Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Manifestações da cultura negra ocupam Torre Malakoff neste domingo

Afoxé Ylê de Egbá e o grupo de samba de coco do quilombo Chã dos Negros são atrações do projeto Pontos na Torre

Costa Neto
Inserido na programação comemorativa do mês da consciência negra, o projeto Pontos na Torre promove neste domingo (17), o encontro do Afoxé Ylê de Egbá, do Alto José do Pinho (Zona Norte de Recife) com o coco do Quilombo Chã dos Negros, de Passira, cidade do agreste pernambucano.

A reunião das duas manifestações negras, ambas frutos de uma resistência cultural nesse mês de novembro é por demais simbólica e só fortalece a afirmação de identidade desses povos. “É uma demanda dos próprios povos, que o Estado propicie um espaço concreto e simbólico para essas expressões”, diz Chiquinho de Assis, da Coordenadoria de Povos Tradicionais e Populações Rurais da Fundarpe e Secult.

E o encontro entre uma manifestação negra rural com uma urbana é ainda mais rica. “Os povos tradicionais são culturalmente diferenciados das manifestações urbanas. A ideia é realizar essa troca, fundir essas culturas para se aproximarem e dialogarem”, complementa Chiquinho.

Para Gorete Martins, articuladora do grupo de samba de coco do quilombo Chã dos Negros a oportunidade de conhecer outros povos e trocar experiências é fabulosa. “Tivemos uma experiência semelhante em Pesqueira durante o Festival Pernambuco Nação Cultural. Na Aldeia Cimbres nós dançamos o toré e eles dançaram o nosso coco, a energia foi muito boa”, lembra.

Para o encontro com o Afoxé Ylê de Egbá, o grupo pretende não só mostrar as suas tradições culturais, mas também criar um grupo de diálogo com troca de experiências de vida. “Estamos muito ansiosos para socializar, conhecer e ver a vivência dos outros Pontos de Cultura. Queremos levar nossa dança, nosso bordado e nossos doces e voltar cheios de ideias novas”, afirma Gorete.

O projeto

O Pontos na Torre leva para a Torre Malakoff grupos artísticos de comunidades tradicionais do estado e Pontos de Cultura da Região Metropolitana do Recife para ensaios abertos ao público. A ação é uma parceria entre a Coordenação do Programa Mais Cultura, com a Diretoria de Gestão de Equipamentos Culturais e a Coordenadoria de Povos Tradicionais e Populações Rurais da Fundarpe e Secult.

Serviço
Pontos na Torre
Afoxé Ylê de Egbá e Samba de coco do Quilombo Chã dos Negros
Data: Domingo (17/11), às 15h
Local: Torre Malakoff

< voltar para home