Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

Vai começar a 7ª edição do Festival de Cinema de Triunfo

De 4 a 9 de agosto, evento vai movimentar o Sertão do Pajeú com ações de difusão e formação cultural na área do audiovisual. Mostras competitivas vão distribuir R$ 50 mil em prêmios.

Marcelo Lyra

Marcelo Lyra

Cine Theatro Guarany

Com mais de 50 filmes em 9 mostras competitivas e especiais, estreia na próxima segunda-feira, 4/8, a sétima edição de um dos festivais mais charmosos do país: o Festival de Cinema de Triunfo.

Já consolidado no circuito nacional, o evento deste ano vai ocupar mais uma vez o Cine Theatro Guarany com uma vasta programação, entre curtas e longas-metragens nacionais e internacionais, uma mostra especial de animação e homenagens à atriz Magdale Alves, ao artista Nelson Triunfo e ao cineasta e patrimônio vivo in memorian Fernando Spencer.

Até o sábado, 9 de agosto, debates com realizadores e outras ações de formação cultural também vão se espalhar pela cidade. Entre elas, oficinas gratuitas de animação e documentário, que serão realizadas na Fábrica de Criação Popular do SESC, uma das instituições apoiadoras do festival.

De acordo com o secretário estadual de Cultura, Marcelo Canuto, “a realização do festival reafirma o compromisso do Governo do Estado com o fortalecimento de toda a cadeia do audiovisual em Pernambuco, não apenas com o incentivo através do Funcultura, mas também com a promoção de eventos que permitem a circulação dos filmes, a troca de informações entre os realizadores e o amplo debate sobre o setor”, comenta.

Carla Francine, coordenadora do Audiovisual da Secult-PE e de mais uma edição do festival, destaca que “a qualidade, a relevância e a diversidade das produções que integram a programação comprovam o avançado processo de amadurecimento em que se encontra a produção brasileira hoje, e de uma maneira muito especial, o cinema pernambucano”.

O Festival de Cinema de Triunfo é uma realização do Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Cultura e Fundarpe. Entre as novidades desta edição, está o Troféu Fernando Spencer para o melhor curta-metragem filmado em Pernambuco. O presidente da Fundarpe, Severino Pessoa, destaca que “o legado inquestionável de Spencer, que o fez ser eleito Patrimônio Vivo em 2007, será agora lembrado anualmente, a cada edição do Festival”. O troféu do Festival para as demais categorias é o Caretas, em homenagem às figuras centenárias que saem no carnaval pelo Sertão do Pajeú.

HOMENAGEADOS

Fernando Spencer (1927-2014) in memoriam – Cineasta, jornalista e crítico de cinema por mais de 40 anos, Spencer é conhecido como o cineasta das três bitolas (16mm, 35mm e super 8). Ganhou destaque com seus filmes em super 8, que focavam no cotidiano, o imaginário, a memória e a cultura do Estado. Reconhecido não somente como roteirista e diretor, pela extensa filmografia com mais de 30 títulos, foi um dos maiores pesquisadores do cinema pernambucano. Em 2007, Fernando Spencer foi agraciado com o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco, dado pelo reconhecimento à sua contribuição para a cultura do Estado. A partir deste ano os filmes vencedores da Categoria Curta Pernambuco passam a receber os Troféus Fernando Spencer.

Magdale Alves – Atriz que começou a carreira no teatro, em Pernambuco, onde atuou como atriz e diretora. No cinema participou de curtas importantes, como “Conceição”, de Heitor Dhalia, e “Eletrodoméstica”, de Kléber Mendonça e Daniel Bandeira. A atriz marca importante presença no vigoroso cinema pernambucano, a estreia em longas foi em “Amarelo manga”, de Cláudio Assis, dele fez também “Baixio das Bestas”. Atuou ainda em “Deserto Feliz”, de Paulo Caldas, “Árido Movie” de Lírio Ferreira, além de produções em outros estados do país, como “Gonzaga, de pai para filho”, de Breno Silveira. Na televisão, dentre outros trabalhos, fez as minisséries “Amores Roubados” e “Amazônia”, e recentemente a novela “Em Família”, da Rede Globo.

