Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

ARTES CÊNICAS

Funarte oferece bolsas para o primeiro curso técnico em Arte Circense do país

Primeiro do gênero a ser reconhecido pelo Ministério da Educação, curso mantido pela Funarte/MinC oferece 60 vagas, com bolsas no valor de R$ 55 mil para cada aluno selecionado

Renata Pires/Secult-PE/Fundarpe

Renata Pires/Secult-PE/Fundarpe

Candidatos de todo o país poderão se inscrever

Os artistas circenses pernambucanos, que tiverem interesse em participar do Edital Bolsa Funarte para Formação em Artes do Circo – 2015, terão até o dia 6 de julho para se inscrever na seleção. A iniciativa, que vai disponibilizar 60 vagas para candidatos de todo o Brasil ao curso técnico da Escola Nacional de Circo (ENC), é a primeira do país, no gênero, a ser reconhecida pelo Ministério da Educação. O Curso Técnico em Arte Circense, que terá duração de dois anos, vai oferecer bolsas no valor de R$ 55 mil aos estudantes selecionados para o período de agosto de 2015 a junho de 2017.

Serão destinados para esta ação R$ 3.300 milhões. Poderão participar do concurso, brasileiros natos ou naturalizados e estrangeiros que tiverem concluído o ensino médio. Para a inscrição, o candidato deverá enviar pelos Correio (Sedex) um projeto, conforme orientações do item 6.4 do Edital. Serão desconsideradas as inscrições postadas após a data de encerramento.

Os candidatos inscritos serão avaliados em quatro etapas: habilitação; avaliação preliminar; avaliação presencial; e análise da documentação complementar. O Curso Técnico em Arte Circense será realizado em turno integral, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, sendo obrigatória, durante todo o período do curso, a participação dos alunos em eventos e/ou apresentações da Escola Nacional de Circo. Com carga horária de 2.798 horas, a iniciativa vai capacitar o aluno para atuar nos diversos setores e segmentos culturais que envolvem as artes circenses, tais como circos, espetáculos performáticos, festivais e eventos em geral. Durante o curso, cada estudante receberá uma bolsa mensal de R$ 2.500.

Ao final do curso, o aluno estará apto a atuar como artista, compreendendo a estrutura e funcionamento do espaço cênico circense, desenvolvendo e apoiando atividades ligadas à criação de números, espetáculos e equipamentos circenses. Também estará capacitado a supervisionar a montagem de equipamentos circenses, bem como auxiliar na sua instalação, zelando pelas condições de segurança de artistas e espectadores, viabilidade técnica, administração, produção e divulgação do espetáculo.

Aprovado em abril deste ano pelo Conselho Superior do MEC, o Curso Técnico em Arte Circense vem legitimar a Escola Nacional de Circo como um espaço de produção, criação e transmissão de saberes, referendando o ensino da arte circense da instituição na América Latina.

Escola Nacional de Circo
Única instituição de ensino diretamente mantida pelo Ministério da Cultura, a Escola Nacional de Circo oferece, além do curso técnico, programa de intercâmbios. Criada em 1982 pelo circense Luís Olimecha e por Orlando Miranda, reúne em seu corpo docentes profissionais com mais de 30 anos de carreira artística, alguns deles oriundos da equipe que fundou a instituição. Atualmente, a Escola conta com aproximadamente 60 alunos matriculados.

A ENC está sediada no Rio de Janeiro, na Praça da Bandeira, ponto tradicional de armação de circos no século XIX e início do século XX. O espaço possui salas de aula, dança, auditório, musculação, fisioterapia, refeitório e oficina para confecção e conserto de aparelhos e ocupa 9.127 m² de área total e 4.273 m² de área construída, tendo capacidade para 1.344 espectadores.

Os projetos deverão ser encaminhados com a seguinte identificação e endereço:
BOLSA FUNARTE PARA FORMAÇÃO EM ARTES DO CIRCO – 2015
Escola Nacional de Circo
Rua Elpídio Boamorte, S/Nº
Praça da Bandeira – Rio de Janeiro/RJ
CEP: 20270-170

Acesse aqui o Projeto do Curso Técnico em Arte Circense

< voltar para home