Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

Laboratório de Audiovisual no Ceará abre vagas para realizadores nordestinos

Formação na Escola Porto Iracema das Artes é comandada pelos cineastas Karim Aïnouz, Marcelo Gomes e Sérgio Machado

Divulgação

Divulgação

Escola de Formação e Criação é financiada pelo Governo do Estado do Ceará

Roteiristas profissionais e aspirantes pernambucanos podem se inscrever, até 24 de março, na quinta edição do Laboratório de Audiovisual – Cinema, do Porto Iracema das Artes – Escola de Formação e Criação do Ceará. A instituição é uma escola de formação para o campo das artes, ligada ao Instituto Dragão do Mar de Arte e Cultura, que desenvolve uma série de programas formativos nas diversas linguagens artísticas, com ênfase no audiovisual.

O Laboratório terá a duração de sete meses e os artistas selecionados receberão orientação de três consagrados diretores brasileiros: Karim Aïnouz (Praia do Futuro / O Céu de Suely / Madame Satã), Marcelo Gomes (O Homem das Multidões / Viajo porque preciso, Volto porque te amo) e Sérgio Machado (Cidade Baixa / Abril Despedaçado – roteirista), que conduzirão a qualificação dos projetos, por meio de consultorias individuais. Além disso, outros profissionais do mercado cinematográfico irão a Fortaleza dar oficinas, palestras, workshops e outras atividades, contribuindo para o processo de formação na escrita e técnica da linguagem audiovisual dos alunos, que estarão ainda em conexão com as demais linguagens e cursos da Escola Porto Iracema das Artes.

O objetivo desta edição é o desenvolvimento de roteiros para longa-metragem, em qualquer gênero (ficção, documentário, animação e experimental), abordando aspectos de escrita cinematográfica: estrutura dramática, trama e subtrama, criação de personagens e formatação de roteiro. Além de ampliar as habilidades narrativas, o laboratório visa contribuir para a atuação profissional no mercado cinematográfico.

Em seu quinto ano letivo, a escola elegeu o debate sobre as UTOPIAS, como eixo norteador de suas ações formativas. “A ideia é potencializar a discussão sobre o viver, sonhar e criar num mundo conturbado ao extremo por tensões políticas, autoritarismos e violências”, observa a diretora do Porto Iracema das Artes, Elisabete Jaguaribe. Ela esclarece que a escolha de temáticas norteadoras sempre é baseada na observação das experiências formativas e das questões que emergem neste processo. “Vivemos um ano de 2016 muito tensionado por um cenário nacional e internacional de autoritarismo e intolerância em todos os aspectos. Os artistas que desenvolveram projetos no Porto Iracema trataram destas questões de algumas formas em processos que sugeriram claramente a urgência de aprofundarmos o debate em 2017”. A ideia é provocar o debate sobre as formas como os artistas respondem às contradições desse tempo. Neste processo, a possibilidade de novas utopias coloca-se na perspectiva da “exploração de novas possibilidades e vontades humanas” por meio da insurgência da imaginação ao que está estabelecido, em nome de “algo radicalmente melhor que a humanidade tem direito de desejar”, complementa Elisabete Jaguaribe, recorrendo à propositura do sociólogo Boaventura de Sousa Santos.

Para os quatro projetos que serão selecionados do Ceará, haverá a concessão de bolsa mensal no valor de RS 800,00 durante o período dos sete meses do projeto para cada um dos dois integrantes de cada projeto (um diretor e um roteirista). Para os dois projetos de Residência, oriundos dos demais estados do Nordeste, haverá a concessão de bolsa residência mensal no valor de R$ 1.800,00, a um integrante de cada projeto (um roteirista). As inscrições são gratuitas, somente via internet, no endereço eletrônico da Escola.

Serviço:

Inscrições para o Laboratório de Cinema
Local: www.portoiracemadasartes.org.br
Data: Até 24 de março de 2017
Mais informações: 3219.5842

< voltar para home