Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Coco Raízes do Capibaribe se apresenta no Festival de Inverno da Várzea

Apresentação marca o lançamento do primeiro EP do grupo

Adriano Sobral

Adriano Sobral

O Casarão da Várzea, no Recife, foi cenário de ensaio fotográfico do grupo

Com informações da Assessoria

O palco do Festival de Inverno da Várzea foi o lugar escolhido pelo Coco Raízes do Capibaribe para lançar seu primeiro EP, que leva o nome do grupo. O show acontece nesta sexta-feira (19/8), e vai apresentar ao público composições próprias e releituras de canções dos mestres da Várzea, como o Professor Pernã, que encerra o trabalho em uma gravação ao vivo no Casarão da Vázea de “Pra Tocar no Berimbau”.

Gravado pelo selo independente Quânticos em parceria com a Colabor@tiva PE, o EP investe em sonoridades contemporâneas para propor uma nova linguagem ao coco. “Esse trabalho é muito importante para a cena pernambucana, porque traz um coco experimental. Apesar de os integrantes serem de terreiro, pupilos do Mestre Zé Lasca Vara, percussor do Coco no estado, técnicas de captação das vozes e efeitos pouco usuais foram utilizados”, comenta Well Carlos, produtor do disco e guitarrista da Coisa Nostra.

Apesar da ousadia dos arranjos, o EP conserva instrumentos típicos do coco: alfaia, caixa, ganzá, agbê, ilú, conga e pandeiro continuam sendo protagonistas das músicas, em sua maioria gravadas apenas com elementos percussivos, tendo a voz dos integrantes como único acompanhamento harmônico. A rabeca de Hans Santos só aparece na quarta faixa, seguida pelo berimbau do Professor Pernã, na quinta e última canção do disco.

O também chama atenção para o envolvimento espiritual do grupo no processo criativo. “Esse projeto tem essência. Esses meninos vêm de terreiro. Pedro, por exemplo, já é Ogan. A forma de se tocar na pele (percussão) é diferente da técnica de quem aprende nas escolas de música. A maior escola da música popular, aliás, é a rua”, completa.

Ensaio fotográfico

O Casarão da Várzea é o cenário do ensaio fotográfico do Raízes do Capibaribe, assinado por Adriano Sobral. Único representante do estilo chalé romântico em Pernambuco, o imóvel tem uma forte relação afetiva com os moradores da Várzea, que reivindicam sua revitalização. Toda a luta pela conservação do Casarão transformou o espaço em um símbolo de resistência cultural do bairro, como o coco é símbolo de resistência da cultura negra e periférica. A relação quase orgânica entre indivíduos e espaço é evidenciada nas fotografias.

Os EP’s estão à venda nos shows e podem ser solicitados na página do grupo no Facebook. O trabalho está disponível AQUI 

Serviço
Show do Coco Raízes do Capibaribe
Local: Festival de Inverno da Várzea (FIV). Praça da Várzea
Data: 19/08 (Sexta-feira)
Horário: 23h40
Gratuito

< voltar para home