Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

12º Festival de Cinema de Triunfo celebra o audiovisual pernambucano e nacional

A abertura do evento, nesta última segunda-feira (5), contou com a presença de vários cineastas, produtores e amantes da sétima arte de todo o país

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

A primeira noite do 12º Festival de Cinema de Triunfo lotou o Cineteatro Guarany

Diante de um Cineteatro Guarany repleto de realizadores do audiovisual pernambucano e brasileiro, o 12º Festival de Cinema de Triunfo teve início, nesta segunda-feira (5), celebrando a política cultural de Pernambuco voltada para o setor. A abertura do evento contou com a presença de dezenas de cineastas, produtores e amantes da sétima arte de todo o país, além da tradicional apresentação dos Caretas de Triunfo em frente ao equipamento cultural. Em seguida, foi a vez da sessão de filmes que participam das mostras competitivas.

Participaram da solenidade de abertura a coordenadora de Audiovisual da Secult-PE/Fundarpe e coordenadora do Festival de Cinema de Triunfo, Luciana Poncioni. A gerente do Sesc Triunfo, Katia Ferreira; Ozaildo Ferraz Jr., secretário de Turismo de Triunfo; Severino Pessoa, vice-presidente da Fundarpe; e Marcelo Canuto, presidente da Fundarpe, representando o governador Paulo Câmara.

“É com muita alegria que damos início ao nosso 12º Festival de Cinema de Triunfo. A programação está muito extensa, com atividades para toda a família, seja o público infantil ou adulto. É também, além de espaço de difusão do audiovisual pernambucano, um espaço de formação, com várias oficinas voltadas para o setor”, destacou Luciana Poncioni.

Marcelo Canuto reforçou a importância que este festival de cinema tem para o estado e para o Brasil. “Tivemos eventos importantes nos últimos 90 dias, como o Ciclo Junino, a Fenearte, o FIG, e agora o Festival aqui em Triunfo. Isso mostra que o Governo de Pernambuco, mesmo com toda dificuldade, tem mantido a cultura pernambucana viva e de pé”, destacou o presidente da Fundarpe.

O secretário de Turismo do município, Ozaildo Ferraz, lembrou que mais uma vez o Festival finaliza a temporada de inverno de Triunfo. “A gente criou uma temporada de atividades que agregasse ao trade turismo da região. Eventos como o São João, passando pela Festa dos Estudantes, e chegando agora ao Festival de Cinema”, disse o gestor.

“A política cultural de Pernambuco voltada para o audiovisual é uma das mais exitosas do país. O Festival de Cinema de Triunfo é uma grande celebração dos avanços que tivemos nos últimos doze anos. Gostaria de agradecer principalmente a presença da cidade que chegou junto pra prestigiar este evento”, completou Severino Pessoa.

Uma das homenageadas do Festival – ao lado de Kleber Mendonça Filho, a atriz Lívia Falcão se emocionou ao ver um vídeo sobre sua carreira profissional e ao receber o Troféu Caretas das mãos do presidente da Fundarpe. “A primeira palavra que trago é gratidão. Uma homenagem não muda a vida da gente, mas é uma força pra gente continuar pela arte”, celebrou a atriz.

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

O presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, e a atriz Lívia Falcão, uma das homenageadas do 12º Festival de Cinema de Triunfo

A solenidade contou ainda com intérprete em libras e a presença de representantes dos filmes que compunham a programação do dia. Natural e morador de Triunfo, Victor Douglas, um dos diretores do curta “Turismo Selvagem”, comemorou a sua participação e a de seus colegas no Festival. “Ano passado a gente era plateia, e hoje estamos como protagonistas exibindo um filme nosso”, celebrou.

Outros curtas-metragens exibidos na noite foram: “Nova Iorque”, de Leo Tabosa; “Solitude”, de Coletivo Cinema do Interior; “Codinome Breno”, de Manoel Batista; e “Cinco Minutos por Dia”, de Bob Yang & Frederico Evaristo.

Já Tiago Leitão, diretor do longa-metragem “Salustianos”, lembrou-se de outras passagens suas pelo Festival: “esse é o quarto projeto que estou envolvido e que passou aqui por Triunfo. Fora o Recife, esta é a cidade que eu mais exibi filmes. É com muito orgulho que venho aqui apresentar o meu primeiro longa-metragem, que durou sete anos para ser produzido. E a mensagem que trago é ressaltar a necessidade da gente continuar lutando pela cultura e eventos como esse”.

Confira aqui a programação completa do 12º Festival de Cinema de Triunfo, que segue até o próximo sábado (10).

< voltar para home