Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

1º Congresso Nacional de Maracatu acontece no Teatro Arraial

Manifestação registrada como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil ganha evento nacional no Recife, a partir da segunda-feira (11)

Eduardo Queiroga/Secult-PE

Eduardo Queiroga/Secult-PE

O Maracatu Nação, conhecido também como Maracatu de Baque Virado, é considerado Patrimônio Imaterial do Brasil, segundo o Iphan

O Teatro Arraial Ariano Suassuna, equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe, receberá parte da programação do 1º Congresso Nacional de Maracatus Nação – Desafios e Perspectivas da Salvaguarda dos Maracatus. O encontro terá início na segunda-feira (11) e segue até o domingo (17). Na pauta, o esforço para congregar maracatuzeiros, brincantes, pesquisadores e representantes de órgão gestores da cultura nos âmbitos municipal, estadual e federal. O objetivo é discutir o cenário atual e as perspectivas futuras dessa manifestação cultural. A participação será gratuita e as inscrições para o evento serão realizadas no local antes do início das atividades, sujeitas à lotação do teatro.

O Maracatu Nação, ou Maracatu de Baque Virado, é patrimônio cultural imaterial do Brasil. Está inscrito pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Livro de Registro das Formas de Expressão desde 2014. Desde que foi registrado, ainda não teve o Plano de Salvaguarda elaborado, no entanto o documento está sendo construído numa parceria entre os grupos de Maracatu Nação, a Secult-PE/Fundarpe e o Iphan, com previsão de conclusão durante o congresso – o que contribuirá para monitoramento e ações de preservação desse bem cultural.

Além das rodas de diálogo nesse sentido, também estão previstas celebrações a partir da sexta-feira (15), para lembrar o aniversário do Maracatu Elefante. No sábado (16), mestres de Nações de Maracatu ministram oficinas gratuitas e abertas ao público, como preparação para o encerramento das festividades no domingo (17). É possível se inscrever online aqui.

No último dia do encontro haverá um grande encontro de batuqueiros no Bairro do Recife, onde é esperado a reunião de amantes da cultura do maracatu, integrantes de Nações de Pernambuco, maracatus parafolclóricos e grupos percussivos de todo país.

A pesquisa do Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC) dos Maracatus Nação de Pernambuco faz parte do programa de identificação, reconhecimento e salvaguarda da diversidade cultural de Pernambuco, mantido pela Secult e Fundarpe, iniciado em 2011, e que já inventariou mais cinco bens culturais: Maracatu de Baque Solto, Cavalo Marinho, Caboclinhos, Ciranda e Reisado. Ente os desdobramentos, os respectivos INRC compuseram os pedidos, ao Iphan, da candidatura desses bens culturais para o título de Patrimônio Imaterial Cultural Brasileiro.

O 1º Congresso Nacional de Maracatus Nação é uma realização da Associação dos Maracatus Nação de Pernambuco – Amanpe, Secult-PE/Fundarpe, da Prefeitura do Recife, através de sua Secretária de Cultura – Secult, Departamento de Preservação do Patrimônio Cultural – DPPC e Fundação de Cultura da Cidade do Recife – FCCR e do Iphan.

Confira abaixo a programação completa:

Segunda-Feira – Dia 11/11 
Teatro Arraial
15:30h – Exibição do vídeo documentário do Inventário Nacional de Referências Culturais do Maracatu Nação (mediação Charles Martins)
16:30h – Cerimônia de abertura do Congresso.

Terça-feira – dia 12/11
Teatro Arraial
14h às 17h – Roda de Diálogo “Maracatu não é só Carnaval”
Wanessa Paula do Santos (Maracatu Nação Cambinda Estrela)
Mestra Joana D’arc Cavalcanti (Nação Encanto do Pina)
Jorge Carneiro (Nação Raízes de Pai Adão)
Giorge Bessoni (Representação do IPHAN-PE)
Albemar Araújo (Representação da SECULT/Recife)
Mediação: Marcelo Renan (Fundarpe)

18h às 21h – Roda de Diálogo “Maracatu, que baque é esse?”
Ilma (Nação Erê)
Chacon Viana (Nação Porto Rico)
Jorge Marins (Grupo Corpus Percussivo)
- Representação da Associação de Maracatus de Olinda
Mediação: Wanessa Paula dos Santos (Maracatu Nação Cambinda Estrela)

Quarta-Feira – dia 13/11
Teatro Arraial
14h às 18h – Oficina de Construção do Plano de Salvaguarda para os Maracatus Nação
- Juliana Cunha, Lívia Moraes e Giorge Bessoni (Representação do IPHAN)
- Coordenação de Patrimônio Imaterial da FUNDARPE

Quinta Feira – dia 14/11
Museu da Abolição
14h às 18h – Fórum “Maracatu: religiosidade e coroação das rainhas”
- Rainha Marivalda Maria dos Santos (Nação Estrela Brilhante do Recife)
- Rainha Nadja Cristina de Castro – Mameto Nadja de Angola (Nação Leão da Campina)
- Prof. Isabel Guillen (UFPE)
Mediação: Willams Santana (Prefeitura do Recife)

Sexta-Feira – dia 15/11
Sítio de Pai Adão
17h – Baile Comemorativo: Comenda Dona Santa – Celebração.
Homenagem ao Maracatu Nação Elefante e às rainhas de todas as Nações de Maracatu

Sábado – dia 16/11
14h às 18h – Educação Patrimonial/ Oficinas de Baque Virado.
- Visita a Sede do Grupo Yalu (Rua da Moeda) – Convidados: Nação Almirante do Forte e Nação Aurora Africana
- Visita a Sede do Grupo Ogun Onilê (Recife Antigo) - Convidados: Nação Sol Brilhante e Nação Leão da Campina
- Visita ao Grupo Brincante Popular na Casa da Cultura -  Convidados: Nação Estrela Brilhante de Igarassu e Nação Cambinda Estrela
- Visita ao Grupo Congobloco no Casarão do Nação Pernambuco Carmo – Olinda -  Convidados: Nação Encanto da Alegria e Nação Estrela Dalva
Gratuitas e abertas ao público: link para inscrição <https://forms.gle/YiyYkZotAvjXxu8s8>.

Domingo – dia 17/11
Bairro do Recife
16h – Encerramento do congresso com encontro de batuqueiros.

Endereços: 
Teatro Arraial Ariano Suassuna – Rua da Aurora, 457 – Boa Vista, Recife
Museu da Abolição – R. Benfica, 1150 – Madalena, Recife
Sítio de Pai Adão – Estr. Velha de Água Fria, 1644 – Água Fria, Recife
Avenida Barão de Rio Branco – bairro do Recife (Encontro de batuqueiros)

< voltar para home