Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Conferência Estadual

Pré-Conferência de Floresta, no Sertão de Itaparica, elege seus delegados

*Com informações de Jan Ribeiro

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

Pré-Conferência reuniu mais de 100 inscritos, entre gestores públicos, artistas e produtores culturais dos municípios da região

O município de Floresta, no Sertão de Itaparica, recebeu nesta segunda-feira (21) uma das Pré-Conferências Regionais de Cultura de Pernambuco, que vão circular por todas as 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado até fevereiro de 2018. O encontro foi realizado no Centro Diocesano de Formação, e reuniu mais de 100 inscritos, entre gestores públicos, artistas e produtores culturais dos municípios da região sertaneja.

Antes das discussões, foram apresentados os objetivos e a metodologia de trabalho das Pré-Conferências. De acordo com Silvana Meirelles, secretária-executiva de Cultura e coordenadora-geral da IV Conferência Estadual de Cultura de Pernambuco, “as conferências são espaços participativos consagrados em democracias consolidadas. Neste sentido, o Governo de Pernambuco acredita neste espaço participativo como um algo que deva ser estimulado e valorizado”.

Segundo a gestora, a primeira minuta do Plano Estadual de Cultura de Pernambuco é um apanhado de tudo que foi construído ao longo dos últimos doze anos, em três conferências estaduais e em vários seminários, fóruns e comissões setoriais. “Tudo o que foi proposto ao longo deste tempo está neste material que foi entregue mais cedo a todos vocês. Sabemos que a descontinuidade nas gestões é muito comum, mas quero reforçar aqui que esse plano, que estamos construindo democraticamente entre a sociedade civil e o poder público, é um instrumento que vai virar lei e que ele norteará as políticas públicas culturais do Estado“, disse em sua saudação inicial aos participantes.

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

“A ideia desses encontros é ouvir, debater, pensar juntos, a fim de construirmos um Plano Estadual de Cultura democrático e participativo, que atenda as demandas e os anseios dos agentes culturais de todo o Estado”, ressalta Silvana Meirelles, secretaria-executiva de Cultura

Além de Silvana Meireles, participaram da mesa Severino Pessoa, representante da Secult-PE, Ana Cláudia (Secretária de Educação e cultura de Floresta), Vavá Scho-Paulino (Diretor de Cultura de Floresta), Pedro Vilarim (Vice-Prefeito de Floresta), Libanio da Paixão Neto (Representante do Instituto Cultural Raízes) e Cláudio Gomes (Conselho de Políticas Culturais – fotografia).

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

Os conferencistas se dividiram em quatro GTs para discurtir eixos do Plano Estadual de Cultura

As atividades iniciaram com o credenciamento e divisão dos Grupos de Trabalhos (GTs) formados para analisar, debater e apresentar propostas à Minuta do Plano Estadual de Cultura (PEC). Os conferencistas se dividiram em quatro GTs, que contaram com a mediação de representantes da Secult-PE, da Fundarpe e do Conselho Estadual de Política Cultural, e cada um deles discutiu dois eixos do Plano Estadual de Cultura. No GT1, mediado por Severino Pessoa e com 34 inscritos, foram discutidos os eixos 1 – Patrimônio Cultural e Memória e 8 – Territórios, Territorialidades e Políticas Afirmativas.

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

O GT3, por exemplo, discutiu sobre os eixos ’5 – Pesquisa e Formação Artística Cultural’ e ’6 – Cultura e Educação’

Já no GT2, mediado por Cláudio Gomes e com a presença de 30 inscritos, foram debatidos assuntos relacionados aos eixos 3 – Desenvolvimento Simbólico da Cultura e 4 – Economia da Cultura. No GT3, por sua vez, mediado por Denizar, o grupo formado por 21 inscritos discutiu sobre os eixos 5 – Pesquisa e Formação Artística Cultural e 6 – Cultura e Educação. Por fim, o GT4, mediado por Beto Rezende e com 15 inscritos, trabalhou nos eixos 7 – Cultura e Comunicação e 2 – Gestão, Infraestrutura e Participação Social.

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

No GT1, mediado por Severino Pessoa, foram discutidos os eixos ’1 – Patrimônio Cultural e Memória’ e ’8 – Territórios, Territorialidades e Políticas Afirmativas’.

Após o encerramento dos GTs, houve uma plenária que elegeu os delegados da Região do Sertão de Itaparica para a Plenária Estadual Final, que acontecerá em março, no Centro de Convenções de Pernambuco (CECON-PE), em Olinda. Conforme metodologia definida pela Comissão Organizadora da IV CEC-PE, dos 21 delegados inscritos foram eleitos 16 representantes: 5 do poder público e 11 da sociedade civil. Confira os delegados eleitos:

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

Delegados eleitos como Poder Público na pré-conferência em Floresta

PODER PÚBLICO
Aderval Paulino da Silva Filho (Floresta)
Crizonete Nunes Bastos Honório (Carnaubeira da Penha)
Deison Dario da Silva Bezerra (Petrolândia)
Elisabete Maria Diniz Menezes de Brito Teotônio (Floresta)
Péricles Araújo Ferraz (Floresta)

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

Nove delegados foram eleitos para participar como representantes da sociedade civil de Floresta na Plenária Final

SOCIEDADE CIVIL
Ana Gleide de Souza Leal Sá
Edvania Nascimento Silva Ferreira Trindade
Elisabete Maria Diniz Menezes de Brito Teotônio
Elisângela Rosa Novaes
Elizete Pereira
João Paulo Oliveira da Cunha
Libânio Francisco da Paixão Neto
Maria de Fátima Barbosa Belém
Marineide de Sá Silva
Rita de Cassia Soares da Silva
Silviane Ferreira da Silva Cavalcante

Clique aqui e e confira o calendário das Pré-Conferências Estaduais de Cultura de Pernambuco!

< voltar para home