Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

Festival de Cinema de Triunfo abre espaço para bate-papo com realizadores

Por: Tiago Montenegro

Para fomentar debates sobre a produção audiovisual e contribuir para a formação crítica do público, o Festival de Cinema de Triunfo deu início nesta terça-feira, 4 de agosto, ao circuito de conversas abertas com realizadores que estão exibindo seus trabalhos durante o evento.

O primeiro bate-papo foi com a atriz Rita Carelli, representando a equipe de Permanência, longa do pernambucano Leonardo Lacca, exibido na noite de abertura do festival. Rita já recebeu, entre outros prêmios, o de melhor atriz no Cine PE 2015, por sua atuação nesta obra.

Costa Neto/Secult-PE

Costa Neto/Secult-PE

Bate-papo com a atriz Rita Carelli reuniu realizadores e público do festival

“Digo que Permanência é um projeto bem sui generis, pois estou com a minha turma no cinema. O filme revela uma intimidade muito grande que existe entre a equipe e é fruto de um processo longo, que demorou sete anos para conseguirmos fazer”, iniciou a atriz. Permanência é um trabalho decorrente do curta “Décimo Segundo”, também de Leonardo Lacca e igualmente protagonizado por Rita e Irandhir Santos. “Acredito que esta relação de afeto, de proximidade entre mim, Leo e Irandhir contribuiu muito nesse reencontro para o longa”, continuou.

Realizado com incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura, uma importante característica de Permanência é o fato dele ter sido filmado em São Paulo e abordar temas mais universais, sem compromisso exclusivo com o universo da cultura pernambucana. “É bacana essa liberdade atual dos cineastas pernambucanos tratarem de todos os temas, acho que teve um momento forte de afirmação, de realização de filmes mais regionalistas, que pensaram em como dividir a cultura com as pessoas de outros estados – isso vai continuar e é importante que continue -, mas acredito que é uma tendência natural, quanto mais se faz filme, mais temas vão aparecendo”, comemorou Rita.

Costa Neto/Secult-PE

Costa Neto/Secult-PE

Atriz conversou sobre bastidores do filme Permanência e seu processo de construção da protagonista

Além de narrar histórias de bastidores da produção, a atriz falou sobre o processo de preparação da sua personagem homônima: “não é que ela seja muito parecida comigo, mas eu poderia conhecer Rita, então, dá uma aflição quando temos que trabalhar com um personagem que é ‘vizinho’, mas foi importante fazer esse mergulho interior, nas minhas próprias correntes subterrâneas de conflitos e emoções”.

Ainda sobre sua experiência, Rita insistiu em destacar a “maneira colaborativa e generosa como foi feita o filme, uma oportunidade incrível para o ator ser compreendido não como um instrumento, uma marionete, mas como um outro artista pensante, que pode colaborar com a obra. É um privilégio participar desse jeito de fazer cinema, que valoriza coisas que são importantes e que nem sempre cabem na lógica do mercado”.

Assista ao trailer:


O Festival de Cinema de Triunfo é uma realização do Governo de Pernambuco, através da Secult-PE e Fundarpe, em parceria com a Prefeitura de Triunfo.
Confira AQUI a programação completa.

< voltar para home