Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

Cepe lança edição digital do Circuito Cultural de Pernambuco

Literatura, teatro, cinema, artes gráficas e música integram a programação que tem opções para todos os públicos

O Circuito Cultural de Pernambuco, iniciativa da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) com curadoria da Fundação Gilberto Freyre, também se adaptou à realidade imposta pela pandemia de Covid-19 e migra integralmente para o ambiente digital. A programação da edição 2020 foi anunciada em coletiva virtual, na manhã desta última quarta-feira (26), pelo presidente da Cepe, jornalista Ricardo Leitão, e pela gerente editorial da Fundação Gilberto Freyre e curadora do circuito, Jamille Barbosa. O evento será realizado entre os meses de setembro e dezembro, oferecendo debates, palestras, entrevistas, contações de histórias, saraus, oficinas educativas, shows, exibição de filmes, apresentações teatrais e lançamentos literários.

Divulgação

Divulgação

Marcelo Quintanilha, Marina Colassanti, Mário Hélio, Mary del Priori, Waldomiro Vergueiro e Newton Moreno são um dos nomes confirmados da programação virtual do Circuito Cultural de Pernambuco

Toda a programação será ancorada no portal www.circuitoculturalpernambuco.com.br e nas redes sociais do circuito. A primeira etapa acontecerá entre os dias 9 e 13 de setembro e contará com nomes como o da escritora e historiadora social Mary Del Priori.

Autora de mais de 50 livros e com mais de vinte prêmios literários nacionais e internacionais, Mary Del Priori se especializou em temas relativos à vida em sociedade, esmiuçando a história dentro da história, em narrativas sobre a intolerância, o racismo, a homofobia, a sexualidade, o feminismo, entre tantos olhares. Ela participará da live “Baseada em Fatos Reais”, às 17h, logo após a solenidade de abertura do Circuito. “Nessa conversa, vou mostrar como cartas pessoais, bilhetes amorosos e o registro oral ajudam a contar a nossa história”, afirma a escritora. O encontro será mediado pelo jornalista Felipe Torres.

Marina Colasanti é outro nome confirmado para a primeira etapa do Circuito Cultural Digital. Com mais de 60 livros publicados, o último (“Mais longa vida”) lançado em abril em plena pandemia, a escritora será uma das atrações da quinta-feira (10), na live “A vida pede licença….poética” que acontecerá às 17h, com mediação da jornalista e crítica literária Gianni Paula de Melo.

Na live, a poeta e escritora nos convida a uma reflexão ao dizer que “a vida não é feita apenas de leitura de livros”. O objetivo não é desvalorizar o papel da escrita, pelo contrário. Ela chama a atenção para o fato de que antes do livro está o pensamento. Colasanti refere-se ainda a um contingente enorme de pessoas que, sem saber ler, tem grande sabedoria, porque sabem ler a vida. A matéria-prima das obras consiste na sensibilidade e a partir desse elemento sutil a palestrante discorrerá sobre a valorização dos livros: “Estamos cientes de que a leitura de livros nos dá mais elementos para ler a vida. E queremos que este benefício esteja ao alcance de todos”.

A transversalidade da literatura com outras narrativas culturais costura a programação. Boas discussões se colocam, como a que reunirá o professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, Waldomiro Vergueiro (um dos maiores estudiosos sobre histórias em quadrinhos no país), o quadrinista Marcello Quintanilha e o jornalista Roberto Beltrão na live Histórias em quadrinhos como recurso didático-pedagógico. Ainda na programação do dia 10, o dramaturgo, roteirista e diretor teatral Newton Moreno aborda tais convergências na live “Diálogos entre linguagens: literatura, teatro e cinema”, com participação do cineasta e dramaturgo Evaldo Morcazel e do jornalista Márcio Bastos.

A Cepe Editora lança, na programação do Circuito, o livro “O Brasil de Gilberto Freyre”, do jornalista Mário Hélio Gomes. “A publicação está sendo reeditada. É uma introdução generosa e, ao mesmo tempo, profunda, ao pensamento de Gilberto Freyre – em suas complexidades, controvérsias, antevisões – feita por um especialista”, afirma o editor Diogo Guedes. Com ilustrações do artista José Cláudio, o livro ajuda a entender a relevância do pensamento de Freyre ao passar também por sua vida e pela própria história do Brasil.

Digital e interativo, o circuito também oferecerá atrações para o público infantil, como contação de histórias, oficinas (teatro, modelagem, instrumentos musicais), show de Carol Levy, do mágico Rodrigo Lima, entre outros. “Essa foi uma das nossas preocupações ao transpor o circuito do ambiente presencial para o digital. O público não será um mero espectador. Seja em chats ou envio de conteúdos ele terá participação ativa”, enfatizou Jamille Barbosa.

Ricardo Leitão destacou que ainda não é possível mensurar os impactos dessa migração (13 férias presenciais estavam previstas para 2020) para o ambiente virtual. “Acreditamos que o acesso será bastante ampliado pelas facilidades da própria internet, mas o que é importante destacar é que a pandemia não nos impediu de assegurar espaços importantes para a reflexão sobre o livro e a leitura”, assegurou.

O Circuito Cultural Digital conta com a participação de vinte editoras, livrarias e instituições, como a Câmara Brasileira de Livros (CBL) e a União Brasileira dos Escritores, que participarão com programações e ações próprias. O evento conta com o apoio das secretarias estaduais de Educação, Cultura e Fundarpe. As próximas etapas acontecerão em outubro (7 a 11), novembro (12 a 15) e dezembro (9 a 13) com novas programações e participantes. Confira a programação completa aqui: www.circuitoculturalpernambuco.com.br.

< voltar para home