Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Em seu quarto ano, Saraus em Pasárgada chega à versão digital com formato colaborativo

Para cumprir as recomendações de isolamento social, o Espaço Pasárgada vai promover o evento tradicional pela internet, com participação de poetas e microfone aberto a todos

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Os saraus migram do quintal do Espaço Pasárgada aos perfis do Instagram do @culturape e @manuelbandeira.pasargada

Os amantes da poesia já sabem: toda segunda sexta-feira do mês é dia de Saraus em Pasárgada, evento promovido há quatro anos pelo Espaço Pasárgada, equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe. Agora que a população cumpre a recomendação de isolamento social para ajudar no combate ao coronavírus, o evento migra para a internet com participação on-line de poetas, amantes da poesia, admiradores de Manuel Bandeira e curiosos, mantendo a tradição de microfone aberto a todos. Os interessados devem publicar seus vídeos no Instagram e marcar os perfis @culturape e @manuelbandeira.pasargada. O material será postado na sexta-feira (8), a partir das 18h30.

A ideia surgiu a partir do sucesso da campanha pelo aniversário de Manuel Bandeira, em abril, quando admiradores enviaram vídeos homenageando o poeta pernambucano que era o dono da casa onde funciona o Espaço Pasárgada. “Nosso propósito é divulgar a poesia de Bandeira, agregar as pessoas na casa onde ele viveu e estimular a poesia em todas as suas formas, seja música, dança, artes visuais ou a poesia em si. A novidade é que estaremos conectados pela internet”, explica a gestora do Espaço Pasárgada, Marília Mendes.

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

A gestora do Espaço Pasárgada, Marília Mendes, idealizou a iniciativa que espalhará poesia pela rede nesta sexta-feira (8)

Os participantes poderão usar o microfone virtual aberto para recitar poemas de Manuel Bandeira, textos autorais ou mesmo homenagear outros poetas. O fundamental, no encontro, é a troca de poesia. “Estamos vivendo tempos tão estranhos, que quanto mais maleável for o formato, mais vamos agregar pessoas e estimular, se encontrar e se irmanar através da poesia”, afirmou Marília Mendes. Confira abaixo um dos poemas de Manuel Bandeira que já circularam pelas redes nos últimos dias:

Ver essa foto no Instagram

@cidapedrosa65 nos presenteando com este Belo poema. @culturape

Uma publicação compartilhada por Espaço Pasárgada (@manuelbandeira.pasargada) em

< voltar para home