Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Maracatu Nação Maracambuco celebra 23 anos de cultura em Olinda

Festividade acontece nesta quinta (9), com ensaio especial na sede da agremiação

Divulgação

Por Roberto Moraes Filho

Conhecido pela forte percussão criada nas manifestações de baque virado de Peixinhos, em Olinda, animando com seus cortejos, especialmente no período carnavalesco, o público circulante nas ladeiras da cidade, o Maracatu Nação Maracambuco comemora nesta quinta-feira (9), os seus 23 anos de tradição cultural. O ensaio festivo, que é aberto ao público, acontece a partir das 18h30, na sede da agremiação, localizada no bairro da vila Vila Popular. Logo após a apresentação especial, o grupo estará promovendo corte de bolo para os seus integrantes.

Segundo Nilo Oliveira, fundador do Maracambuco, a promoção e a divulgação da cultura popular realizada, através de iniciativas como oficinas de percussão, confecção de instrumentos musicais, entre outras ações que contemplam as comunidades da Vila Popular, Peixinhos e Jardim Brasil, são motivos de sobra para a celebração de mais um ciclo do maracatu.

“Temos muito o que festejar nestes 23 anos de muito trabalho, que renderam conquistas como prêmios e viagens. Já fomos a lugares bem distantes para mostrar o brilho e a alegria que tem essa gente sofrida, mas sempre com um sorriso no rosto é capaz de realizar e transmitir. Transferimos informação utilizando a cultura como uma ferramenta poderosa de inclusão e ampliação de horizontes. Por isso, fomos reconhecidos através que alguns prêmios, entre eles o mais importante concedido pelo Governo Federal, a Medalha da Ordem do Mérito Cultural”, explicou Nilo.

Divulgação

“Tudo isso só nos dá mais responsabilidade para continuarmos nossa jornada em busca de um futuro onde a cultura será tratada com o respeito e valor que merece, pois não somos simples fazedores de cultura, somos responsáveis por uma das cadeias mais produtivas do mundo”, destaca o fundador.

Entre os trabalhos mais recentes, o Maracambuco participou nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, das gravações do documentário ‘Se a Turma Não Saísse’, curta-metragem do jornalista e cineasta Clécio Bernardo. De acordo com Nilo Oliveira, o filme narra a luta de grupos de periferias de Olinda e do Recife para fazer o carnaval, tendo como objetivo desvendar a dura realidade dos entrevistados. “Além do Maracambuco, também participaram o Boi Faceiro, grupo de resistência da comunidade dos Coelhos, no Recife, o Balé Afro Raízes de Peixinhos e o carnavalesco Gustavo Alex, herdeiro dos bonecos gigantes que mora no Guadalupe, em Olinda”, comentou.

A gravação, que aconteceu antes e durante o Carnaval 2016, registra momentos de preparação para a festa popular, contemplando a participação dos entrevistados na folia de momo. O curta-metragem já se encontra disponível ao público no link: youtu.be/5hhY03pKru4.

Serviço:
Ensaio festivo de 23 anos do Maracatu Nação Maracambuco
Quando: quinta-feira, 9 de junho
Horário: a partir das 18h30
Local: sede do Maracambuco (Av. Presidente Kennedy, nº 1228, no bairro da Vila Popular – Olinda)
Acesso gratuito

< voltar para home