Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Cultura Viva

Mais de 500 bacamarteiros de Pernambuco se reúnem no Cabo de Santo Agostinho

Ao som de pifanos e forró, o V Encontro Zé da Banha de Bacamarte será promovido pelo Ponto de Cultura Bacamarte: Tiro da Paz neste domingo, 2 de julho

Paulo Lima

Paulo Lima

Apresentação de bacamarteiros na Procissão dos Santos Juninos, no Cabo de Santo Agostinho

“Segure a arma, o bacamarte é esta arte / De saber fazer um tiro / De ilusão e tradição”, assim diz a letra do compositor Janduhy Finizola, cantada por Luiz Gonzaga. E para dar seguimento a esta tradição do período junino, o Ponto de Cultura Bacamarte: Tiro da Paz realiza neste domingo (02) a quinta edição do Encontro Zé da Banha de Bacamarte, no Cabo de Santo Agostinho.

O encontro é aberto ao público e começa às 13h30 com a Procissão dos Santos Juninos, que tem início na sede da Sociedade dos Bacamarteiros do Cabo (SOBAC), em frente ao antigo Mercado de Farinha do município. Por volta das 14h30, ocorrerá a Missa do Bacamarteiro na Igreja do Livramento, acompanhada pelo Coral Boca de Bacamarte, a Banda de Pífanos Zabumba do Mestre Chimba e sanfoneiro. No local, será entregue a Comenda Zé da Banha do Mérito Bacamarteiro a diversas personalidades, incluindo a Gerente de Políticas Culturais da Secretaria de Cultura de Pernambuco, Tarciana Portella.

Terminada a cerimônia religiosa, às 16h cerca de 500 bacamarteiros de várias regiões do estado seguem em cortejo até a frente da Estação Ferroviária do Cabo, onde será formada uma Linha de Tiro para a exibição dos grupos. O cortejo voltará até o antigo Mercado de Farinha às 18h, com o forrobodó da Zabumba do Mestre Chimba e os Pifados da Abelha, e o sanfoneiro Aécio dos 8 Baixos.

João Barbosa

João Barbosa

Procissão dos Santos Joaninos

O evento conta com o apoio da Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE), da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), e da Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho.

Zé da Banha – O nome do encontro homenageia José Alves Bezerra, o Capitão Zé da Banha, responsável, na década de 1960, pela legalização do primeiro grupo de bacamarte, o que viabilizou relações com o legislativo e com o Ministério da Defesa para a oficialização da prática. Isso fortaleceu a preservação do brinquedo diante do Sistema Nacional de Armas e do atual Estatuto do Desarmamento.

Coordenada pelo capitão Ivan Marinho, a Sociedade de Bacamarteiros do Cabo continuou o projeto de Zé da Banha com a criação do Ponto de Cultura Bacamarte: Tiro da Paz e a organização da Federação dos Bacamarteiros de Pernambuco. Em 2016, foi criado o Museu Olimpio Bonald Neto de Bacamarte (MOBBAC), que reúne peças que remontam 100 anos de história e a biblioteca de Cultura Popular e Folclore Generino Bezerra (ex-integrante da SOBAC e do Bando de Lampião).

Blog Bacamarte em Pernambuco

Blog Bacamarte em Pernambuco

Missa do Bacamarteiro na Igreja do Livramento, em 2011

O acervo do Museu vai além de objetos e imagens característicos da prática do bacamarte e abrange também ícones que estão subjacentes à manifestação. Inclui objetos religiosos como imagens de santos juninos além de outros ligados às tradições nordestinas, sua religiosidade e festejo. Como espaço de memória, o Museu do Bacamarte recebeu neste ano uma Menção Honrosa do Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco, concedido pela Secult-PE/Fundarpe.

Serviço
V Encontro Zé da Banha de Bacamarte
Programação:
13h – Procissão dos Santos Juninos – Concentração no antigo Mercado de Farinha (Rua da Igreja Matriz, Centro do Cabo de Santo Agostinho)
14h30 – Missa do Bacamarteiro – Igreja do Livramento
16h – Linha de Tiro no pátio da Estação Ferroviária do Cabo
18h – Janta dos Bacamarteiros e Forrobodó no antigo Mercado de Farinha, com a Zabumba do Mestre Chimba e os Pifados da Abelha (pífanos), e o sanfoneiro Aécio dos 8 Baixos.
Mais informações: Blog Bacamarte em Pernambuco – Ponto de Cultura Bacamarte: Tiro da Paz

< voltar para home