Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Museu do Estado inaugura exposição “Antropocenas”, com obras de três artistas

Isabela Cribari, Thina Cunha e Sílvio Zancheti assinam as peças da mostra coletiva, que conta com curadoria de Filipe Campello

Divulgação

Divulgação

Antropocenas segue em cartaz até o dia 20 de dezembro, no Museu do Estado de Pernambuco

A partir desta sexta-feira (20), está aberta à visitação a mais nova exposição do Museu do Estado de Pernambuco (Mepe), equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe. “Antropocenas” reúne obras de Isabela Cribari, Thina Cunha e Sílvio Zancheti, com curadoria do filósofo Filipe Campello. A mostra segue até 20 de dezembro, com visitação de terça-feira a sexta-feira, das 11h às 17, e sábados e domingos das 18h às 21h. Ingressos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia), com entradas gratuitas às quartas-feiras.

No texto curatorial, Filipe Campello destaca que o sentido da exposição se reflete no nome escolhido. “O título da exposição remete ao conceito de antropoceno, utilizado por alguns teóricos para descrever a era mais recente do planeta terra: um ponto minúsculo na vastidão geológica, que tanto pode ter se iniciado com o surgimento do homo sapiens, como também pode ser situado a partir da revolução industrial – quando nós, humanos, passamos a mistificar e direcionar um sentido de progresso em rota de colisão com a sobrevivência em nosso planeta”, detalha o curador.

Isabela Cribari se inspira em Clarice Lispector, que completaria 100 anos em 2020, para produzir as fotos do trabalho “Claríssima Escuridão”. Já “Dois Mundos – Um Mundo”, de Silvio Zancheti, reúne obras plásticas sobre uma imersão de 40 dias de convivência com o povo Kamayurá, no Xingu. Thina Cunha, por sua vez, traz a pós-modernidade em “Nuvem”, expondo a conexão da vida em torno das redes sociais digitais.

“Subjetividade e traduções, matéria e espaço, luz e sombra são pares compartilhados de maneiras diferentes pelas três cenas aqui reunidas, deslocando os modos de nos compreendermos como sujeitos, como comunicamos nossa intimidade e nas possibilidades de transcendermos nós mesmos e nossas visões de mundo”, completa Campello.

Serviço
Exposição “Antropocenas”
Museu do Estado de Pernambuco (Av. Rui Barbosa, 960 – Graças – Recife)
Com Isabela Cribari, Thina Cunha e Sílvio Zancheti
Curador: Filipe Campello
20 de novembro a 20 de dezembro de 2020
Terça-feira a sexta-feira, das das 11h às 17h, e sábados e domingos, das 14 às 17h
R$ 10,00 (inteira), R$ 5,00 (meia) gratuita às quartas-feiras

< voltar para home