Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

Parlamentares lançam Frente Mista em Defesa do Cinema e do Audiovisual

Liderada pelo deputado federal por Pernambuco Tadeu Alencar, foi lançada nesta quarta-feira (16/10), no plenário da Câmara Federal, a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Cinema e do Audiovisual Brasileiros. Ao todo, 245 deputados e 18 senadores assinaram o documento durante a sessão em homenagem aos 90 anos da atriz Fernanda Montenegro. Além dos parlamentares, diversas entidades estiveram presentes ao ato, entre elas o Fórum de Secretários e Dirigentes de Cultura do Nordeste, representado pelo secretário de cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto.

Segundo Tadeu Alencar, o motivo para essa articulação (que reúne assinaturas de parlamentares de todos os 25 partidos políticos com representação no Congresso Nacional) se deu a partir do avanço contra políticas públicas do setor cultural, notadamente na área do audiovisual, promovidos pelo Governo Federal.

“A extinção do Ministério da Cultura, o desmonte promovido na Ancine, o não aporte aos recursos do Fundo Setorial do Audiovisual, a censura que se vem fazendo a obras e projetos em todo o país por motivos puramente ideológicos, as alterações no Conselho Superior do Cinema com a diminuição da participação da sociedade civil são de uma gravidade incontestável”, declarou Alencar.

Em seu discurso para os deputados presentes, o secretário de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto, ressaltou a importância das cadeias produtivas de Cultura para o dinamismo da economia da Região Nordeste e do Brasil. “Precisamos tratar a cadeia do audiovisual, e das demais áreas da Cultura, de forma estratégica. Uma cadeia que está estabilizada e que tem uma participação importante dos órgãos de fomento nacional. (Órgãos) que não podem paralisar suas atuações sob o risco de colocar todo o investimento feito anteriormente no lixo”, declarou ele, falando como representante do Fórum de Secretários e Dirigentes de Cultura do Nordeste.

Divulgação

Divulgação

O secretário estadual de Cultura, Gilberto Freyre Neto, participou do lançamento da Frente Parlamentar nesta quarta-feira (16), em Brasília

Profissionais do audiovisual aproveitaram o lançamento da frente para lembrar que o setor é uma importante cadeia produtiva e para cobrar dos parlamentares a regulação dos vídeos sob demanda (VOD – tecnologia que permite a disponibilidade de conteúdo para ser acessado a hora que o espectador quiser): a intenção é que as plataformas de difusão de imagens garantam espaço para a produção nacional de modo diverso e pagando os impostos, com mecanismos que fortaleçam a indústria de audiovisual brasileiro.

O setor do audiovisual injeta mais de R$ 25 bilhões diretos por ano na economia e é formado por mais de 13 mil empresas. Só de bilheteria, os filmes nacionais movimentaram cerca de R$ 300 milhões em 2018. A indústria cinematográfica ajuda a impulsionar a economia criativa como um todo, com mais de 300 mil empregos diretos e indiretos que vão desde atores, figurinistas, produtores e diretores, até profissionais de bilheterias, vendedores de lanches e pequenos comércios nos locais onde são realizadas as gravações, além dos centros comerciais e shoppings centers que possuem salas de cinema.

Confira a participação do secretário Gilberto Freyre Neto, na sessão:

< voltar para home