Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Brincante de Cavalo Marinho escreve livro infantil sobre aventuras de Mateus e Bastião

"Mateus e Bastião em Cana Boa pra Chupar", é o primeiro livro de Andala Quituche. A publicação tem o incentivo do Funcultura.

Mateus e Sebastião, ou Bastião, dois conhecidos personagens da cultura popular do Nordeste, ganham uma versão infantil e vivem diversas aventuras no livro infantil “Mateus e Bastião em Cana Boa pra Chupar”. É o primeiro de cinco livros escrito pela produtora e folgazã de Cavalo Marinho, Andala Quituche. Em 2014, Andala fundou junto com outras pessoas, o coletiva Lubuta de Teatro e, no mesmo ano, inscreveu o espetáculo Sina, seu primeiro texto teatral, que foi vencedor em 2017 do II Prêmio Ariano Suassuna de Dramaturgia pelo Governo do Estado.

Divulgação

Divulgação

Andala é brincante de Cavalo Marinho e conselheira do Conselho Estadual de Política Cultura de Pernambuco

Andala conta que seu filho, Aruandê, hoje com 11 anos, lhe pediu que escrevesse uma história para ele. Inspirada nas peripécias do próprio filho, ela pensou num Bastião menino e começou a escrever as aventuras. Já tem cinco livros prontos, que traz como protagonistas a dupla de brincalhões do Cavalo Marinho. O primeiro conseguiu aprovar no edital do Funcultura e já tem agendados dois lançamentos.[/caption] O primeiro será nessa sexta (22), às 14h, no Compaz Eduardo Campos, no Alto Sta° Terezinha. O lançamento contará com uma com a autora e o ilustrador do livro, Marcelo Soares. Haverá mediação da professora em pedagogia da UFPE , Auxiliadora Martins. O encontro terminará com presentação do Cavalo Marinho Boi Pintado do Mestre Grimário. A ação se repete no dia  24, na sede do Cavalo Marinho Boi Pintado, em Aliança. Desta vez, mediado pela  Secretária de Cultura,Turismo e Eventos de Aliança – Rosineide Cavalcanti   e concluindo com a apresentação do Cavalo Marinho Boi Pintado do Mestre Grimário.

“Mateus e Bastião, no Cavalo Marinho, são dois negros trabalhadores rurais da cana-de-açúcar. Retiro eles desse universo e tento colocá-los numa experiência mais lúdica, para que os pequenos se vejam inseridos nessa tadição”, conta a autora. Na história, os meninos Mateus e Bastião  são cheios de trelas e vão aprontar muito com Seu Mana Nega, mais um trabalhador do sitio do Capitão, que toma conta da porteira. Mateus e Bastião vão quer entrar de todo jeito do terreno, para chupar a cana de açúcar.

“O Cavalo Marinho é uma brincadeira de terreiro que envolve música, dança, personagens e literatura oral. Tem sua origem na Zona da Mata Norte de Pernambuco, onde até hoje se concentra o maior número de grupos dessa tradição. Esse livro faz parte de uma coleção que intitulei de As Astúcias de Mateus e Bastião, que pretendo contar em uma série de cinco livros. As histórias permeiam o universo dessa tão contagiante brincadeira popular, com um olhar diferenciado sobre os personagens que aqui ganham um novo formato, indo além das fissuras da imaginação”, diz Andala.

O livro será distribuído gratuitamente para as escolas e bibliotecas dos municípios de Aliança, Condado, Paulista, Olinda, Recife e Igarassu.

 

 

 

 

< voltar para home