Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

FestCine chega à sua 15ª edição com convocatória para exibição em dezembro

Curtas selecionados para as mostras competitivas disputam R$ 66 mil em prêmios. O Festival exibe as novidades da produção audiovisual pernambucana além de oferecer ações de formação

Entre os dias 1º e 8 de dezembro, o Cinema São Luiz recebe o 15º Festival de Curtas de Pernambuco – FestCine, edição que comemora o bom momento dos cineastas pernambucanos e da própria produção audiovisual pernambucana no país. Para compor os filmes que farão parte das categorias animação, documentário, experimental, ficção e videoclipe, a Secretaria de Cultura, a Fundarpe e a Prefeitura do Recife lançam convocatória nesta terça-feira (15/10).

A partir do dia 20 e até o dia 30/10, os interessados em participar da mostra competitiva geral e da mostra competitiva de formação do FestCine poderão inscrever suas produções. Os filmes selecionados deverão enviar arquivo no formato MOV H264, ou em DVD comum, até 16/11. Os critérios de avaliação são: argumento/roteiro, criatividade/desenvolvimento e abordagem, qualidade técnica e qualidade artística.

As propostas podem ser entregues pessoalmente no Protocolo Geral da Fundarpe, situado na Rua da Aurora, nº 463/469, andar térreo – Boa Vista, ou pelos correios (via Sedex), dirigido diretamente à FUNDARPE no endereço indicado no edital. Serão aceitos curtas com até 20 minutos de duração, feitos em película de 35 mm ou formato digital, que tenham sido finalizados a partir de 2011. Podem participar da convocatória quaisquer filmes pernambucanos, os realizados por diretor pernambucano ou residente no estado ou feitos por empresas com sede aqui. Os filmes não precisam ser inéditos.

Cada pessoa pode inscrever até três filmes na mostra competitiva geral, desde que em categorias diferentes (animação, documentário, experimental, ficção e videoclipe), e até dois filmes na mostra competitiva de formação, desde que em categorias diferentes (documentário e ficção). A ideia da mostra de formação é dar espaço para os alunos de universidades, faculdades e escolas com sede em Pernambuco, mas também deixar o espaço aberto para que vídeos resultantes de cursos técnicos ou oficinas possam se inscrever.

No total, os prêmios somam R$ 66 mil, distribuídos de acordo com a colocação do filme na premiação. Os cinco primeiros colocados na mostra competitiva geral levam R$ 5 mil cada e os dois primeiros colocados na mostra de formação recebem R$ 3 mil. Os cinco segundos colocados na mostra geral serão premiados com R$ 4 mil cada e os cinco terceiros colocados ganha R$ 3 mil. Veja os anexos da convocatória abaixo:

Edital de Convocatória FestCine

Anexo I – Ficha de Inscrição

Anexo II – Declaração

Anexo III – Carta de Anuência

Anexo IV – Manual da Nova Classificação Indicativa

O festival

O FestCine, anteriormente conhecido como Festival de Vídeo de Pernambuco, vem se consolidando como um dos principais festivais de cinema no estado. Ao longo de sua história, representou uma das poucas iniciativas na difusão dos produtos culturais audiovisuais produzidos no estado e se configurava numa janela essencial para a exibição de filmes de cineastas, hoje reconhecidos, como Cláudio Assis, Camilo Cavalcanti, Lírio Ferreira, Marcelo Gomes, Antônio Carrilho, Adelina Pontual, entre outros. Assim como também foi decisivo no fortalecimento da carreira de novos realizadores como Tião, Leo Lacca, Marcelo Pedroso, Pedro Severien e muitos outros. Nesses 15 anos de festival mais de 1.200 filmes foram inscritos para as mostras competitivas e cerca de 700 foram exibidos ao público.