Nelson Triunfo – Dançarino, coreógrafo e educador social,é considerado o pai do Hip Hop no Brasil. Pernambucano, Nelson nasceu na cidade que traz no nome artístico “Triunfo”, onde cresceu cercado por danças como o Maracatu e o Frevo, no antigo bairro de Matança, que hoje se chama Alto da Boa Vista. Mais tarde ganharia o País com um jeito diferente de dançar, com sua Original Funk Soul, misturando o rap com Maracatu, Frevo, Cutiladae gingas da Capoeira. Em 1971, aos 16 anos, começou sua militância na dança no Brasil, formando seu primeiro grupo “Os Invertebrados”, em Paulo Afonso, Bahia. Morou também em Brasília e há 30 anos reside em São Paulo, cidade que lhe concedeu o título de Cidadão Paulistano. Sua biografia está registrada no livro, do jornalista Gilberto Yoshinaga, de título “Nelson Triunfo – Do sertão ao Hip Hop” e no documentário “Triunfo”, e Cauê Angeli e Hermano Ramos , que será exibido no encerramento do 7o Festival de Cinema de Triunfo.

MOSTRA ESPECIAL – Lotte Reiniger
Pioneira do cinema de animação, a alemã Lotte Reiniger (1899 – 1981) será lembrada durante o 7º Festival de Cinema de Triunfo. Na terça-feira, 5/8, serão exibidos duas de suas mais relevantes produções: Dr. Doolittle e seus animais (1923) e As Aventuras do Príncipe Achmed (1926). Ainda na terça, às 16h30, o público terá a oportunidade de conferir na tela grande o documentário Lotte Reiniger – Dança das Sombras (2012), fruto de uma pesquisa de estudantes e professores da Universidade de Tübingen, na Alemanha, onde Lotte passou os últimos anos de sua vida e compartilhou suas produções.

MOSTRA CINEMA NA ESTRADA
Exibição de filmes pernambucanos em praças públicas continua sendo o motor do projeto Cinema na Estrada, realizado pela Secult-PE e Fundarpe. Nesta edição do festival, a mostra vai chegar aos bairros da Saudade, Santo Antônio, do Rosário e também no Alto da Boa Vista. Na programação, oito curtas realizados em Pernambuco, entre eles o filme “Sonho de Menino”, produzido por alunos que participaram de uma oficina do 6º Festival de Cinema de Triunfo.

BATE-PAPOS DIÁRIOS
De terça (5) a sábado (9), sempre a partir das 11h, o jornalista e crítico de cinema André Dib vai conversar com cineastas e outros representantes dos filmes exibidos no dia anterior. Além de convidados especiais e homenageados no festival. Os diálogos vão acontecer na Casa de Pedra, em frente ao Águas Parque, e vão contar com a mediação de Mano Casado.

ALGUNS NÚMEROS DA CONVOCATÓRIA NACIONAL
Premiação – Mostras Competitivas: R$ 50 mil
Inscritos: 190 projetos, de 19 estados
Selecionados: 42 filmes, de 11 estados (Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo)
Mostra Competitiva de Longa-metragem: 5 filmes
Mostra Competitiva de Curta-metragem Nacional: 15 filmes
Mostra Competitiva de Curta-metragem Infanto-Juvenil: 6 filmes
Mostra Competitiva de Curta-metragem Sertanejo: 7 filmes
Mostra Competitiva de Curta-metragem Pernambucano: 9 filmes

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO 7º FESTIVAL DE CINEMA DE TRIUNFO

SEGUNDA-FEIRA – 04/08

Cerimônia de Abertura do Festival
Homenagem à atriz Magdale Alves
Horário: 20h

Mostra Competitiva de Longa-Metragem Nacional
Classificação: 14 anos
Amor, Plástico e Barulho (Ficção, 85 minutos, 2014, PE), Renata Pinheiro

TERÇA-FEIRA – 05/08

Mostra Especial – Lotte Reiniger: pioneira da animação
Horário: 14h
Classificação: Livre
Dr. Doolittle e seus animais (Preto e branco, 9 minutos, Alemanha, 1923, de Lotte Reiniger
As aventuras do Príncipe Achmed (Cor, 65 minutos, Alemanha, 1926) , de Lotte Reiniger

