Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

“Um Dia” estreia na programação do Cinema São Luiz

A programação do Cinema São Luiz conta nesta semana com uma grande estreia: Um Dia (2018), filme da cineasta húngara Zsófia Szilágyi. O longa teve sua estreia mundial na Semaine de la Critique, no Festival de Cannes neste anos de 2018, onde ganhou o prêmio da Federação Internacional de Críticos de Cinema (FIPRESCI). Nas palavras do júri, “uma estreia notavelmente confiante”.

Em seu primeiro filme, Szilágyi mostra um retrato comovente e doloroso do cotidiano, como o próprio título já diz, de um único dia. A película dá atenção especial aos detalhes que, muitas vezes, ou são vistos de relance ou passam desapercebidos. Mas as 24 horas retratadas em Um Dia (2018) vão muito além de palavras que podem defini-las. É um filme sensorial que transforma o trivial em algo extremamente intenso. O poder da rotina e de cada pequeno passo dado é tratado com esmero por Zsófia e sua protagonista Anna, interpretada brilhantemente por Zsófia Szamosi.

“Anna, a protagonista do filme, cuida das coisas: cumpre as exigências dos outros, tenta equilibrar e priorizar as diferentes expectativas. As tarefas são diferentes, por vezes, engraçadas, estressantes, surpreendentes ou, até mesmo, belas. Seu dia segue em frente preenchido por várias questões. Anna reage, pois, essas questões exigem uma reação, e tem apenas alguns momentos fugazes para digeri-las, olhar pela janela ou, quando ninguém a observa, deixar a compostura de lado. Há anos, vive com a impressão de ter pouquíssimo tempo para si mesma”, conta a diretora.

Divulgação

Divulgação

A atriz Zsófia Szamosi dá vida à personagem Anna

Sobre a narrativa do longa, ela diz que “de maneira lenta e consistente, o filme mostra, o dia de Anna a partir de seu ponto de vista. Essa mesma perspectiva e a manipulação do tempo compõem o núcleo do filme. Passamos por certas ações repetitivas de forma não muito elegante, tampouco mudamos nossa perspectiva. Passamos por essas ações repetitivas tal como Anna. Ela não consegue evitá-las, nós também não. O filme fala sobre o cotidiano e a natureza contundente da rotina”.

O Cinema São Luiz ainda exibe outros três filmes que já estão em cartaz: Em um mundo interior (2017), Uma Noite de 12 anos (2017) e A Moça do Calendário (2017).

Com som e projeção digitais, o São Luiz é o cinema de rua mais moderno de Pernambuco. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada). Às terças-feiras, os valores caem para R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia-entrada), respectivamente.

Confira a programação completa abaixo:

SEMANA DE 11 A 17 DE OUTUBRO

UM DIA
(Egy Nap, Hungria, 2018, 99min.)
Gênero: Drama | Direção: Zsófia Szilágyi | Elenco: Zsófia Szamosi, Leo Füredi, Ambrus Barcza
Classificação Etária: 12 anos
Sinopse: Anna é mãe de três filhos, casada e trabalhadora. Sempre correndo contra o tempo para conseguir cumprir todos os seus prazos e promessas, Anna sente que seu casamento está desmoronando. Sem conseguir conciliar tudo, ela prevê o que está prestes a acontecer, sem poder fazer nada a respeito.
Dias e horários: quinta-feira (11), às 16h50 | sexta-feira (12) e terça-feira (16), às 14h35 | sábado (13), às 16h50 | domingo (14), às 19h30 | quarta-feira (17), às 17h30.

EM UM MUNDO INTERIOR
(Brasil, 2017, 75min)
Gênero: Documentário|Direção: Flavio Frederico e Mariana Pamplona
Classificação Etária: Livre
Sinopse: O documentário registra a vida de famílias de classes sociais e regiões distintas cujos filhos manifestam transtornos sensoriais ou cognitivos, buscando compreender a percepção do mundo pelo ponto de vista de jovens com Transtornos do Espectro do Autismo.
Dias e horários: domingo (14), às 14h05 | quarta-feira (17), às 14h20.

UMA NOITE DE 12 ANOS
(Uruguai, Espanha, Argentina, 2017, 122min)
Gênero: Drama | Direção: Alvaro Brechner | Elenco: Antonio de la Torre, Chino Darín, Soledad Villamil.
Classificação Etária: 14 anos
Sinopse: Uma verdadeira jornada de sobrevivência foi enfrentada por José Mujica (Antonio de la Torre), presidente do Uruguai, Mauricio Rosencof (Chino Darín), jornalista e escritor, e Eleuterio Fernández Huidobro (Alfonso Tort), ex-ministro da Defesa, que, juntos, passaram por situações de extrema tortura física e psicológica, experimentos secretos e privações, durante o período ditatorial no Uruguai.
Dias e horários: sexta-feira (12), às 16h30 | sábado (13), às 14h35 | domingo (14), às 17h15 | terça-feira (16), às 16h30.

A MOÇA DO CALENDÁRIO
(Brasil, 2017, 86min)
Gênero: Drama | Direção: Helena Ignêz | Elenco: Andre Guerreiro Lopes, Djin Sganzerla, Mario Bortolotto
Classificação Etária: 16 anos
Sinopse:  Sem emprego fixo, o quarentão Inácio (André Guerreiro Lopes) trabalha como dublê de dançarino à noite e mecânico durante o dia. Quando não está nas pistas ou operando veículos, seus pensamentos galvizam para um relacionamento platônico para a bela garota que estampa o calendário da oficina.
Dias e horários: quinta-feira (11), às 15h10 | domingo (14), às 15h35 | quarta-feira (17), às 15h50.

< voltar para home