Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Mudança de gestão no Museu de Arte Sacra de Pernambuco, em Olinda

Maspe passa a ser gerido pelo beneditino Dom Bernardo Alves, que tomou posse nesta terça-feira (1)

Val Lima/Secult-PE

O Museu de Arte Sacra de Pernambuco (Maspe), equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe, em parceria com a Arquidiocese de Olinda e Recife, está sob nova gestão. Em cerimônia fechada com presença do presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, e do arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, tomou posse o beneditino Dom Bernardo Alves, que substituirá o Frei Rinaldo Pereira dos Santos, desde 2015 no comando do espaço.

Dom Bernardo foi abade do Mosteiro de São Bento, em Olinda, e é pároco de Nossa Senhora de Belém, na Encruzilhada. Agora, assume a gestão das peças que compõem o acervo do museu inaugurado no dia 11 de abril de 1977, instalado numa das primeiras edificações da Vila de Olinda, a antiga Casa da Câmara, fundada por Duarte Coelho em 1537. Em 1676, quando Olinda foi elevada ao status de cidade, o edifício serviu como Palácio Episcopal para seu primeiro Bispo, Dom Estevão Brioso de Figueiredo. “O museu deve ser um espaço de pesquisa, preservação e de comunicação do patrimônio cultural sacro-cristão em todas as suas dimensões”, afirmou o novo gestor.

“A parceria da Fundarpe com a Arquidiocese sempre foi muito positiva. Dom Bernardo é um homem da cultura, com essa vivência, e certamente vai continuar o trabalho muito bem feito pelo Frei Rinaldo. O importante, acima de tudo, é agregar servidores e trazer a população para visitar este rico acervo que temos no Maspe”, declarou Marcelo Canuto.

< voltar para home