Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Núcleo de Cultura Afro-Brasileira promove no Recife oficina gratuita de Ilú

Atividade estará abordando o instrumento de acordo com as tradições musicais de ritmos Nagô.

Foto: Leo Caldas

Foto: Leo Caldas

Maria Helena Sampaio, Yalorixá e integrante do Afoxé Oyá Tokolê Owo, fará uma aula-expetáculo sobre a sua experiência com o instrumento musical.

Explorando ritmos da tradição Nagô, a Yalorixá Maria Helena Sampaio estará ministrando na próxima segunda-feira (7), a Oficina de Ilú. Direcionada para qualquer pessoa interessada em aprender um pouco mais sobre o instrumento musical, que é utilizado em rituais de religiões afro-brasileiras, como o candomblé, a atividade acontece gratuitamente, no horário das 9h às 12h, no Núcleo da Cultura Afro-Brasileira, localizado no Pátio de São Pedro, no bairro de São José.

“Além dos ritmos que envolvem os rituais, estarei falando um pouco sobre a minha ligação com o Ilú, instrumento que aprendi a tocar aos seis anos de idade com meu pai, quando estava iniciando a prática do candomblé”, explicou Maria Helena, que possui mais de 30 anos dedicados a religiosidade.

“A oficina será também um momento de aula-espetáculo, sobre como tirar sons do Ilú correspondentes para Orixás africanos”, concluiu a Yalorixá, ganhadora em 2013 do Prêmio de Mestre em Cultura Popular, concedido pelo MinC. A realização da atividade também faz parte das celebrações pelo Dia Internacional da Mulher, homenageando mulheres negras e defensoras das tradições culturais afro-brasileiras.

Serviço:
Oficina de Ilú
Quando: segunda-feira, 7 de março
Horário: das 9h às 12h
Local: Núcleo da Cultura Afro-Brasileira (Pátio de São Pedro, nº 34, bairro de São José, Recife)
Informações: (81) 99500-3151 / 99802-5499
Acesso gratuito

< voltar para home