Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

Festival de Cinema de Carpina leva a sétima arte às novas gerações da região

Evento conta com apoio da Secult-PE e Fundarpe e vai começar a partir da próxima segunda-feira (21), com a proposta de levar ao público carpinense um espaço de interação com a produção audiovisual independente brasileira

Reprodução/Internet

Reprodução/Internet

‘Big Jato’, de Cláudio Assis (um dos homeneados do festival) será exibido no encerramento da programação

O 1° Festival de Cinema de Carpina, que traz a proposta de levar às novas gerações carpinense um espaço de interação com a produção audiovisual independente brasileira, vai começar a partir da próxima segunda-feira (21). O festival conta com apoio do Governo de Pernambuco, através da Secretaria Estadual de Cultura e a Fundarpe, e segue até o dia 26 de maio com uma programação especial – que vai transformar o auditório da Escola Técnica Maria Eduarda num grande cinema aberto ao público.

Durante a tarde, as sessões serão reservadas para alunos da rede pública municipal. Já às 19h, o cinema será aberto para a população em geral. Para Hugo Balão, um dos realizadores do evento, “Carpina é uma cidade ícone um grande centro cultural e econômico, da Zona da Mata Norte de Pernambuco, e suas ruas e praças compõem o cenário das diversas obras de produções audiovisuais independentes realizadas por cineastas carpinenses”, citando filmes como O Lápis, Pense Numa Lula, Um Cangaceiro na Mira de Deus, O Pen Drive, Devastado Pela Vida e Adultera, entre outros.

“Esse núcleo espontâneo de cinema na cidade foi um dos fundamentos para a realização de um evento sazonal na versão de um festival de cinema com foco em promover a cidade por meio do fomento da sétima arte na busca de contribuir para o desenvolvimento, social, cultural, e turístico, incorporando Carpina ao circuito audiovisual pernambucano”, ressalta Hugo Balão.

Os homenageados do Festival de Cinema este ano são os cineastas Cláudio Assis, e Ozéas Cristovão. Cláudio Assis é pernambucano e dirigiu os filmes Amarelo Manga, Baixio da Bestas, Febre do Rato, Big Jato (que terá sessão especial no encerramento do festival) e estará lançando em breve seu mais novo filme, intitulado Piedade. Ozéas Cristovão dirigiu os curtas Tampinha e Patrão Avarento, e codirigiu o curta Deputado e o Ambulante – que está em fase de finalização. Atualmente está trabalhando em dois novos projetos o curta, Nuvens de Cinzas e o longa-metragem O cangaceiro na Mira de Deus.

Durante o período de inscrições, participaram do processo quase quatrocentos filmes de vários estados brasileiros e até fora do Brasil. O cineasta Lula Magalhães, e o crítico de cinema Vicente Azevedo selecionaram os filmes que comporão a programação do festival. Já o júri do festival é composto pelo Jornalista Augusto Amorim; Dara Almeida, licenciada em filosofia pela UNICAP; Paulo Sérgio, diretor de comunicação da ASPAC; Lula Magalhães, diretor cinematográfico e fotógrafo; e Vicente Azevedo, graduado em direito pela Associação Caruaruense de Ensino Superior e Técnico.

A programação conta com mostras competitivas, que irão premiar vencedores nas seguintes categorias: Melhor longa e curta-metragem; Melhor ator de Longa e de curta-metragem; Melhor atriz de longa e de curta-metragem; Melhor diretor de longa e de curta-metragem; Melhor roteiro de longa e de curta-metragem.

PROGRAMAÇÃO 1º FESTIVAL DE CINEMA DE CARPINA

TARDE | 14h
(Para os alunos da Rede pública municipal)
CLASSIFICAÇÃO: LIVRE

Terça-feira (22/05)
“A Luta”, 16″, MG, de Bruno Bennec
“Flores”, 16″, RJ, de Diego dos Anjos
“Médico de monstro”, 11″, SP, de Gustavo Teixeira “”Amarílis”, 10″, BA, de Chico Liberato “Retirantes”, 14″, RS, de Maíra Coelho
“Não tem só mandacaru”, 20″, PE, de Tauana Uchôa

Quarta-feira (23/05)
“Vaca parida”, 18″, MG, de Diogo Cronemberger “Pedro e o Velho Chico”, 18″, MG, de Renato Gaia “Órion”, 16″, PR, de Rodriane DL
“Meu pequeno herói não sabe voar”, 19″, SP, de Pedro Jorge “A piscina de Caíque”, 15″, GO, de Raphael Gustavo da Silva

Quinta-feira (24/05)
“O plantador de árvores”, 09″, PE, de Lori Queiroz
“Lá do alto”, 09″, RJ, de Luciano Vidigal
“O Tesouro de Cavendish”, 23″, PB, de Boenerges e Vinícius Guedes “Um dia é da vida, o outro é da morte, 20″, BA, de Calebe Lopes “Pensar”, 04″, SP, de Rodrigo Lira Fabiano
“Nosztalgia”, 04″, PE, de Vanessa Malheiros e Wayner Tristão

