Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Artes Visuais e Fotografia

Mostra “Atletas e Cores: Brasil-Itália” ocupa a Caixa Cultural Recife

A exposição reúne obras de 30 artistas ítalo-brasileiros

*Com informações da assessoria

Divulgação

Divulgação

A visitação pode ser feita a partir desta sexta-feira (20)

Telas e obras sobre temáticas esportivas formam a exposição Atletas e Cores: Brasil-Itália, que continua em cartaz na Caixa Cultural Recife até o dia 26 de junho. A mostra reúne 30 obras com perspectivas artísticas diversas sobre o universo dos esportes e sua importância social. São 15 obras de artistas brasileiros e 15 de artistas italianos, convidados especificamente para produzir uma obra para a exposição. A curadoria tem a assinatura do brasileiro Enock Sacramento e do italiano Guido Curto, numa conexão artística entre os países.

A exposição representa múltiplas possibilidades de observação artística do esporte, a partir do olhar particular de cada artista e da cultura na qual está inserida a sua história esportiva própria. “As competições olímpicas inspiraram desde sempre os artistas que presentearam a humanidade com obras primas capazes de tornar imortais o esforço e a técnica dos atletas de várias disciplinas”, destaca o embaixador da Itália no Brasil, Raffaele Trombetta.

O Brasil é representado neste evento pelos artistas Alex Flemming, Américo, Ana Durães, Egas Francisco, Ery Medeiros, Everson Fonseca, Fernando Ekman, Galeno, Inos Corradin, João Monteiro, Martins de Porangaba, Paulo Sayeg, Raúl Córdula, Waldomiro de Deus e Zélio, de diferentes regiões brasileiras. Pernambuco está representado pelo artista Raul Córdula, que vive e trabalha em Olinda e que publicou, no ano passado, os livros Utopia do Olhar e Esboços, ambos com incentivo do Funcultura.

O curador Enock Sacramento explica que aos artistas convidados foi dada ampla liberdade para criar suas obras, dentro do tema proposto: o esporte, as modalidades esportivas, a história do esporte. Enock acaba de ser agraciado pela Associação Brasileira de Críticos de Arte com o Prêmio Gonzaga Duque, mediante eleição nacional, por suas atividades como crítico e curador de arte em 2015 no Brasil.

Os 15 artistas italianos, convidados pelo curador Guido Curto, são Andrea Massaioli, Ana Madia, Carlo Galfioni, Carlo Glória, Cristina Mandelli, Daniele Fissore, Enzo Gagliardino, Francesco Lauretta, Giorgio Ramella, Jonathan Guaitamacc​h​i, Maria​ Cristiana​ Fioretti, Paolo Leonardo, Pier Paolo Maggini, Sabrina Rocca, e Valério Berutti. São artistas representativos da arte que se produz hoje na Itália, particularmente na Região de Piemonti, na qual se localiza a cidade de Turim, na qual nasceram e vivem a maior parte deles, inclusive o curador, que é professor titular de História da Arte na famosa Academia Albertina de Belas Artes de Turim, da qual foi diretor de 2005 a 2011.

Para Trombetta, a mostra coloca “em relevo não o papel de cada atleta, mas o Esporte na sua peculiaridade de ressaltar as capacidades físicas e psíquicas das pessoas”. Depois do Recife, a exposição segue para Curitiba.

Serviço
Mostra Atletas e Cores: Brasil-Itália
Onde: Caixa Cultural Recife (Av. Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife, Recife/PE)
Visitação: 20/5 a 26/6, das 10h às 20h (terça a sábado) e das 10h às 17h (domingo)
Acesso gratuito

< voltar para home