Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

Cine Teatro Guarany exibe documentário sobre racismo nos Estados Unidos

“Eu Não Sou Seu Negro” traz relatos sobre vidas e assassinatos de líderes como Malcom X e Martin Luther King Jr. Os pernambucanos “Divino Amor” e “Estou Me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar” seguem na segunda semana ao lado de “O Menino no Espelho”

Divulgação

“Eu Não Sou Seu Negro” é inspirado em manuscrito de James Baldwin

A tela do Cine Teatro Guarany, equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe, exibirá, nesta quinta-feira (26/9), um documentário sobre o racismo nos Estados Unidos, iniciando a programação da semana. “Eu Não Sou Seu Negro”, do diretor Raoul Peck, se debruça sobre histórias sobre a vida de líderes como Malcom X e Martin Luther King Jr, ícones da luta pelos direitos das pessoas negras, assim como depoimentos sobre os crimes que levaram às suas mortes. Na agenda, seguem pela segunda semana “O Menino no Espelho”, do mineiro Guilherme Fiuza Zenha; Divino Amor, do pernambucano Gabriel Mascaro; e “Estou me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar”, do também pernambucano Marcelo Gomes. Os ingressos custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia). Às quintas-feiras, nas sessões CineSesc, a entrada é gratuita.

“Eu Não Sou Seu Negro” é baseado no manuscrito “Remember the House”, do escritor e pensador James Baldwin. No texto nunca transformado em livro o autor fala sobre fatos marcantes que escancaram o racismo nos Estados Unidos: os assassinatos de representantes da liderança do movimento negro americano e a violência cometida contra a menina Dorothy Counts, primeira negra a ingressar num colégio exclusivo para brancos, que sofreu humilhação registrada em imagens no seu primeiro dia de aula.

Divulgação

Divulgação

“O Menino no Espelho” é baseado em obra de Fernando Sabino

Baseado no livro homônimo do escritor mineiro Fernando Sabino, no qual inseriu memórias de sua infância em Belo Horizonte da década de 1930, “O Menino no Espelho” retrata as aventuras do menino de oito anos que tem a criatividade aguçada e a consequente mania de travessuras. O filme voltado para o público infantil se destaca pelo ritmo menos acelerado que o comum para essa faixa etária.

Divulgação

Divulgação

A atriz Dira Paes protagoniza o filme “Divino Amor”

“Divino Amor” foi exibido pela primeira vez na mostra competitiva do Festival de Sundance, em janeiro deste ano, e atraiu público por onde passou. A história da película se passa no ano de 2027 e traça um futuro distópico para o Brasil, depois que o País se torna uma teocracia. O filme é protagonizado pela atriz Dira Paes, que interpreta Joana. A personagem é uma religiosa fervorosa que trabalha mediando divórcios.

Reprodução/Filme

Reprodução/Filme

“Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar” é ambientado na cidade pernambucana de Toritama

Produzido pela Carnaval Filmes, o documentário “Estou me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar” mostra o envolvimento dos moradores de Toritama, no Agreste pernambucano, com a produção de jeans no Brasil e com o Carnaval. O filme dirigido por Marcelo Gomes estreou nacionalmente em julho deste ano dentro da Sessão Vitrine, projeto de distribuição coletiva da Vitrine Filmes, que lança um título por mês.

SEMANA DE 19 A 25 DE SETEMBRO


O MENINO NO ESPELHO
(Brasil, 2014, 78 minutos)
Gênero: Drama | Direção: Guilherme Fiuza Zenha | Elenco: Lino Facioli, Mateus Solano, Regiane Alves
Classificação Etária: Livre
Sinopse: Belo Horizonte, anos 1930. Fernando (Lino Facioli) é um garoto de 10 anos que está cansado de fazer as coisas chatas da vida. Seu sonho era criar um sósia, que ficasse com estas tarefas enquanto ele poderia se divertir à vontade. Até que, um dia, é exatamente isto que acontece, quando o reflexo de Fernando deixa o espelho e ganha vida.
Dias e horários: quinta-feira (19), 13h30


EU NÃO SOU SEU NEGRO
(EUA, 2017, 94 minutos)
Gênero: Documentário | Direção: Raoul Peck
Classificação Etária: 12 anos
Sinopse: O produtor Raoul Peck usa o livro inacabado de James Baldwin sobre o racismo nos EUA para examinar as questões raciais contemporâneas, com relatos sobre as vidas e assassinatos dos lideres ativistas Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Jr.
Dias e horários: quinta-feira (19), 19h


DIVINO AMOR
(Brasil, 2018, 101 minutos)
Gênero: Ficção | Direção: Gabriel Mascaro | Elenco: Dira Paes, Julio Machado, Teca Pereira
Classificação Etária: 18 anos
Sinopse: Brasil, 2027. Uma devota religiosa usa seu ofício num cartório para tentar dificultar os divórcios. Enquanto espera por um sinal divino em reconhecimento aos seus esforços é confrontada com uma crise no seu casamento que termina por deixá-la ainda mais perto de Deus.
Dias e horários: sexta-feira (20): 18h30 | sábado (21): 16h30, 20h30 | domingo (22): 18h30


ESTOU ME GUARDANDO PARA QUANDO O CARNAVAL CHEGAR
(Brasil, 2018, 85 minutos)
Gênero: Documentário | Direção: Marcelo Gomes
Classificação Etária: 10 anos
Sinopse: Na cidade de Toritama, considerada um centro ativo do capitalismo local, mais de 20 milhões de jeans são produzidas anualmente em fábricas caseiras. Orgulhosos de serem os próprios chefes, os proprietários destas fábricas trabalham sem parar em todas as épocas do ano, exceto o carnaval: quando chega a semana de folga eles vendem tudo que acumularam e descansam em praias paradisíacas.
Dias e horários: sexta-feira (20): 20h30 | sábado (21): 18h30 | domingo (22): 16h30, 20h30

< voltar para home