Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

“Canção da Volta” e “Cinema Novo” estreiam no Cinema São Luiz

Divulgação

Divulgação

“Canção da Volta” é estrelado por Marina Person e João Miguel

O Cinema São Luiz conta com duas grandes estreias nesta semana: Canção da Volta (2016) e Cinema Novo (2016). O primeiro, dirigido por Gustavo Rosa Moura, retrata o dia-a-dia de Julia, vivida por Marina Person, e seu marido Eduardo, personagem de João Miguel, juntos há mais de uma década e cercados pelos filhos, Lucas, Francisco Miguez, e Maria, Stella Hodge.

No enredo, o suicídio não é um tabu. Ao contrário da violência, do sexo e da religião, temas que têm pautado tantos e tão diferentes filmes nos últimos anos, o longa traz o assunto à luz, discutindo não apenas o ato em si, mas o seu entorno.

O suspense sobre o que teria acontecido à depressiva Julia pauta as primeiras sequências, apresentadas pela fotógrafa Flora Dias com um visual escuro e, sob certo aspecto, sombrio. Seu marido Eduardo, apresentador de um programa de literatura na TV, acaba de chegar de viagem e não a encontra em casa. Inicialmente ele tenta tranquilizar os filhos, o que, no fundo, aumenta o problema: ao assumir um comportamento dissimulado, que esconde sua inquietação, faz pesar ainda mais o fardo que carrega, o que acabará desgastando as relações na família.

A trama aos poucos revela que ninguém da família ficará imune a esse tormento. Julia reaparece (em um hospital), e é a partir da sua volta que o roteiro de Rosa de Moura e Leonardo Levis se desenvolve. A rotina do casal à sombra do medo de uma possível recaída da mulher é acompanhada pelo ponto de vista de Eduardo – uma opção ao mesmo tempo interessante e arriscada na medida em que, aparentemente, a alma atormentada é a dela.

Divulgação

Divulgação

“Cinema Novo” fala sobre movimento cinematográfico no país nos anos 60

Outro destaque da programação é o documentário Cinema Novo (2016), do cineasta Eryk Rocha. O filme, que faturou o prêmio “Olho de Ouro”, no Festival de Cannes, é um ensaio poético sobre o movimento cinematográfico brasileiro, e inclui trechos de filmes da época e depoimentos de seus principais expoentes, como Nelson Pereira do Santos, Leon Hirszman, Joaquim Pedro de Andrade, Ruy Guerra, Walter Lima Jr., Paulo César Saraceni e Glauber Rocha, pai do realizador.

A obra mergulha na aventura criativa daqueles diretores que criaram uma nova maneira de fazer cinema, para aproximá-lo do povo, na efervescência dos movimentos de contestação daquela época. “O Cinema Novo tinha outra ideia de coletividade. Havia projetos coletivos, e isto era muito importante, porque unia as pessoas, apesar da diversidade estética do movimento, com olhares muito distintos dos autores, mas com pontos em comum muito importantes”, conta Rocha.

Os cineastas deste movimento paralelo à Nouvelle Vague francesa preconizavam uma revolução cultural no Brasil, olhar sua realidade e se comprometer com a mesma. ”O Cinema Novo foi sendo feito à medida que crescia com energia e paixão”, lembrou o filho de Glauber Rocha, que acredita que, “hoje, há pouco espaço para a reflexão, para pensar o sentido real da vida e o sentido real de se fazer arte”.

Seguem em ainda cartaz no equipamento cultural os filmes O Mestre e o Divino (2013)Sob Pressão (2016)Cícero Dias, o compadre de Picasso (2016), Cegonhas – a história que não te contaram (2016) e Aquarius (2016).

Com som e projeção digitais, o São Luiz é o cinema de rua mais moderno de Pernambuco, um equipamento público sob a gerência da Secult-PE e da Fundarpe. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Às terças, os valores caem para R$ 6 e R$ 3, respectivamente.

Confira a programação completa abaixo:
Semana: 8  a 14 de dezembro

CANÇÃO DA VOLTA
(Brasil, 2016, 98min.)
Gênero: Drama | Diretor: Gustavo Rosa de Moura | Elenco: Marina Person, João Miguel, Marat Descartes
Classificação Etária: 14 anos

Sinopse: Julia (Marina Person) e Eduardo (João Miguel) formam um casal que se ama mas que precisa aprender a lidar com os problemas que surgem em seu caminho. O longo casamento dos dois é assombrado por fantasmas e é carregado com a responsabilidade que eles têm em criar seus filhos; ultrapassar os seus problemas só depende dos dois, mas essa pode ser a tarefa mais difícil.
Dias e horários: quinta-feira (8) e sábado (10), às 19h30 | sexta-feira (9), às 17h30 | domingo (11), às 15h50 | terça-feira (13), às 17h | quarta-feira (14), às 14h45.

