Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Quarteto Opus 4 apresenta-se no Museu do Trem

A apresentação será no próximo domingo (2), às 11h. Os ingressos custam R$2 (inteira) e R$ 1 (meia-entrada), com renda revertida para o Lar Fabiano de Cristo

Divulgação

Divulgação

O Quarteto é formado por músicos da UFPE

O penúltimo concerto do projeto Relicários: Memórias do Som – série de 16 recitais de música clássica iniciado em junho – acontecerá no próximo domingo (2), na Estação Central Capiba – Museu do Trem, que receberá o quarteto Opus 4. A iniciativa, que conta com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, por meio dos recursos do Funcultura, começa às 11h, e os ingressos custam R$2 (inteira) e R$1 (meia-entrada), com renda revertida para o Lar Fabiano de Cristo.

O quarteto masculino Opus 4 iniciou suas atividades musicais na Semana da Música da UFPE, em 2015. É vinculado ao Departamento de Música da UFPE e tem se apresentado em vários concertos em igrejas e auditórios do Recife. Seu repertório é predominantemente cantado a capella e ‘navega’ por diversos gêneros musicas tanto da música popular quanto da música erudita. Seus participantes têm uma vasta experiência como cantores solistas e também coralistas dos grupos corais do Departamento de Música da UFPE, dirigidos pelo professor Flávio Medeiros. Confira um pouco da apresentação do grupo:

Relicários: memórias do som - A ideia da série de concertos é apresentar um conceito de “museu vivo do som”. Da mesma forma que um relicário guarda objetos sagrados, a partitura preserva em si a música de diversas épocas e estilos. Durante os concertos, os músicos dão vida ao som guardado nessas partituras escritas no passado.

“Se por um lado nosso projeto apresenta a tradição da música clássica revelando a genialidade de compositores como Bach, Vivaldi ou Verdi ou os brasileiros Carlos Gomes, José Maurício Nunes Garcia, Guerra-Peixe, entre outros, ao mesmo tempo propõe a ideia de renovação pela possibilidade de transgressão na liberdade de novas experiências interpretativas”, explica a cravista Maria Aída Barroso, idealizadora e coordenadora do projeto. “A criação de espaços e séries musicais que permitem o acesso gratuito da população a esta arte é fundamental para o aprimoramento do ser humano. A música é muito mais que um breve entretenimento, se revelando um estímulo à sensibilidade. Propomos esta série de concertos por acreditar profundamente nesse pensamento e na necessidade da divulgação desta arte se ampliar e chegar de forma mais intensa e eficaz ao público pernambucano”, completa.

Os concertos têm duração de uma hora e apresentarão peças para diferentes formações instrumentais, abrangendo as diversas famílias de instrumentos: cordas friccionadas, cordas percutidas, cordas pinçadas, sopros (madeiras e metais), voz, teclas e percussão. Todos os grupos e músicos foram selecionados por sua reconhecida atuação no meio cultural brasileiro, em trabalhos de performance, pesquisa interpretativa e/ou musicológica, sendo a maioria dos artistas professores, alunos e ex-alunos do Departamento de Música da UFPE.

Serviço
Apresentação do Quarteto Opus 4
Quando: 2/12 (domingo), às 11h
Onde: Estação Central Capiba – Museu do Trem (R. Floriano Peixoto, s/n – São José, Recife – PE)
Quanto: R$ 2 (inteira) e R$ 1 (meia-entrada) – O valor arrecadado será doado ao Lar Fabiano de Cristo

< voltar para home