Sexta-feira (25/05)
“Médico de monstro”, 11″, SP, de Gustavo Teixeira
“Pedro e o Velho Chico”, 18″, MG, de Renato Gaia
“A piscina de Caíque”, 15″, GO, de Raphael Gustavo da Silva
“Meu pequeno herói não sabe voar”, 19″, SP, de Pedro Jorge
”O lá e o aqui”, 22”, RJ, de Sandro Lopes

NOITE
Segunda-feira (21/05)   
Cerimônia de abertura às 19h
MOSTRA  ESPECIAL DE CURTA-METRAGEM
“Conde Virgulino”, 16″, PE, de Valdir Oliveira

MOSTRA ESPECIAL DE LONGAS-METRAGENS
“Mar Inquieto”, 104″, RS, de Fernando Mantelli

Terça-feira (22/05)
MOSTRA PARALELA DE CURTAS-METRAGENS
“Atores em busca de Nelson”, 10″, PE, de Augusto Amorim “Umbral – depois de morrer, 04″, GO, de Thomaz Magalhães “Judas”, 11″, SP, de Joel Caetano
“Sob águas claras e inocentes”, 17″, RS, de Emiliano Cunha
“A bela do morro”, 23″, PE, de Manoel Marcos.

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS
“Peleja no Sertão”, 15″, CE, de Fábio Miranda
“O Lago”, 25″, SP, de Danilo Morales
“Feliz ano novo”, 17″, SP, de Mônica Donatelli “O Roncador”, 19″, PE, de Wilson Filho “Chanson D’Amour”, 13″, RJ, de Renata Prado
“Amor em 30 segundos”, 13″, RJ, de Sandro Pomponet

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGA-METRAGEM
“O silêncio da noite é que tem sido testemunha das minhas amarguras”, 78″, PE, de Diretor :P etrônio Lorena

Quarta-feira (23/05)
MOSTRA PARALELA DE CURTAS-METRAGENS
“A Teima”, 13″, PE, de Edvaldo Santos
“Enfim sós”, 08″, RJ, de Helvécio Parente
MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS
“Maria cachoeira”, 11″, MG, de Pedro Carcereri
“Maria”, 17″, AM, de Elen Linth
“Estranho ímpar”, 15″, SP, de Beto Oliveira
“Embaraço”, 21″, SP, de Fernando Rick
“Nóia”, 15″, SP, de Elder Fraga
“Marias”, 15″, GO, de Edem Ortegal
“Iluminadas”, 13″, PE, de Gabi Saegesser
“Sangria”, 17″, SP, de Iasmin Alvarez

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGA-METRAGEM
“O Crime da Cabra”, 90″, SP, de Ariane Porto e Teresa Aguiar

Quinta-feira (24/05)
MOSTRA PARALELA DE CURTAS-METRAGENS
“Adam Peiper”, 17″, ESP, de Mónica Mateo “Identidades”, 14″, SP, de Luan Cardoso
“Novidades Conhecidas”, 7;34″, AL, de David Farias  e Fabiano Oliveira.
MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS
“Latossolo”, 18″, BA, de Michel Santos
“Lightrapping”, 22″, SP, de Márcio Miranda Perez “Meninas formicida”, 13″, SP, de João Paulo Miranda Maria “Deuteronômio 22″, 06″, SP, de Érico Luz
“Punhos e leis”, 13″, SP, de Tomires Ribeiro “Baunilha”, 13″, PE, de Leo Tabosa “Autofagia”, 11″, PE, de Felipe Soares
“A dança de Júlia”, 03″, PE, de Igor Lopes
“Nena Cajuína”, 10″, PE, de Almir Guilhermino

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGA-METRAGEM
“Onde Nascem os Bravos”, 85″, CE, de Daniell Abrew

Sexta-feira (25/05)
MOSTRA PARALELA DE CURTAS-METRAGENS
“Tubarão”, 13″, PE, de Leo Tabosa
“Sangue-mulher”, 18″, AL, de Mik Moreira, Minne Santos e Janderson Felipe
“Zornith”, 27″, PE, de Marcello Trigo.

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS
“Autômatos”, 06″, RJ, de Leo Miguel “Rosalita”, 19″, MG, de Luciano dAzevedo “Ferida”, 15″, SP, de Dandi Queiroz
“Escolhas”, 20″, RJ, de Ivann Willig
“Xavier”, 13″, SP, de Ricky Mastro
“A vez de matar, a vez de morrer”, 25″, MS, de Giovani Barros

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGA-METRAGEM
“A lenda do Gato Preto”, 96″, CE, de Clébio Viriato Rib

Sábado (26/05)
Cerimônia de encerramento às 19h00min

MOSTRA ESPECIAL DE CURTA-METRAGEM
“Adultera”, 16″, PE, de Edvaldo Barbosa

MOSTRA ESPECIAL DE LONGA-METRAGEM
“Big Jato”, PE, de Claudio Assis.

< voltar para home