Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Artes Visuais e Fotografia

Exposição ‘Mãos Ungidas’ fica até próximo domingo (6) no Maspe

Trabalho apresenta fotos sobre a ordenação bispal. Além da mostra, a obra ‘Sacrário da Madre de Deus’, recuperada pela Arquidiocese Recife e Olinda, está à mostra no museu

Drailton Gomes/Divulgação

Drailton Gomes/Divulgação

Drailton Gomes/Divulgação

O Museu de Arte Sacra de Pernambuco (MASPE), que fica localizado no Alto da Sé de Olinda, segue até o próximo domingo (6/09) com a exposição ‘Mãos Ungidas’, do fotógrafo recifense Drailton Gomes. A mostra estava com encerramento marcado para o domingo passado (30/08), mas a pedido de algumas escolas do entorno do Maspe ficará mais uma semana no equipamento cultural.

Além da visitação de pessoas comuns e turistas que passam pelo local, o Maspe recebeu durante o mês de agosto a visita de quatro escolas, a maioria da rede pública estadual. A previsão é de que esta semana aconteçam outras visitas, inclusive com a presença do artista Drailton Gomes. O objetivo é fazer com que os alunos possam trocar impressões com o fotógrafo, além de conhecerem melhor o Museu de Arte Sacra de Pernambuco.

Fundarpe

Fundarpe

O Museu de Arte Sacra de Pernambuco fica na Rua Bispo Coutinho, número 726, no Alto da Sé de Olinda

Primeiro projeto fotográfico de Drailton Gomes, ‘Mãos Ungidas’ é uma reunião de imagens sobre um dos momentos mais lindos e simbólicos da ordenação presbiteral. O já ordenado ajoelha-se diante do bispo, oferece as suas mãos para em seguida ser ungido com o sagrado óleo do crisma. “A exposição conta com curadoria do Frei Rinaldo Pereira, gestor do MASPE, e é formada por 18 fotografias minhas, feitas num período de três anos e em diversas ordenações realizadas no estado”, comenta o fotógrafo.

De acordo com Frei Rinaldo, no dia da ordenação o sacerdote tem as mãos ungidas com o óleo santo do crisma, e é este o momento que busca ser fidelizado através das fotografias de Drailton Gomes. “Essa unção não se configura como um privilégio ou degrau de poder, mas sim numa missão sagrada: a pessoa foi ungida para ser outro Cristo”, explica o gestor do Museu de Arte Sacra de Pernambuco.

Sacrário da Madre de Deus exposto à visitação

O sacrário roubado da Igreja Madre de Deus, no Bairro do Recife, 39 anos atrás, está aberto ao público no Maspe. A peça estava em poder de um colecionador, no Rio de Janeiro, e foi recuperada em agosto de 2014.

Provavelmente construído no século 19, o sacrário é todo de madeira revestido com prata. Na igreja, a peça é usada para guardar a hóstia consagrada. Antes de regressar ao Recife, estava sob proteção do Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, que providenciou a transferência para a capital pernambucana.

Localizado na Sé de Olinda, o Maspe funciona das 10h às 17h. O acesso às terças-feiras é gratuito. Da quarta ao domingo é cobrado ingresso no valor de R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia).

Serviço
Exposição ‘Mãos Ungidas’
Museu de Arte Sacra de Pernambuco
(Rua Bispo Coutinho, 726, Carmo, Olinda – PE)
Visitação até o dia 06 de setembro
Terça a sexta, das 10h às 17h | Sábados e domigos, das 10h às 17h
R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia)
Mais informações: (81) 3184 3154

< voltar para home