Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

51º Fefol começa neste final de semana e homenageia Pernambuco

Evento é realizado entre os dias 8 e 16 de agosto, na cidade de Olímpia, em São Paulo.

Divulgação

Divulgação

Originado há 18 anos em Bezerros, o Papanguarte Balé Popular estará estreando no 51º Fefol o espetáculo de dança ‘Papangu – Um folião do carnaval de Bezerros’.

Com programação inteiramente gratuita, que busca promover um tradicional encontro de segmentos culturais, através de mostras de artesanato e gastronomia, gincanas, oficinas, shows musicais, entre outras atividades, a 51ª edição do Festival do Folclore (Fefol) terá abertura neste sábado (8), na cidade de Olímpia, em São Paulo. Durante o evento, o Estado de Pernambuco estará sendo homenageado, tendo como principal representante de sua cultura popular, o grupo parafolclórico Papanguarte Balé Popular, originado na cidade de Bezerros, no Agreste.

No decorrer das várias atividades do festival, o Papanguarte estará apresentando o espetáculo ‘Papangu – Um folião do carnaval de Bezerros’, que se trata de um trabalho coreográfico embasado em pesquisas de estudiosos acadêmicos, narrando a origem centenária dos grupos de papangus e sua importância para a folia momesca do município e para a cultura pernambucana. Possuindo uma maneira lúdica, contada pelos personagens principais Mateus e Catirina, o espetáculo agrega três versões da origem do folguedo, destacando a tradição de passos e ritmos que caracterizam os grupos e seus rituais no município, bastante popular por ser um dos principais polos carnavalescos do Estado.

“A nossa participação nesta edição do Fefol é motivo de muita alegria, principalmente pelo reconhecimento ao nosso trabalho em prol da divulgação da cultura pernambucana, em especial, a bezerrense através dos Papangus. Foram mais de cinco anos participando deste maior festival de folclore do país e, hoje, estamos colhendo o resultado do nosso trabalho”, explicou Carlos Marques, coordenador geral do grupo. “Vamos transformar Olímpia na capital do frevo, do maracatu, dos caboclinhos, dos caretas, dos caiporas, do forró, do xaxado, do cavalo marinho, da ciranda, do coco, do reisado, do pastoril e, especialmente, dos papangus de Bezerros”, adiantou, referindo-se as apresentações do balé popular durante o evento.

O 51º Fefol segue até o dia 16 de agosto e a programação completa pode ser conferida pelo site: www.folcloreolimpia.com.br

< voltar para home