De acordo com Carla Francine, coordenadora de audiovisual da SECULT-PE, o FestCine é uma das principais janelas para o audiovisual pernambucano, principalmente porque faz um grande panorama da recente produção de curtas do estado, com atenção à diversidade de olhares, técnicas e também à regionalização. “Estamos vivendo um bom momento do cinema do estado, que tem refletido Pernambuco para o Brasil e para o mundo. E foi no FestCine que muitos realizadores começaram, que exercitaram seu olhar e tiveram os primeiros feedbacks do público, além de formação e reciclagem na área”, afirma Carla.

A coordenadora de Formação do Centro Audiovisual Norte-Nordeste (CANNE) da Fundação Joaquim Nabuco, Cynthia Falcão, que também faz parte do grupo gestor do Sindicato Interestadual dos Trabalhadores na Indústria do Cinema e do Audiovisual em Pernambuco, considera que ser julgado por um “igual”, ser premiado por ele é extremamente importante. “É de realizador para realizador, o que aumenta muito a visibilidade do trabalha, principalmente de quem está começando”, completa.

Cynthia afirma ainda que existe uma parceria muito forte do Governo do estado com o segmento audiovisual e isso é muito importante para consolidação de um processo produtivo mais inclusivo. “Acredito que o evento avançou muito nos últimos anos e como toda ação do Audiovisual da Secretaria de Cultura/Fundarpe, passa por avaliação do segmento organizado através de sua comissão setorial e das entidades representativas do setor, anualmente, sendo suas comissões, tanto a de seleção de curtas quanto a julgadora, formadas por pessoas da área e indicadas pelo coletivo”, explica.

O presidente da ABD/PE, Pedro Severien, relembra a importância de abrir um espaço para os novos realizadores. “O FestCine foi o primeiro festival que eu participei enquanto realizador, sendo essencial para me estimular a produzir e continua tendo esse caráter de estimular novos talentos e promover a manutenção da produção”, afirma.

Já o realizador Marcos Carvalho, que recentemente dirigiu o curta “Verde vento”, premiado do Festival de Cinema de Triunfo 2013 como Melhor curta-metragem dos sertões, garante que é mais uma janela para a promoção da produção pernambucana e, particularmente, do interior do estado, sendo uma grande oportunidade para levar o trabalho do interior para a capital. “Mesmo tendo festivais que acontecem no interior, não se tinha uma janela que promovesse o diálogo do interior com a capital e o FestCine preenche essa lacuna”, explica.

O Festcine mantém além das premiações oficiais, juris paralelos das entidades do segmento como da FEPEC, ABD-APECI e STIC, que também assinam o evento como entidades parceiras.

Confira o cronograma da convocatória para o 15º Festival de Curtas de Pernambuco:

15 de outubro – Publicação da Convocatória e dos Extratos do Regulamento do 15º FESTCINE nos Diários Oficiais do Estado de Pernambuco e do Município do Recife
16 a 18 de outubro – Prazo para impugnação da convocatória
18 de outubro – Julgamento das impugnações
21 de outubro – Publicação do resultado do julgamento das impugnações
20 a 30 de outubro – Inscrição dos filmes para as mostras competitivas
26 de outubro a 04 de novembro – Seleção – pela comissão – dos filmes que irão participar das mostras competitivas do Festival
Até 05 de novembro – Divulgação nos sites da Fundarpe e PCR dos filmes selecionados para participar das mostras competitivas
Até 16 de novembro – Entrega dos filmes selecionados para exibição no festival em formato digital (MOV H264 ou DVD)
Entre 01 e 08 de dezembro – Realização das mostras competitivas do 15º FESTCINE – Festival de Pernambuco (exibição dos filmes selecionados e escolha dos vencedores em cada categoria pela Comissão Julgadora para premiação).
Até 10 de dezembro – Prazo máximo para publicação no Diário Oficial dos filmes vencedores.
A partir de 10 de dezembro – Atualização de documentação e preparação de processos para pagamento das premiações aos filmes vencedores – conforme descrito nos artigos 3º e 4º do edital.

< voltar para home