Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura popular e artesanato

Rabequeiros pernambucanos expõem instrumentos pessoais em Olinda

Mostra que homenageia nesta edição o Mestre Luiz Paixão ficará aberta ao público de terça (22) a sábado (26), no Centro de Cultura Luiz Freire

Helder Tavares/Divulgação

Helder Tavares/Divulgação

Mestre Luiz Paixão é o homenageado da primeira edição da mostra

Por Marcus Iglesias

A rabeca, um dos instrumentos essenciais na cultura popular pernambucana, ficará em destaque na I Exposição de Rabecas e Encontro de Rabequeiros em Olinda, instalada no Centro de Cultura Luiz Freire. A partir desta terça-feira (22), quando acontece a abertura da mostra, o público poderá conferir de perto instrumentos que carregam histórias e afetos de rabequeiros da Mata Norte e da cidade de Olinda, nomes como Maciel e Dinda Salú, Mestre Ulisses, Valério Bizunga, Cezinha e Cláudio da Rabeca, além de Mestre Luiz Paixão, o homenageado desta edição.

A exposição traz uma rabeca de cada expositor, que carregue consigo uma história particular, alguma peculiaridade, e contada através de uma placa informativa ao lado da peça. Para o Mestre Luiz Paixão, essa iniciativa é de grande importância para a manutenção da história da rabeca. “Eu acho que todo mundo deveria conhecer esse instrumento que dá alegria e tem um som que só ela faz”, opina.

De acordo com Luanda Maciel, uma das produtoras da exposição, essa mostra é uma produção independente feita por pessoas que sentiram a necessidade e dar espaço a esse instrumento, “que é às vezes é desvalorizado dentro dos próprios brinquedos e que é tão importante para a cultura popular de Olinda e da Mata Norte. O Mestre Luiz, por exemplo, é um dos rabequeiros mais antigos em atividade, e pouca gente sabe disso”, ressaltou a produtora.

Priscilla Buhr/Secult-PE

Priscilla Buhr/Secult-PE

Maciel Salú é um dos músicos que participa da exposição

Nesta terça-feira (22), haverá um evento especial para a abertura da mostra, a partir das 14h, com roda de diálogo sobre o instrumento
e apresentações intimistas dos rabequeiros. “Convidamos todos os expositores para participar e acho que só o Claudio não vai poder ir, porque está em processo de gravação”, explicou Luanda Maciel. Para esta apresentação, será cobrado R$ 10 ao público, que será revertido aos músicos.

Os instrumentos ficarão expostos ao público na entrada do Centro de Cultura Luiz Freire, das 10h às 17h, até o próximo sábado (26). A entrada é gratuita.

Serviço:
I Exposição de Rabecas e Encontro de Rabequeiros em Olinda
Centro de Cultura Luiz Freire (Rua 27 de Janeiro, 181 – Carmo, Olinda)
Abertura: Terça-feira (22/05)
Visitação: Até sábado (26/05), das 10h às 17h (Gratuito)
Mais informações: (81) 9 86864730 | 33015242

Programação na abertura da exposição:
14h – Abertura da exposição das rabecas
15h às 17h – Roda de diálogo sobre o instrumento
17h – Apresentação intimista de rabequeiros

< voltar para home