CINEMA NOVO
(Brasil, 2016, 90min.)
Direção: Eryk Rocha | Gênero: Documentário
Classificação Etária: 12 anos

Sinopse: Um ensaio poético, um olhar aprofundado e um retrato íntimo sobre o Cinema Novo, movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançou grandes diretores (como Glauber Rocha, Nelson Pereira dos Santos e Cacá Diegues) e criou uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e a história do Brasil para sempre.
Dias: quinta-feira (8), às 17h45 | sexta-feira (9) e domingo (11), às 19h30 | terça-feira (13), às 15h15.

O MESTRE E O DIVINO
(Brasil, 2013, 85min.)
Gênero: Documentário | Diretor: Tiago Campos Torres
Classificação Etária: Livre

Sinopse: Dois cineastas retratam a vida na aldeia e na missão de Sangradouro, Mato Grosso: Adalbert Heide, um excêntrico missionário alemão, que, logo após o contato com os índios, em 1957, começa a filmar com sua câmera Super-8, e Divino Tserewahú, jovem cineasta Xavante, que produz filmes para a televisão e festivais de cinema desde os anos 90. Entre cumplicidade, competição, ironia e emoção, eles dão vida a seus registros históricos, revelando bastidores bem peculiares da catequização indígena no Brasil.
Dia e horário: sexta-feira (9), às 15h50 | domingo (11), às 17h45.

SOB PRESSÃO
(Brasil, 2016, 90min.)
Gênero: Drama | Diretor: Andrucha Waddington | Elenco: Julio Andrade, Ícaro Silva, Marjorie Estiano
Classificação Etária: 12 anos

Sinopse: Dr. Evandro (Júlio Andrade) e sua equipe, formada também pelos doutores Paulo (Ícaro Silva) e Carolina (Marjorie Estiano) enfrentam um tenso dia no hospital em que trabalham quando têm que realizar três cirurgias muito complicadas: um traficante, um policial militar e uma criança. O que complica o caso é que os três foram feridos no mesmo tiroteio em uma favela próxima ao hospital.
Dias e horários: sexta-feira (9), às 14h | quarta-feira (14), às 16h45.

CÍCERO DIAS, O COMPADRE DE PICASSO
(Brasil, 2016, 79min.)
Gênero: Documentário | Diretor: Vladimir Carvalho
Classificação Etária: 10 anos

Sinopse: O pintor pernambucano Cicero Dias criou uma arte inigualável para o mundo. Próximo de modernista e influenciado por artistas como Pablo Picasso, Fernand Léger e Joan Miró, ele marcou a história da arte brasileira.
Dias e horários: sábado (10), às 15h15.

CEGONHAS – A HISTÓRIA QUE NÃO TE CONTARAM
(Storks, EUA, 2016, 87min.)
Gênero: Animação | Diretor: Nicholas Stoller e Doug Sweetland
Classificação Etária: Livre

Sinopse: Todo mundo já sabe de onde vêm os bebês: eles são trazidos pelas cegonhas. Mas agora você vai conhecer a mega estrutura por trás desta fábrica de bebês: na verdade, as cegonhas controlam um grande empreendimento que enfrenta muitas dificuldades para coordenar todas as entregas nos horários e locais certos.
Dias e horários: sábado (10) e terça-feira (13), às 13h30 | domingo (11), às 14h.

AQUARIUS
(Brasil, França, 2016, 141min.)
Gênero: Drama, Suspense | Direção: Kleber Mendonça Filho | Elenco: Sônia Braga, Maeve Jinkings, Irandhir Santos
Classificação Indicativa: 16 anos

Sinopse: Clara (Sonia Braga) tem 65 anos, é jornalista aposentada, viúva e mãe de três adultos. Ela mora em um apartamento localizado na Av. Boa Viagem, no Recife, onde criou seus filhos e viveu boa parte de sua vida. Interessada em construir um novo prédio no espaço, os responsáveis por uma construtora conseguiram adquirir quase todos os apartamentos do prédio, menos o dela. Por mais que tenha deixado bem claro que não pretende vendê-lo, Clara sofre todo tipo de assédio e ameaça para que mude de ideia.
Dias e horários:  quinta-feira (8), às 15h | sábado (10), às 16h45.

< voltar para home