Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

MIMO Olinda comemora 15 anos espelhando a resistência cultural

De 23 a 25 de novembro, o Sítio Histórico de Olinda será o cenário de shows gratuitos de nomes nacionais e internacionais, como Emicida, Lia de Itamaracá, Tom Zé, Banda Eddie, Hermeto Pascoal e 47soul. A programação ainda inclui workshops, fóruns de ideias e o Festival MIMO de Cinema.

Divulgação

Divulgação

Emicida traz a turnê “10 anos de Triunfo” pela primeira vez para o eixo Recife/Olinda neste sábado (24).

 Por Camila Estephania

Resistência e afetividade são os dois termos usados pela produtora Lú Araújo para resumir a edição de 2018 do festival MIMO, realizado por ela há 15 anos. A programação que vai desta sexta-feira (23) até o domingo (25), em diversos pontos do Sítio Histórico de Olinda, foi pensada para celebrar a relação carinhosa entre o evento e artistas que, assim como o próprio festival, têm suas trajetórias marcadas pela persistência e a superação das adversidades. Com apoio do Governo de Pernambuco, o evento conta apenas com a edição de Olinda neste ano.

Não é à toa que, marcado para acontecer no fim da Semana da Consciência Negra, o evento terá, entre suas atrações principais, os shows do rapper paulista Emicida, no sábado, e da cirandeira pernambucana Lia de Itamaracá, no domingo, ambos na Praça do Carmo. “Nunca foi tão importante falar do respeito às raças e às diferenças. Essa negritude, que boa parte do Brasil não reconhece, é o que nos dá alma. Tenho muito orgulho de estar em Olinda nesse período trazendo Lia, como representante de uma cultura negra mais tradicional, e o Emicida, que entre os artistas mais novos do Brasil é um dos que tem mais voz. Não é uma comemoração direta ao 20 de novembro, mas essa data não passa batida, porque o MIMO é um dos festivais mais livres que tem no Brasil. Ele é um pouco de tudo, porque aqui cabe o respeito à música e à cultura”, destacou Lú Araújo que, coloca os dois artistas na edição olindense pela primeira vez, mas já trabalhou com ambos em outras cidades.

Rogério Reis

Rogério Reis

Lia de Itamaracá puxa a ciranda no domingo (25), na Praça da Carmo, que será encerrada pela banda olindense Eddie.

Para além de respaldar a luta negra, a programação também evidencia outras resistências, como a de artistas que lutam há décadas pela autonomia artística e a transgressão sonora, como é o caso dos renomados Tom Zé, Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti. “São nomes de muita importância e muito longevos, que são uma inspiração pro MIMO”, explica a produtora, sobre os artistas. Enquanto Hermeto e Egberto se apresentam na Igreja da Sé, no sexta e no sábado, respectivamente, Tom Zé foi escalado para a Praça do Carmo, na sexta, quando será antecedido pelos portugueses da Dead Combo, que segue uma proposta parecida com a do compositor brasileiro. “São jovens que fazem uma música totalmente fora da caixa. Estão mais para Nick Cave, embora também tragam elementos da música portuguesa”, brinca Lú.

Vozes poucas vezes ouvidas no ocidente como a dos rapazes do grupo de hip hop palestino 47soul também ganham espaço na programação do MIMO Olinda 2018. O grupo traz o show do disco de estreia, intitulado “Balfron Promise”, cujo título faz referência à Declaração de Balfour; através da qual a Grã-Bretanha defende o estabelecimento de um lar nacional para o povo judeu na Palestina; e também à Torre de Balfron, que fica em Londres, onde inquilinos de longa data foram despejados quando o bloco foi gentrificado. As letras politizadas são acompanhadas pelo “shamstep”, ritmo autointitulado pelo grupo que mistura música eletrônica e o dabke, música tradicional árabe. Os palestinos se apresentarão na Praça do Carmo, no sábado, antes de Emicida, que traz a turnê do ao vivo “10 anos de Triunfo” pela primeira vez para o eixo Recife e Olinda.

Divulgação

Divulgação

O grupo de hip hop palestino 47soul apresenta o shamstep, que mistura sons eletrônicos e a dabke, música tradicional árabe.

WORKSHOPS E FÓRUNS DE IDEIAS

Os mais curiosos em entender do que se trata o dabke também poderão participar de um wokshop ministrado pelo 47soul no sábado, às 15h, no Centro de Educação Musical de Olinda. O público também terá a oportunidade de trocar conhecimentos com os artistas através dos fóruns de ideias, que contará com palestras de Tom Zé, Emicida, Egberto Gismonti e o cineasta Phil Cox, no Mercado Eufrásio Barbosa.

O MIMO formou muita gente aqui em Pernambuco, no sentido comportamental de entender a música do mundo e de abrir janelas mesmo. Sempre realizamos em cidades que são patrimônios históricos buscando valorizar esses lugares e acrescentar algo à comunidade. Para tocar aqui, tem que dar aula, porque é preciso conviver com essas pessoas que precisam de incentivo”, comenta a produtora.

André Conti

André Conti

Nesta sexta (23),Tom Zé faz show à noite e dá palestra no Fórum de Ideias à tarde.

FESTIVAL MIMO DE CINEMA

O Teatro Fernando Santa Cruz, do Mercado Eufrásio Barbosa, também será o principal endereço da Mostra de Cinema, que ainda terá sessões no Pátio da Igreja da Sé. Neste ano, a programação conta com 19 filmes, um recorde na história do festival. O aumento aconteceu por conta do adiamento das edições de São Paulo e do Rio de Janeiro, por conta da perda de alguns patrocínios.

