Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Coco pernambucano anima véspera do Carnaval em Olinda

Um grande encontro em homenagem à Selma do Coco e ao mestre Pombo Roxo vai reunir 24 grupos e artistas da tradição popular

O Mercado da Ribeira, em Olinda, acolhe a partir desta quarta-feira (3), mais um imperdível Encontro de Coco, evento que tradicionalmente acontece às vésperas do Carnaval na cidade.

Serão 24 atrações até a quinta-feira (4), entre mestres e mestras do ritmo; grupos de diferentes cidades pernambucanas, como Arcoverde e Aliança; além de um patrimônio vivo do estado, o Mestre Galo Preto, que abre a programação. Estre ano, o legado de Dona Selma do Coco e do Mestre Pombo Roxo, ambos falecidos em 2015, será reverenciado em todas as apresentações.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

O Samba de Coco Irmãs Lopes é uma das atrações da quarta-feira (3/2).

Seja de roda, de umbigada, samba ou embolada, o coco segue animando terreiros por todo o estado, se renovando pela dedicação de jovens apaixonados pela tradição. É o caso de Werner Ferlos, do Samba de Coco Irmãs Lopes. O grupo é uma das atrações da quarta-feira (3) e vai subir ao palco para apresentar o repertório do seu primeiro CD, o Anda a Roda“Estamos ansiosos e animados, vai ser nosso segundo ano no Encontro, que é uma oportunidade muito boa para troca de saberes e da nossa cultura, já que todas as vertentes do coco estarão presentes”, destaca o jovem cantor do Coco arcoverdense.

Outra jovem coquista que estará mais uma vez presente ao Encontro é Elaine Gomes, aprendiz griô da mestra Ana Lúcia (Raízes do Coco). Aos 27 anos de idade, sendo 10 de envolvimento com a tradição, Elaine fala do atual momento do grupo, que é símbolo de resistência cultural e atuação social no Amaro Branco, em Olinda: “Estamos conseguindo nos observar melhor, observar o bairro e a nossa mestra, que vai completar 73 anos. O que apresentamos no palco é resultado desses momentos nossos, de histórias engraçadas que viram composições, são cocos que fazemos com ela ou para ela”, conta.

Divulgação

Divulgação

Mestra Ana Lúcia e Raízes do Coco se apresentam na quinta-feira, às 22h

Em mais uma edição, o Encontro de Coco conta com patrocínio do Governo de Pernambuco (Secult/Fundarpe e Seturel/Empetur) e da Prefeitura de Olinda. Para Márcia Souto, presidente da Fundarpe, “o objetivo é mesmo congregar todas as vertentes desta expressão em um momento rico de troca e visibilidade para os artistas populares que tanto se dedicam à continuidade das nossas tradições”. O secretário estadual de Cultura, Marcelino Granja, destaca que “são ações como esta que contribuem para a manutenção da nossa identidade cultural e, de uma maneira decisiva, com o perfil do carnaval em Olinda, que segue marcado pelos ritmos e danças da nossa gente”.

Confira a programação completa do Encontro de Coco e participe!

Quarta-feira, 3/2
18h – Mestre Galo Preto
18h30 – Samba de Coco das Irmãs Lopes
19h – Coco Raízes de Arcoverde
19h30 – Coco do Mestre Zezinho
20h – Mano de Baé
20h30 – Coco do Mestre Juarez
21h – Coco Popular de Aliança
21h30 – Mestre Gervásio do Coco
22h – Arnaldo do Coco
22h30 – Pacheco Cantador
23h – Dona Deo do Coco
23h30 – Mestre Ulisses e Coco de Seu Mané

Quinta-feira, 4/2
18h – Coco de Roda Raio de Luz
18h30 – Dona Glorinha do Coco
19h – Zé de Teté
19h30 – Coco do Amaro Branco
20h – Coco dos Pretos
20h30 – Coco de Mulheres
21h – Coco Zeca do Rolete
21h30 – Aurinha do Coco
22h – Mestra Ana Lúcia e Raízes do Coco
22h30 – Cila do Coco
23h – Coco de Umbigada
23h30 – Coco do Pneu

< voltar para home