Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Marília Parente apresenta álbum autoral no palco do Teatro Arraial nesta quinta-feira (5)

Cantora e compositora da nova cena feminina brasileira interpreta “Meu Céu, Meu Chão e Seus Cacos de Vidro”, onde busca o encontro da musicalidade de Exu, sua cidade natal, com a MPB e o som internacional

Renê Porfírio/Divulgação

Renê Porfírio/Divulgação

Marília Parente apresenta repertório que une regional e universal no palco do Teatro Arraial

Um dos nomes da nova cena musical feminina nacional, a cantora e compositora Marília Parente sobe, nesta quinta-feira (5), às 20h, ao palco do Teatro Arraial Ariano Suassuna, equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe. O show marcará o lançamento de seu primeiro álbum autoral, “Meu Céu, Meu Chão e Seus Cacos de Vidro”. Quem comparecer ao espetáculo poderá conferir o repertório que a artista criou a partir de sua busca pelo encontro da musicalidade de Exu, cidade natal de Luiz Gonzaga e de parte de sua família, localizada no Sertão pernambucano, com clássicos da MPB e som internacional. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).

“As canções que escolhi para o disco fotografam a forma como vejo o momento que a gente está passando no país e desafiam os limites do que é sertão e do que é cidade. Busco o universal que há no regional e o universal nunca precisou tanto da espiritualidade, da verdade e da organicidade do regional. Essa é nossa esperança. Quero que minha geração volte a sonhar”, comenta Marília.

Nas composições, a cantora diz que apresenta um registro único do Exu de sua infância e do conterrâneo Luiz Gonzaga. Novenas, vaqueiros, aboios, rezadeiras do Cariri, influências de nomes como Elba Ramalho, Dominguinhos, Geraldo Azevedo e Marinês convivem em harmonia com a música oriental e referências como Bob Dylan, Black Sabbath, Beatles, Beach Boys.

Marília Parente se dedica ao trabalho autoral desde 2017, quando deixou o Coco Raízes do Capibaribe, com quem chegou a se apresentar em festivais locais e gravar um EP de proposta experimental. O projeto atual conta com produção de D’Mingus e Juvenil Silva (que também é guitarra e segunda voz), além das guitarras de Regis Damasceno (Cidadão Instigado) e das violas do Feiticeiro Julião. Gil R assume a bateria e Diego Gonzaga toca o baixo.

SERVIÇO
Marília Parente lança o álbum “Meu Céu, Meu Chão e Seus Cacos de Vidro”.
Quinta-feira, 5 de setembro, às 20h
Teatro Arraial Ariano Suassuna (Rua da Aurora, 457, Boa Vista – Recife/PE)
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

< voltar para home