Mostra Competitiva de Curta-Metragem Nacional
Horário: 15h30
Classificação: Livre
Viagem na Chuva (Animação, 13 minutos, 2014, GO), Wesley Rodrigues
Carranca (Ficção, 11 minutos, 2014, BA), Wallace Nogueira e Marcelo Matos de Oliveira
Pássaro de Papel (Animação, 20 minutos, 2014, ES), Leo Alves

Mostra Especial – Lotte Reiniger: pioneira da animação
Horário: 16h30
Classificação: Livre
Lotte Reiniger – Dança das sombras, (Cor, 60 minutos Alemanha, 2012), de Susanne Marschall, Rada Bieberstein e Kurt Schneider.

Mostra Competitiva de Longa-Metragem Nacional
Horário: 20h
Classificação: 12 anos
Cidade de Deus – 10 anos depois (Documentário, 75 minutos, 2013, RJ), Cavi Borges e Luciano Vidigal

QUARTA-FEIRA – 06/08

Mostra Competitiva de Curta-metragem Infanto-juvenil
Horário: 14h
Classificação: Livre
Menina Bonita do Laço de Fita (Animação, 13 minutos, 2014, PR), Diego Lopes e Claudio Bitencourt
Miroca e Seu Cuco Caduco (Animação, 7 minutos, 2014, PR), Diego Lopes e Claudio Bitencourt
Sexta-série (Ficção, 18 minutos, 2014, PE), Cecília da Fonte
Requília (Ficção, 16 minutos, 2013, DF), Renata Diniz
#Apaixonadinho (Ficção, 13 minutos, 2014, SP), Alexandre Estevanato
Caixa d´água (Ficção, 15 minutos, 2013, SP), Gilberto Caetano e Thais Scabio

Mostra Competitiva de Curta-Metragem Nacional
Horário: 15h30
Classificação: 12 anos
Cancha – Antigamente Era Mais Moderno (Documentário, 18 minutos, 2013, PB), Luciano Mariz
Sanã (Documentário, 18 minutos, 2013, MG), Marcos Pimentel
A Guerra dos Gibis (Documentário, 19 minutos, 2012, SP), Thiago B. Mendonça e Rafael Terpins

Mostra Competitiva de Longa-Metragem Nacional
Horário: 20h
Classificação: 12 anos
Os Pobres Diabos (Ficção, 98 minutos, 2013, CE), Rosemberg Cariry

QUINTA-FEIRA – 07/08

Mostra Competitiva de Curta-Metragem Pernambucano
Horário: 14h
Classificação: 10 anos
Psiu! (Documentário, 20 minutos, 2014, PE), Antônio Carrilho e Juliana Lima (Codireção)
Manchik (Ficção, 15 minutos, 2014, PE), Marcos Carvalho
Xirê (Ficção, 17 minutos, 2014, PE), Marcelo Pinheiro
Destinos (Documentário, 20 minutos, 2013, PE), Tiago Leitão

Mostra Competitiva de Curta-Metragem Nacional
Horário: 15h30
Classificação: 10 anos
Batchan (Ficção, 15 minutos, 2013, SP), Gabriel Carneiro
A Navalha do avô (Ficção, 20 minutos, 2013, SP), Pedro Jorge
Vácuo (Ficção, 17minutos, 2013, RJ), MadianoMarcheti
Au Revoir (Ficção, 20 minutos, 2013, PE), Milena Times

Mostra Competitiva de Longa-Metragem Nacional
Horário: 20h
Classificação: 10 anos
A Gente (Documentário, 89 minutos, 2013, PR), Aly Muritiba

SEXTA-FEIRA – 08/08

Mostra Competitiva de Curta-Metragem Pernambucano
Horário: 14h
Classificação: 16 anos
A Felicidade não é deste mundo (Ficção, 19’44″ minutos, 2014, PE), de Séphora Silva
Um Dia De Veraneio (Ficção, 15 minutos, 2013, PE), Henrique Paiva
Deixem Diana Em Paz (Animação, 11 minutos, 2013, PE), Júlio Cavani
Casa Forte (Ficção, 11 minutos, 2013, PE), Rodrigo Almeida
Tubarão (Documentário, 13 minutos, 2013, PE), Leo Tabosa
Carne (Ficção, 20 minutos, 2013, PE), Carlos Nigro

