Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Artesanato tradicional do Japão é tema de mostra que chega ao Museu do Estado

 

Costa Neto/FUNDARPE

A Secretaria de Cultura e a Fundarpe, em parceria com o Consulado do Japão e a Fundação Japão, realizam no Museu do Estado (MEPE), a mostra Artesanato do Japão – Tradições e Técnicas. Após passar pelo Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília, Manaus e Belém, a mostra itinerante permanece no Recife, pelo período de 22 de janeiro a 08 de fevereiro de 2015. A inauguração da mostra, no dia 21 de janeiro, às 19h, contará com uma apresentação musical do grupo nikkei Kaito Shamidaiko, de São Paulo.

No dia 31, também como parte da programação da exposição, serão realizados uma palestra e um workshop sobre marchetaria de Hakone, uma técnica artesanal de desenho e ornamento com aplicação de peças de madeira, combinadas conforme os seus vários tipos, formas e cores. As técnicas, desenvolvidas e praticadas desde longa data na região de Odawara/Hakone, formaram as bases do tradicional artesanato de madeira japonês.

A palestra e o workshop serão ministrados pelo jovem mestre Kiyotaka Tsuyuki. O artista, recebeu vários prêmios relacionados a marchetaria e virá do Japão especialmente para a ocasião, a convite da Fundação Japão, detentora do acervo da exposição.

Divulgação

TRADIÇÃO - A exposição faz um recorte do artesanato do Japão, elaborados sob o olhar das tradições e técnicas adotadas por reconhecidos artesãos, compartilhando a habilidade e a criatividade aplicada aos seus trabalhos.

Segundo Kazuko Todate, curadora do Museu de Arte em Cerâmica de Ibaraki, no Japão, e responsável pela exposição, o público irá apreciar utensílios criados para o quotidiano, em variados suportes: cerâmica, tecidos tingidos, metais, laqueados, bambu e madeira, papel, entre outros, sempre trabalhados com técnicas adequadas, de acordo com a natureza de cada material, criando objetos práticos e belos.

“Os materiais tradicionais e característicos de cada região foram transformados em utensílios práticos e artigos altamente criativos, com a esmerada técnica e talento dos artesãos, que desenvolveram a produção e a criação de obra de arte, contribuindo para aumentar o estrato do setor artístico e qualitativamente como um todo”, define Kazuko.

As tradicionais artes que fazem parte da mostra incluem artesanato de técnicas tradicionais e materiais típicos de várias regiões do Japão, que pouco a pouco foram substituídas por modernas máquinas e produção em grande escala. Esta transição, explica a curadora, começou durante a era Meiji (1868 – 1912), quando o Japão ingressou na fase de industrialização.

“Ainda nesta época, pequenas oficinas das regiões continuaram produzindo utensílios artesanalmente. Surgiram, então, talentosos artesãos com marcante personalidade, que se tornaram grandes artistas”, conta.

A exposição – agora no Recife abre os eventos comemorativos dos 120 anos do Tratado de Amizade, de Comércio e de Navegação entre Japão e o Brasil, e é uma promoção do Consulado do Japão em Recife. Após o período de exposição na capital pernambucana, o mostra acervo seguirá para São Paulo.

Serviço:
Artesanato do Japão – Tradições e Técnicas
Local: Museu do Estado de Pernambuco (MEPE)
Endereço: Av. Rui Barbosa, 960, Graças, Recife-PE
Data: 22 de janeiro a 8 de fevereiro
Terça-feira a Sexta-feira: 9h às 17h. Sábados e Domingos: 14h às 17h
Abertura das Comemorações pelos 120 Anos de Amizade entre Japão – Brasil em 2015, com Apresentação Musical do Grupo Kaito Shamidaiko, de São Paulo.
Data: 21 de janeiro, às 19h

Palestra sobre Marchetaria, ministrada pelo mestre Kiyotaka Tsuyuki, do Japão
Data: Sábado, 31 de janeiro de 2015
Horário: das 13h às 15h

Workshop (oficina) de Marchetaria, ministrada pelo mestre Kiyotaka Tsuyuki, do Japão
Data: Sábado, 31 de janeiro de 2015
Horário: das 16h às 17h30
* Inscrições pelo número: (81) 3207-0190, entre os dias 22 e 28 de janeiro.
** Palestra e workshop com tradução simultânea.
Maiores informações: Consulado do Japão no Recife
Setor Cultural: (81) 3207-0190

< voltar para home