Culturais da Secretaria de Cultura de Pernambuco, convidada para a abertura da mostra, o Galpão das Artes “mais uma vez realiza um trabalhode muita importância para a região e para o estado Pernambuco, porque mostra a importância de sonhar juntos e reafirmarque a arte, a inquietação dos artistas e suas trupes são essenciais, ainda mais em tempos sombrios como o que vivemos”.

Segundo Fábio André, organizador da mostra, a ampliação da visitação aconteceu por conta da grande procura de escolas e ONGs para participar da atividade. “Este trabalho, direcionado para o público infantil, busca criar um diálogo entre as artes visuais, as artes cênicas e a música, com uma contação de histórias teatralizada e musicada a partir da obra do francês Antonie Saint Exupérry  – O Pequeno Príncipe”, explica o produtor. A montagem é interpretada pelos atores Lucas Dias e Gaby Salles.

A INFÂNCIA COM O PINCEL NA MÃO

Caso alguma escola, ONG ou grupo especial queira agendar uma visita, deve entrar em contato através dos telefones (81) 99739 6207 e 99684 0567

De acordo com o organizador da mostra, a escolha d’O Pequeno Príncipe se deu para estimular uma cultura de paz no ambiente escolar, “principalmente agora que o presidente dos EUA Donald Trump decidiu dar arma a professor. Nada mais justo do que cultivar e minimizar essa violência. Hoje, as artes cênicas têm essa visão e missão de utilizar outras linguagens associada aos direitos humanos”. Ele revela ainda que o Centro de Criação Galpão das Artes registrado como Ponto de Memória pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), irá reinaugurar em abril com o acervo de brinquedos populares.

Fábio André também conta que a ideia é associar as linguagens artísticas em prol da solidariedade. “O que estamos pedindo como entrada é leite para doação, que será entregue a instituições como o Instituto Padre Luis Cecchi. Nesta quarta-feira (28), por exemplo, vamos fazer uma rodada de entrega dessas doações”. Caso alguma escola, ONG ou grupo especial queira agendar uma visita, deve entrar em contato com Fábio através dos telefones (81) 99739 6207 e 99684 0567.

Serviço:
Exposição A INFÂNCIA COM O PINCEL NA MÃO
Centro de Criação Galpão das Artes (Rua Vigário Joaquim Pinto, nº 465, Centro de Limoeiro)
Visitação até o dia 5 de março, em horário comercial
Agendamento de visitas através dos telefones: (81) 99739 6207 e 99684 0567

< voltar para home