Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Patrimônios Vivos são destaque de exposições fotográficas que serão inauguradas hoje

"Pernambuco Vivo" e "Nação Leão Coroado 150 anos" retratam vida e cotidiano de artistas e agremiações intimamente ligadas à cultura do estado

Heudes Régis

Heudes Régis

Mestre Galo Preto, Patrimônio Vivo de Pernambuco

A contribuição incontestável de homens e mulheres para manter viva e pulsante a cultura tradicional do nosso estado deu origem ao título Patrimônio Vivo de Pernambuco, que é concedido anualmente pelo Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Cultura e Fundarpe. Desde 2005, 33 artistas e agremiações foram agraciados, como reconhecimento à sua trajetória comprometida com os saberes e conhecimentos populares, perpetuados gerações a fio. Esses verdadeiros guerreiros da cultura pernambucana são os personagens principais de duas exposições fotográficas que abrem suas portas, nesta segunda (25/11), na Torre Malakoff (Bairro do Recife).

“Pernambuco Vivo” é uma parceria do Governo do Estado com o Jornal do Commercio e retrata os patrimônios vivos em momentos do seu cotidiano. E entre eles, está o Maracatu Leão Coroado, que ganha a exposição fotográfica “Nação Leão Coroado 150 anos”, também uma realização da Secult-PE, e que marca a comemoração ao sesquicentenário da agremiação recifense.

A exposição “Pernambuco Vivo” é fruto na série de reportagens publicada, em dois cadernos especiais, pelo Jornal do Commercio, no mês de outubro. A exposição é composta por 39 imagens do cotidiano e da vida desses personagens tão ricos à cultura e que trazem em si grande parte do conhecimento que constrói o imenso mosaico que é o nosso estado. Eles foram retratados pelos fotógrafos Heudes Regis, Ricardo Labastier e Priscila Buhr, em momentos de descontração, onde o que salta aos olhos é o ser humano. As fotografias também fazem parte do acervo do JC Imagem.

Na mostra, que segue até o dia 5 de janeiro, o público perceberá que a história de cada personagem se confunde com a sua arte: maracatu, caboclinho, frevo, forró, samba, afoxés, cerâmica, madeira, literatura ou cinema. Os cenários para retratá-los foram suas próprias casas, onde residem as pessoas e coexistem os artistas, responsáveis por parte significativa da história da cultura pernambucana. O cotidiano é quem adorna seus gestos, sorrisos e dá origem a biografias intimamente ligadas com o saber e o fazer que se colocaram a serviço da cultura de Pernambuco desde sempre.

Nação Leão Coroado 150 anos

Os Estandartes, suas bonecas (calungas), toadas e ritmos estão presentes na mística do Leão Coroado, que, em homenagem ao seu sesquicentenário, ganha a exposição fotográfica “Nação Leão Coroado 150 anos”. A agremiação é Patrimônio Vivo de Pernambuco desde 2005, ano da instituição do título no estado. Surgido no Recife, em 1863, o Leão Coroado é um dos maiores defensores da tradição de matriz africana em nosso país. O maracatu, hoje conduzido pelas mãos do mestre Afonso, preserva a história e modos da sua comunidade.

A mostra é realizada pelo Governo de Pernambuco, em parceria com o Instituto Cooperação Econômica Internacional – ICEI Brasil, e tem a curadoria de Lia Miceli Lopez Lecube. As 46 imagens ficarão instaladas nas salas Diálogos e Alcir Lacerda até o dia 2 de fevereiro de 2014 (Dia de Iemanjá). Seis fotógrafos pernambucanos desvelaram as várias nuances do Leão Coroado. São eles: Costa Neto, Diego Di Niglio, Guga Soares, Ivan Alecrim, Mateus Sá e Roberto Rômulo. A festa e a celebração da ancestralidade negra, símbolos, cores e fantasias ganham destaque, assim como o retrato das pessoas comuns que dão vida à historia do maracatu, em seus traços mais humanos. A feitura dos instrumentos como a alfaia e a sua presença marcante na musicalidade dos cortejos também é retratada, além de importantes celebrações, como A Noite dos Tambores Silenciosos de Olinda, e imagens do Terreiro de Águas Compridas.

Serviço

Exposição “Pernambuco Vivo”
De 26 de novembro de 2013 a 5 de janeiro de 2014
Torre Malakoff (Praça do Arsenal da Marinha, s/n. Bairro do Recife)
Abertura para convidados: 25 de novembro às 18h30.

Exposição “Nação Leão Coroado 150 anos”
De 25 de novembro de 2013 e a 2 de fevereiro de 2014
Torre Malakoff (Praça do Arsenal da Marinha, s/n. Bairro do Recife)

< voltar para home