Mostra Competitiva de Curta-Metragem Nacional
Horário: 15h30
Classificação: 16 anos
O gaivota (Animação, 7 minutos, 2014, PE), Raoni Assis
Colostro (Ficção, 15 minutos, 2013, SP), Cainan Baladez e Fernanda Chicolet
Espantalhos (Ficção, 15 minutos, 2013, SP), Marcelo Domingues
Brasil (Ficção, 13 minutos, 2014, PR), Aly Muritiba
Todos esses dias em que sou estrangeiro (Ficção, 20 minutos, 2013, RJ), Eduardo Morotó

Mostra Competitiva de Longa-Metragem Nacional
Horário: 20h
Classificação: 18 anos
Tatuagem (Ficção, 110 minutos, 2013, PE), Hilton Lacerda

SÁBADO – 09/08

Feijoada Cinematográfica + Mostra Caldo de Cana – A fila é a curadoria – traga o seu filme!
Parceria com a Mostra Cine Chinelo NoPE e Associação Comercial de Triunfo
Horário: 12h30 às 15h
Classificação: Livre
Local: Águas Parque
Apenas para convidados

Mostra Competitiva de Curta-metragem dos Sertões
Horário: 15h30
Classificação: 10 anos
Sophia (Ficção, 15 minutos, 2013, PB), Kennel Rógis
Vicente Finim, A Lenda (Ficção, 10 minutos, 2014, PE ), Fagner Monteiro
Malha (Documentário, 14 minutos, 2013, PB), Paulo Roberto
Vale em Fragmentos: Um Ponto de Vista Sobre os Movimentos do Vale (Documentário, 11 minutos, 2013, PE), Maurício Fidalgo
Capela (Documentário, 12 minutos, 2014, PB), Ramon Batista
Paraíso Selvagem (Ficção, 18 Minutos, 2014, PE), Marcos Carvalho
Ser Mais Que Cinza (Ficção, 20 minutos, 2014, PE), Daniel Figueiredo

CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO
Horário: 20h
Homenagem ao artista Nelson Triunfo e ao cineasta Fernando Spencer (in memoriam)

Mostra Especial
Classificação: 10 anos
Triunfo (Documentário, 84 minutos, 2014, SP), Cauê Angeli e Hernani Ramos

DE TERÇA (05/08) A SÁBADO (09/08)

11h às 12h30 – Bate-papo com cineastas, representantes dos filmes exibidos no dia anterior, homenageados e convidados do festival.
Mediação: Mano Casado
Participação: André Dib (crítico de cinema e jornalista) e imprensa
Local: Casa de Pedra
Endereço: Rua Liraucio Rodrigues, nº 01 – Triunfo (Em frente ao Águas Parque)

CINEMA NA ESTRADA – MOSTRA DE ANIMAÇÃO

DE TERÇA A SEXTA – 19H
Dia: 05/08 Alto da Boa Vista + Dia 06/08 Bairro da Saudade
Dia 07/08 Bairro do Rosário + Dia 08/08 Bairro de Santo Antônio

Programação:
A Morte do Rei de Barro (5 minutos, 2005, PE), de Plínio Uchoa e Marcos Buccini
A quase tragédia de Mané e o Bode que ia dando bode (14 minutos, 2008, PE), de Ricardo Mello
A árvore do dinheiro (6 minutos, 2002, PE), de Marcos Buccini e Diego Credidio
O Cangaceiro (6 minutos, 2011, PE), de Marcos Buccini
O jumento santo e a cidade que acabou antes de começar (11 minutos, 2007, PE), de Leonardo D e William Paiva
Causos e Contos (9 minutos, 2011, PE), de Marcus Buccini
Até o Sol Raiá (11 minutos, 2007, PE), de Fernando Jorge e Leanndro Amorim
Sonho de Menino (4 minutos, 2013, PE), dos alunos da oficina Boneco Animado, ministrada por Quiá Rodrigues no 6º Festival de Cinema de Triunfo

< voltar para home