Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Exposição retrata “A Arte Popular Religiosa” no Museu do Barro de Caruaru

A mostra, que será inaugurada na próxima quinta-feira (22), reúne peças do acervo do Museu de Arte Sacra de Pernambuco (MASPE)

Divulgação

Divulgação

A exposição reúne 20 peças em diferentes suportes (madeira, cerâmica e pedra-sabão) e técnicas

Para marcar as festividades da Semana Santa no Agreste, o Museu do Barro de Caruaru (Mubac) sediará nos próximos dias a exposição A Arte Popular Religiosa. A mostra, que será inaugurada na próxima quinta-feira (22), às 15h, tem como finalidade revelar a relação de fé e devoção, a partir de peças produzidas por artesãos e artistas que comungam desse imaginário da religiosidade popular.

“A exposição traz para Caruaru um recorte do acervo de arte religiosa popular que pertence ao Museu de Arte Sacra de Pernambuco (Maspe), com peças premiadas no Salão de Arte Popular Religiosa da Fenearte. O objetivo é percorrer alguns dos caminhos da arte popular, a fim de mostrar como essas práticas religiosas, que não deixam de ser práticas de comunicação e reafirmação do relacionamento com o sagrado, refletem as vivências, a imaginação e o devocionário de boa parte dos fiéis nordestinos”, comenta Márcia Souto, presidente da Fundarpe, que é responsável pelo equipamento cultural.

Para o secretário de Cultura Marcelino Granja, a exposição no Mubac também fortalece e incentiva o turismo cultural. “É de muita importância para o Estado que se conheça a produção artística e cultural do nosso interior. Caruaru está na rota dos espetáculos das Paixões, tão apreciados nesta época do ano. A data da exposição também foi escolhida pensando nesse período, quando as cidades do nosso interior passam a ser mais visitadas. Nossa expectativa é que as pessoas parem em Caruaru e conheçam este importante equipamento cultural nosso, que agora abriga ainda uma bela exposição”, diz o gestor.

Na exposição, os visitantes poderão conferir 20 peças em diferentes suportes (madeira, cerâmica e pedra-sabão) e técnicas. “A arte religiosa é muito significativa para arte popular brasileira. Ela contempla desde a arquitetura até a gastronomia. Esse processo de sacralização dos espaços e do cotidiano, articulado aos símbolos, rituais e mitos fundantes de uma crença, desenham comportamentos e indicam-nos referências que se desdobram em narrativas: ex-votos, os santeiros da madeira, a heresia dos santos de barro, a fé, um emaranhado de leituras que compreende um forte veio da nossa cultura”, comenta Amélia Campelo, que também assina a curadoria da mostra.

De acordo com ela, a ação irá aproveitar o fluxo de pessoas no município nesse período da Semana Santa, que fica bem intenso por ser um das rotas da Paixão de Cristo em Fazenda Nova, para ”mostrar riqueza e o trabalho dos artistas e artesãos populares”.

A exposição é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Caruaru, o Maspe e o Mubac, ambos gerenciados pela Secult-PE/Fundarpe. Para a presidente da Fundarpe, Márcia Souto, “essas trocas entre as instituições são riquíssimas e permitem que os visitantes dos museus conheçam o acervo um do outro”.

As visitas poderão ser feitas de terça-feira a sábado, das 8h às 17h, e aos domingos, das 9h às 13h. A entrada custa R$ 2.

Serviço
Exposição A Arte Popular Religiosa
Quando: de 22 de março a 9 de abril; visitação de terça-feira a sábado, das 8h às 17h, e aos domingos, das 9h às 13h
Onde: Museu do Barro de Caruaru (Mubac) – R. Cel. Limeira, 100 – Centro, Caruaru – PE
Entrada: R$ 2 (preço único)

< voltar para home