Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Queima da Lapinha movimenta o Recife nesta sexta-feira (6)

Festividade terá cortejo com pastoris e reisados saindo do Pátio do Carmo

Foto: Costa Neto

Foto: Costa Neto

O Pastoril Lindas Ciganas é uma das atrações na edição deste ano da festividade.

Informações: Prefeitura do Recife

Celebrando o fechamento do Ciclo Natalino na capital pernambucana, a tradicional Queima da Lapinha no Pátio de São Pedro, localizado no Bairro de São José, no Recife, estará reunindo nesta sexta-feira (6), 14 pastoris e grupos de reisado, acompanhados por Mendes e sua Orquestra. A festa tem início às 18h com concentração do cortejo do Pátio do Carmo, sendo promovida pela Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura Cidade do Recife.

Todos os grupos concentrados no Pátio do Carmo seguem, acompanhados da orquestra, cantando as jornadas até o Pátio de São Pedro e conduzindo a lapinha com a imagem do Menino Jesus. A expectativa é de que às 19h eles estejam adentrando ao local. Participam do cortejo os pastoris: Lindas Ciganas, Estrela do Mar, Infanto juvenil da Tia Nininha, Infanto Juvenil Giselly Andrade, Infanto Juvenil Estrela Brilhante de Água Fria, Infanto Juvenil da UR-3 Ibura, Rosa Mística dos Torrões, Estrela Guia do Recife, Estrela Dalva, Viver a Vida, Sonho de Uma Adolescente, Campinas Alegres, Jardim da Alegria, Tia Nininha da Terceira Idade, além dos reisados Imperial e Guerreiro do Sol Nascente.

A lapinha é feita de folhagens secas e incensos. Antes da solenidade da queima, é feita a retirada da imagem do Menino Jesus para que ela seja entregue de presente a um homenageado. Feito isso, a lapinha é queimada, enquanto o público presente joga seus pedidos no fogo, na esperança de que eles sejam atendidos ao longo do ano. Concluída a cerimônia é hora de celebrar o novo ano e já entrar no clima do carnaval pernambucano, ao som de Mendes e Sua Orquestra.

História – A Queima da Lapinha é uma manifestação religiosa oriunda do século 19 e que foi trazida pelos jesuítas para o Brasil. A lapinha simboliza a manjedoura onde nasceu o Menino Jesus. Além de ser um rito de despedida do Ciclo Natalino, a Queima da Lapinha antecipa o novo período festivo, abrindo caminho para o Carnaval. De acordo com o assessor técnico da Fundação de Cultura Cidade do Recife e coordenador do evento, Marcelo Varella, foi no Nordeste que a manifestação, que tinha um caráter “evangelizador”, ganhou novos elementos. “Com o passar do tempo foram agregadas à tradição religiosa as manifestações populares do Reisado e o Pastoril”, explica.

Serviço:
Queima da Lapinha

Quando: sexta-feira, 6 de janeiro
Horário: concentração às 18h, no Pátio do Carmo, centro do Recife
Local: Pátio de São Pedro, bairro de São José
Acesso gratuito 

< voltar para home