Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

9º Festival de Cinema de Triunfo já movimenta o Sertão do Pajeú

Evento acontece de 8 a 13 de agosto, em homenagem ao ator Germano Haiut e à atriz Maeve Jinkings. Oitenta crianças e jovens do Pajeú vão participar de oficinas.

Começou nesta segunda-feira (8), o 9º Festival de Cinema de Triunfo. Até o sábado, o Sertão do Pajeú vai viver dias de intensa divulgação e debates sobre o cinema brasileiro.

Verner Brenan

Verner Brenan

Milena Evangelista, coordenadora geral do Festival, dá boas-vindas ao público, ao lado do secretário de Turismo de Triunfo, Evanildo Fonseca, e de Severino Pessoa, gerente de articulação social da Secretaria de Cultura de Pernambuco.

Um júri oficial e um júri popular vão selecionar as melhores produções nas categorias longa-metragem nacional, curta-metragem nacional, curta-metragem pernambucano, curta-metragem infanto-juvenil e curta-metragem dos Sertões. Este ano, serão R$ 26 mil em prêmios aos vencedores, que também receberão o Troféu Caretas.

Verner Brenan

Verner Brenan

O Cine Theatro Guarany na noite de abertura do Festival

Além disso, o 9º Festival de Cinema de Triunfo está com uma série de atividades descentralizadas em todo o Sertão do Pajeú, que irá alcançar moradores da cidade de Serra Talhada e Afogados da Ingazeira. Destaque para o Seminário Inclusão no Audiovisual, que discutirá temas como cotas, descentralização e representação de gênero na cadeia produtiva; o Seminário Diálogos da ABPA (Associação Brasileira de Preservação Audiovisual), que, em parceria com a Fundaj, debaterá a importância dos arquivos regionais; e as oficinas gratuitas de cinema voltadas para crianças e jovens da região.

Confira a PROGRAMAÇÃO COMPLETA do evento.

HOMENAGENS
Este ano, o Festival presta uma homenagem especial a Germano Haiut e Maeve Jinkings, em reconhecimento à contribuição do ator e da atriz para o audiovisual brasileiro. “Todos os anos homenageamos profissionais que dão/deram uma grande contribuição ao cinema produzido em nosso Estado e no Brasil. A escolha de Germano e Maeve reflete essa relação estreita que eles possuem com a cadeia audiovisual e, mais do que isso, tem o objetivo de dar visibilidade a tudo o que eles produziram ao longo de suas carreiras”, comentou a coordenadora de Audiovisual da Secult-PE/Fundarpe, Milena Evangelista.

De acordo com ela, cada um dos artistas receberá um troféu, como parte da homenagem, e um VT com os momentos mais marcantes da trajetória deles no cinema. “Os VT’s, produzidos pela TV Pernambuco, serão exibidos no Cine Theatro Guarany, e o público poderá conferir os vídeos junto com os homenageados”, adiantou Evangelista.

Divulgação

Divulgação

O ator recifense Germano Haiut

Com mais de 50 anos de carreira dedicados às artes, cinema e teatro, Germano Haiut revelou estar surpreso com a homenagem do evento. “Essa é a primeira vez que recebo um reconhecimento desse porte. Fiquei assustado no começo, pois esse tipo de coisa parece um prenúncio do fim das nossas vidas, mas me sinto muito honrado em dividir o palco com cineastas tão talentosos e reconhecidos no mundo todo, como os de Pernambuco”, disse Haiut.

Nascido no Recife (1938) e com mais de 20 peças no currículo, o ator possui ampla trajetória no Teatro Pernambucano, tendo passado pelos grupos: Teatro Estudantes Israelita, Teatro de Arena, Teatro Popular do Nordeste e o Teatro de Amadores de Pernambuco. No cinema, atuou em curtas-metragens como Clandestina Felicidade, Papa Figo e Rosa e Benjamin e nos longas-metragens Eles Voltam, País do Desejo, Quincas Berro D’Água, Reflexões de um Liquidificador, O ano em que meus pais saíram de férias, Baile Perfumado, entre outros. Além do cinema e do teatro, Germano Haiut também atuou nas minisséries A Pedra do Reino e Amores Roubados. “Apesar dos 78 anos, devo voltar em breve aos palcos”, contou.

Já Maeve Jinkings disse que ficou muito feliz com o agraciamento e revelou que está ansiosa para chegar logo em Triunfo. “Quero muito chegar à cidade e receber o carinho do público que admira e reconhece minha trajetória artística”, disse Jinkings.

Natural de Brasília, a atriz mudou-se aos cinco anos para Belém do Pará, onde se formou em Comunicação Social. De lá, seguiu para São Paulo, onde estudou artes dramáticas. Em 2009, filmou um curta-metragem no Recife, o primeiro de uma série de trabalhos no Estado. Sua parceria com a produção de cinema pernambucano resultou até hoje em mais de dez longas, entre eles Aquarius (2016), Açúcar (em finalização), Boi Neon (2016), Seu Cavalcanti (em edição), Amor Plástico e BarulhoBoa Sorte Meu Amor (2013), Era Uma Vez Verônica (2013) e O Som ao Redor (2013). Pela atuação em Amor Plástico e Barulho, recebeu diversos prêmios de melhor intérprete, entre eles o de Melhor Atriz no 46º Festival de Brasília e o prêmio de Melhor Atriz no BRAFFT 2014, Festival Brasileiro de Cinema em Toronto. Sua estreia em teledramaturgia ocorreu em 2015, na novela A Regra do Jogo. “Apesar de não ser de Pernambuco, Maeve representa a força feminina do cinema pernambucano, tendo atuado em mais de dez longas de nosso Estado, tanto como atriz e quanto preparadora de elenco”, comentou Evangelista.

Reprodução

Reprodução

A atriz Maeve Jinkings

 

< voltar para home