Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Projetos culturais podem participar do edital Porto Social 2017

Incubadora beneficia ONGs e projetos sociais que precisam de apoio para ampliar impacto nas comunidades

Divulgação

Divulgação

Orquestra do Instituto Sons do Silêncio, uma das entidades já contempladas

Com informações da Assessoria

Foram prorrogadas, até o dia 3 de maio, as inscrições para o novo edital de seleção do Porto Social em 2017. O processo de incubação, que dura um ano, prevê capacitação nas áreas de gestão, contabilidade, comunicação e jurídica para qualificar o trabalho de ONGs e projetos sociais.

Este ano, 35 projetos serão selecionados e vão receber mentorias específicas de acordo com suas necessidades de organização. Podem ser selecionadas iniciativas que atuam desde a educação de crianças e adultos, distribuição de donativos para famílias carentes, esportes para crianças de comunidades até escolas comunitárias de música. “Esses projetos são extremamente importantes, pois, muitas vezes atuam onde o poder público não consegue chegar e são a única alternativa de cidadania pra muita gente, mas enfrentam muitas dificuldades. São voluntários que precisam ser cuidados”, afirma Fábio Silva, presidente do Porto Social.

O edital também prevê novidades, como a seleção de negócios sociais para se tornarem residentes. Empresas consolidadas que atuam com foco no impacto social e ONGS de alto impacto serão selecionadas para ter o espaço do Porto Social como sede. As iniciativas poderão utilizar a estrutura e coworking, além de conviver com a rede de relacionamentos e conexões proporcionada pela instituição.

Resultados
Ao longo do primeiro ano de existência do Porto Social, são claros os avanços dos projetos beneficiados. Muitos deles passaram a ter identidade jurídica, organização contábil, planejamento estratégico e relatórios de índices e metas. Tudo fez parte das mentorias prestadas ao projeto.

No caso da AMAR (Aliança de Mães e Famílias Raras), por exemplo, a instituição passou a ter um corpo de gestores, criou um planejamento de expansão para o interior do Estado e conseguiu reunir índices das famílias atendidas de forma a oferecer dados importantes para a criação de políticas públicas à Prefeitura do Recife e ao Governo do Estado.

Já o Instituto Sons do Silêncio se tornou objeto de estudo de diversas universidades do País ao desenvolver técnicas de ensino de música para surdos. Ao se candidatar a uma vaga no edital 2016 do Porto Social, a instituição nem existia. Foi inscrita como apenas um plano, que se consolidou a partir do direcionamento oferecido pelo Porto Social.

Sobre o Porto Social
O Porto Social é a primeira incubadora de projetos sociais do Brasil, considerada referência até para outros países. É uma instituição sem fins lucrativos que oferece capacitação profissional a projetos sociais, ONGs e negócios de impacto social. Inaugurada em abril de 2016, a incubadora tem o patrocínio da Interne Educação o apoio, Ferreira Costa, Diagonal, Romero Duarte Arquitetos, Daher Turismo, Prefeitura do Recife, Consulado Americano no Recife e Grupo Parvi. Em seu primeiro ano de funcionamento, já recebeu comitivas dos governos da França, Reino Unido, Japão e de grandes organizações, como Médicos Sem Fronteiras, Facebook, ONU, entre outras.

SERVIÇO 
Inscrições para edital 2017 do Porto Social
Até 3 de maio
www.portosocial.com.br
Informações: 3132-2190

< voltar para home