Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Conselho de Preservação

Reunião do Conselho de Preservação homenageia o poeta Marcus Accioly

Com intuito de celebrar a memória e o legado do poeta Marcus Accioly, que, se vivo estivesse, completaria 75 anos no último sábado (21), o Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco (CEPPC) reuniu-se, nesta quinta-feira (25), para homenagear seu ex-presidente e relembrar seus préstimos à cultura pernambucana.

Em sua saudação inicial, a presidente do CEPPC, Márcia Souto, recordou os dois anos que conviveu com o conselheiro e anunciou que, por unanimidade de votos, os membros do Conselho Estadual de Preservação designou 2018 como o Ano Marcus Accioly. “Todos nós aprendemos muito com o professor Accioly. Sua visão sobre a arte, cultura e, principalmente, literatura trazia reflexões importantíssimas para nossas reuniões, que, sem sombra de dúvidas, ficavam muito mais ricas com suas observações e poemas. Neste ano de 2018, vamos promover uma série de atividades aqui no CEPPC para celebrar tudo o que ele fez e produziu. A programação completa deverá ser divulgada em breve”, disse a presidente.

Jan Ribeiro/Cultura.PE

Jan Ribeiro/Cultura.PE

A presidente Márcia Souto anunciou que a programação do Ano Marcus Accioly será divulgada em breve

Amigo de longa data de Marcus Accioly, o conselheiro Reinaldo de Oliveira destacou a atuação do poeta à frente do CEPPC e lembrou de sua convivência com ele. “Éramos amigos desde o tempo do primeiro Festival de Música Popular do Nordeste, quando, dentre as 12 músicas finalistas, classificamos três músicas (ele duas, eu, uma). Reencontramo-nos anos depois aqui no Conselho e pudemos estreitar nossos laços graças à literatura, de quem ele tinha muito apreço e era um dos nossos mestres. Sua atuação aqui, no CEPPC, foi muito profícua. Fui seu vice-presidente durante vários anos e sou testemunha ocular do quão ele era dedicado à cultura e à preservação do patrimônio do povo pernambucano”, contou Oliveira.

Jan Ribeiro/Cultura.PE

Jan Ribeiro/Cultura.PE

O conselheiro Reinaldo Oliveira lembrou da atuação de Marcus Accioly no Conselho de Preservação Estadual

Emocionada com as palavras recebidas, a viúva do poeta, Glória Dalla Nora, marcou presença na homenagem e agradeceu a saudação dos conselheiros. “Além da poesia, Accioly mantinha uma verdadeira devoção ao CEPPC, que, segundo ele, era um lugar onde podia batalhar pela cultura e pelo meio-ambiente, outra causa da qual ele era muito devotado. Já falei com a presidente Márcia Souto mais cedo e, junto com vocês, queremos promover neste ano várias atividades para manter viva a obra do nosso querido Marcus”, disse Glória, que encerrou sua fala com o poema O Rude Estilo, do livro Latinomérica.

Jan Ribeiro/Cultura.PE

Jan Ribeiro/Cultura.PE

A viúva do poeta, Glória Dalla Nora, recebendo os cumprimentos dos conselheiros

Ao final, foi exibido o documentário Castelo de Acciolly, no qual o autor faz um apanhado da sua vida: da inspiração, da forma como cria seus versos, da sua relação com os animais (e cita Alfa, um cão que o acompanhou durante grande parte da vida e do qual nunca esqueceu). O filme integra a série Poetas e Prosadores Pernambucanos, projeto realizado com incentivo do Funcultura/PE. Confira um trecho do documentário:

< voltar para home