Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Pernambuco Nação Cultural chega à Mata Norte com Encontro de Cultura Popular

Programação acontece em onze municípios da Mata Norte.

Costa Neto / Secult-PE

Samabada no terreiro do Maracatu Leão da Fortaleza no distrito da Boa Vista, em Goiana. 2012.

A Mata Norte de Pernambuco recebe, a partir desta sexta-feira (22/05), o 5° Encontro de Cultura Popular. Realizado pela Secretaria de Cultura de Pernambuco e Fundarpe, em parceria com a Associação de Maracatus de Baque Solto, o evento integra o programa Pernambuco Nação Cultural, com ações de difusão e formação no segmento da Cultura Popular na região. Sambadas de maracatu de baque solto, encontro de cavalos marinho, de cirandas, coco de roda e festa de Pentecostes, além do 4° Encontro de Rezadeiras, Benzedeiras e Parteiras de Lagoa de Itaenga fazem parte desta programação, que passa por terreiros de Condado, Nazaré da Mata, Goiana, Itaquitinga, Lagoa de Itaenga, Chã de Alegria, Tracunhaém, Aliança, Carpina, Ferreiros e Glória do Goitá. As atividades acontecem até domingo (24). Confira a programação completa AQUI.

Costa Neto / Secult-PE

Rezadeiras, benzedeiras e parteiras se encontram em Lagoa de Itaenga.

São três dias de celebração da realidade plural da cultura popular da Mata Norte de Pernambuco. “Esse evento contempla nossos mestres e artistas da cultura popular. A população terá acesso aos seus bens imateriais, com vistas a fortalecer a construção da sua identidade cultural e da sua inclusão social e cultural”, diz o secretário Marcelino Granja.

Dentre as muitas tradições da Mata Norte, a prática das rezadeiras  segue como símbolo da forte presença de elementos do sagrado na rica cultura popular da região. Na sexta-feira (22 de maio), acontece o 4º Encontro de Rezadeiras, Benzedeiras e Parteiras de Lagoa de Itaenga.

A programação conta com dois encontros de Cavalo Marinho. Haverá um no sábado (23 de maio), em Condado, no Terreiro do Cavalo Marinho Estrela Brilhante, sem hora para terminar, e uma festa especial no domingo (24 de maio) no Engenho Cumbe, terreiro do Maracatu Cambinda Brasileira, em Nazaré da Mata, com apresentação do Cavalo Marinho Estrela de Ouro de Mestre Biu Alexandre e do Cavalo Marinho Boi Pintado de Mestre Grimário.

Foto: Costa Neto

Costa Neto / Secult-PE

Cavalo Marinho Boi Pintado, do Mestre Grimário.

A festa se torna ainda mais especial porque, na ocasião, será entregue o Diploma de “Patrimônio Imaterial do Brasil” para duas manifestações: o Maracatu de Baque Solto e o Cavalo Marinho. Estão confirmadas as presenças do Governador do Estado Paulo Câmara, do secretário de Cultura Marcelino Granja, da presidente da Fundarpe Márcia Souto, do superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) Frederico Almeida, entre outros.

No sábado (23 de maio), em Ferreiros, no terreiro do Maracatu de Baque Solto Beija Flor, será formada uma grande roda de ciranda com a apresentação de cirandeiros da Mata Norte. No sábado, a 3ª Festa de Pentecoste, em Lagoa de Itaenga, será uma celebração do sagrado e o profano com a participação dos oito Maracatus de Baque Solto locais. O evento vai acontecer na Capela de Santa Ana no Sítio Açude de Pedra. Nesta celebração de cultura e fé, o mestre de cada Maracatu de Baque Solto entoa loas em marchas, sambas e galope acompanhados do Terno (as orquestras de sopro e percussão), em volta das fogueiras referendando os sete dons do Espírito Santo, enquanto os caboclos de lança, baianas e arreiamás se exibem fazendo suas manobras e orações e no final participam da celebração da missa. Confira a programação completa AQUI.

 

< voltar para home