Não tive dúvidas de incorporar o Mercado Eufrásio Barbosa na programação quando soube que ele foi reaberto. Lá também acontecerá uma exposição remodelada de Fernando Augusto e o espaço será ocupado em várias estações. Sobre a Mostra de Cinema, teremos realmente o ‘the best’, porque tudo ficará concentrando aqui”, frisa ela, ao destacar o lançamento do filme “Mussum, um filme do cacilds”, sobre o humorista e sambista Mussum, no sábado; a exibição de “O Goianos”, sobre a nova cena musical de Goiás; e “Betty, they say I’m diferente”, sobre o impacto da relação de Betty e Miles Davis nas carreiras dos dois. “O MIMO pode estar menor esse ano, mas é tudo de primeira linha”, concluiu Lú Araújo.

Gabriel Quintão

Gabriel Quintão

Hermeto Pascoal & Grupo é uma das atrações da Igreja da Sé.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

CONCERTOS

23 NOV – SEX
HERMETO PASCOAL & GRUPO (BRASIL)
20H30 • IGREJA DA SÉ

DJ MONTANO (BRASIL)
21H30 • PRAÇA DO CARMO

DEAD COMBO (PORTUGAL)
22H30 • PRAÇA DO CARMO

TOM ZÉ (BRASIL)
00H30 • PRAÇA DO CARMO

24 NOV – SÁB
BRUNO SANCHES (BRASIL)
ARTISTA PRÊMIO MIMO INSTRUMENTAL
19H • IGREJA DO CARMO

EGBERTO GISMONTI QUARTETO (BRASIL)
20H30 • IGREJA DA SÉ

DJ MONTANO (BRASIL)
21H30 • PRAÇA DO CARMO

47 SOUL (PALESTINA)
22H30 • PRAÇA DO CARMO

EMICIDA (BRASIL)
00H30 • PRAÇA DO CARMO

25 NOV – DOM
GRAZIE WIRTTI & LEANDRO BRAGA (BRASIL)
17H • IGREJA DO CARMO

DJ MONTANO (BRASIL)
18H • PRAÇA DO CARMO

LIA DE ITAMARACÁ (BRASIL)
18H30 • PRAÇA DO CARMO

BANDA EDDIE (BRASIL)
20H • PRAÇA DO CARMO

FESTIVAL MIMO DE CINEMA

23 NOV – SEX
16H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
Strobo – O filme – Dir. Vladmir Cunha (FIC| 25’| 2018 | PA | LIVRE)
Betty, They Say I’m Different – Dir. Phil Cox (DOC | 54’| 2017 | FRANÇA/INGLATERRA | 12 ANOS)

18H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
O menino e o mundo: a viagem sonora – Dir. Isabella Jarrusso (DOC| 29’| 2017 | SP | LIVRE)
Vinil, Poeira e Groove – Dir. Diego Casanova (DOC | 70’| 2018 | SP | 14 ANOS)

18H30 • PÁTIO IGREJA DA SÉ
O Samba é Meu Dom – Wilson das Neves – Dir. Cristiano Abud (DOC | 93’| 2017 | MG | 12 ANOS)

20H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
Novos Goianos – Dir. Isaac Brum Souza (DOC| 23’| 2018 | GO | LIVRE)
Você não sabe quem eu sou – Dir. Alexandre Petillo, Rodrigo Grilo e Rogério Corrêa (DOC | 95’| 2018 | SP | 12 ANOS)

24 NOV – SÁB
14H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
Você não sabe quem eu sou – REPRISE

16H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
Timoneiro – Dir. Pedro Murad (DOC| 22’| 2018 | RJ | LIVRE)
Raiz Ancestral – Dir. Marcia Paraíso (DOC| 25’| 2017 | SC | LIVRE)
Do Sul ao Norte – Dir. Isabela Faria Trigo (DOC| 63’| 2017 | BA | LIVRE)

18H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
BUP – Dir. Dandara de Morais (FIC| 7’| 2018 | PE | LIVRE)
Orquestra de Todos os Povos – Dir. Alexis Zelensky (DOC| 23’| 2018 | RJ | LIVRE)
Sol, Som & Surf Saquarema – Dir. Hélio Pitanga (DOC | 82’ | 2017 | RJ | LIVRE)

18H30 • PÁTIO IGREJA DA SÉ
Quanto mais longe eu vou, mais perto eu fico – Dir. Daniel Ortega (DOC| 20’| 2018 | PE | LIVRE)
Mussum, um filme do cacildis! – Dir. Susanna Lira (DOC | 72’| 2018 | RJ | LIVRE)

20H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
Ruído – Dir. Gabraz Sanna (DOC| 14’| 2017 | RJ | LIVRE)
Pesado – Que som é esse que vem de Pernambuco? – Dir. Leo Crivelare (DOC | 100’| 2017 | PE | LIVRE)

25 NOV – DOM
14H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
Sol, Som & Surf Saquarema (Reprise)

16H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
Pesado – Que som é esse que vem de Pernambuco? (Reprise)

18H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
Yzalú – Rap, Feminismo e Negritude – Dir. Inara Chayamiti e Mayra Maldjian (DOC| 19’| 2018 | SP | 12 ANOS)
Com a palavra, Arnaldo Antunes – Dir. Marcelo Machado (DOC | 80’| 2018 | SP | LIVRE)

20H • TEATRO FERNANDO SANTA CRUZ (MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA)
Com a palavra, Arnaldo Antunes (Reprise)

FÓRUM DE IDEIAS

23 NOV – SEX
16H • MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA
TOM ZÉ 8.0
POR TOM ZÉ (BRASIL)

24 NOV – SÁB
16H • MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA
EMPREENDEDORISMO, ARTE E CRIATIVIDADE EM 10 ANOS DE TRIUNFO
POR EMICIDA (BRASIL)

25 NOV – DOM
11H • MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA
EGBERTO GISMONTI

< voltar para home