Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Bicharada do Mestre Jaime levou brincadeira tradicional do sertão à Malakoff

Apresentação abriu o "Carnaval de Pernambuco na Malakoff, no último domingo (31)

Ricardo Moura

Ricardo Moura

Mestre Jaime, um patrimônio do Carnaval no estado

Por Marcus Iglesias

O município de Salgueiro, localizado no Sertão do Pernambuco e com pouco mais de 70 mil habitantes, uma tradição se mantém viva durante o Carnaval graças ao empenho e dedicação do Mestre Jaime, um senhor de 94 anos apaixonado pelo que faz e pelas folias de Momo. Há mais de 70 anos ele lidera o bloco A Bicharada do Mestre Jaime, uma brincadeira antiga que percorre as ruas da cidade.

Daniela Nader/Secult-PE

Daniela Nader/Secult-PE

Quinze bonecos d’A Bicharada do Mestre Jaime abriram a programação do Carnaval de Pernambuco na Malakoff, no domingo (31)

Inspirado por sua paixão à natureza, Mestre Jaime reuniu amigos e, em meio aos tradicionais blocos de ruas e troças carnavalescas, começaram a desfilar fantasiados de bichos. “Se eu olhar para o mar, quero ver o tubarão; se olhar para a África, quero ver o leão, e assim inventei de trazer todos os bichos para cá”, revelou o mestre carnavalesco, em depoimento a uma entrevista concedida à Secult-PE em 2012.

Também nesta ocasião, Mestre Jaime contou com tristeza que, nos anos 1980, o Carnaval da cidade se deparou com a chegada do trio elétrico. Pensando em driblar a “novidade”, ele resolveu ampliar a bicharada e, ao invés de máscaras, o seu bloco passou a desfilar com bonecos pelas ruas. Com A Bicharada do Mestre Jaime, o Carnaval de Salgueiro ganhou espaço e destaque na cultura pernambucana. Ao longo dos anos, o número de bonecos cresceu e hoje já são cerca de 100 unidades.

bicharada - pri buhr

Ao longo das últimas sete décadas, A Bicharada do Mestre Jaime é um dos destaques do Carnaval de Salgueiro

CARNAVAL DE PERNAMBUCO NA MALAKOFF

O grupo abriu a programação do Carnaval de Pernambuco na Malakoff, no último domingo, 31/1. Desta vez, quem comandou a apresentação foi Jaime Conserva, ou simplesmente Jaiminho, filho do Mestre Jaime. “Tenho 66 anos e sou um dos primeiros bichos da Bicharada, lembro que achava bonito o tigre, na época. Só queria sair assim”, contou do início de seu envolvimento com o bloco.

Reverenciando seu pai, Jaiminho disse que “infelizmente, ele (Mestre Jaime) não pôde vir, porque sofreu recentemente um infarto e, por precaução médica, vai ficar em casa. Além disso, a Prefeitura de Salgueiro está abrindo uma exposição chamada ‘Mestre Jaime, de cidadão a folião’, com mais de 30 fotos que contam a história dele e do bloco. Ele ficou em Salgueiro para prestigiar esta honraria”, explica.

Divulgação/Secult-PE

Divulgação/Secult-PE

Moradores e turistas caíram no frevo com os integrantes da Bicharada

A Bichada do Mestre Jaime já esteve no Recife em pelo menos outras cinco ocasiões. “Inclusive em 2010, quando meu pai, foi homenageado pelo Governo de Pernambuco no Carnaval daquele ano e participou de várias festas, como o Galo da Madrugada. Pense numa folia!”, relembra Jaiminho, com empolgação.

Além da Bicharada, a programação do Carnaval de Pernambuco na Malakoff está ocupando o tradicional ponto turístico no bairro do Recife com apresentações gratuitas de outros os ícones da folia pernambucana, como Caretas e Papangus, Caiporas e Bonecos Gigantes, Escolas de Samba, Blocos Líricos, Boi, Afoxé, Caboclinho e Maracatu.

< voltar para home