Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Secretaria de Cultura recebe palestra sobre rede de ouvidorias do estado

Gerente da Ouvidoria do Estado de Pernambuco abordou questões relativas ao controle interno, controle social e a Lei de Acesso à Informação.

O papel das ouvidorias em órgãos públicos foi abordado, na manhã desta terça-feira (7), em palestra realizada no Teatro Arraial, no Recife. A palestra foi realizada pela gerente da Ouvidoria do Estado de Pernambuco, Karla Júlia Marcelino, contando com a participação de gestores e funcionários da Secult-PE e FUNDARPE. Na ocasião, foram apresentados o funcionamento e os resultados obtidos pela Ouvidoria de Pernambuco, ao longo dos seus oito anos de atuação.

Na palestra, a gerente mostrou exemplos sobre controle interno, controle social e a Lei de Acesso à Informação (LAI) no Governo de Pernambuco e apresentou ações como publicação de boletins e revistas eletrônicas, que visam à qualificação do processo informativo na gestão pública. Karla Júlia também enfatizou a importância do olhar humano do Setor de Ouvidoria em suas atribuições, incluindo a resolução de questões no atendimento dos cidadãos e dos próprios servidores públicos. Foram apresentados casos que podem ser resolvidos internamente como os que requerem maior aprofundamento e o poder de fiscalização desempenhado pelo Ministério Público do Trabalho, parceiro da Ouvidoria de Pernambuco.

Gestores e funcionários da Secult-PE e Fundarpe ao final da palestra da gerente de ouvidoria do Estado, Karla Júlia.

De acordo com Karla Júlia, diversas circunstâncias de assédio moral, levadas à Ouvidoria do Estado através de denúncias anônimas, servem para que funcionários e gestores revejam a participação, o comprometimento e as responsabilidades durante a jornada de trabalho. “O objetivo do ciclo desta palestra, que até o momento já percorreu 20 órgãos públicos de Pernambuco, é disseminar a cultura da gestão do Estado e a importância do controle interno desempenhado pela administração pública em diferentes áreas”, explicou.

Entre outros pontos, as consequências da prática do assédio moral também foram abordadas. Segundo Karla Júlia, em alguns casos o funcionário que é vítima dessa situação aceita passar pelo constrangimento por acreditar que não possui a alternativa de sair daquele setor, empresa ou órgão. Esse tipo de comportamento termina acarretando graves consequências à saúde da vítima, como transtornos psicológicos que alteram o seu humor e sua forma de interagir com os demais integrantes da equipe de trabalho. No entanto, a gerente informa que o anonimato é mantido pela ouvidoria e que os servidores devem fazer as denúncias. A ouvidora também estimulou os servidores a praticarem mais o elogio aos seus colegas de trabalho como forma de reconhecimento.

Secult-PE / Fundarpe

Ouvidor da Fundarpe, Brivaldo Carneiro, e a gerente da Ouvidoria do Estado, Karla Júlia.

Para Patrícia Lessa, chefe de gabinete da Secult-PE, a palestra realizada e outras atividades que serão executadas pela ouvidoria do próprio órgão público, objetivam melhorar o nível de qualificação em relacionamentos, além da produção e da rotina de trabalho dos funcionários e gestores. “A importância dessa atividade é mostrar o trabalho já existente em nossa ouvidoria, de uma forma que possa ser exercida com mais integração, através da visibilidade dessas atividades enquanto uma ferramenta de uso mais abrangente”, ressaltou.

A Ouvidoria da Fundarpe e Secult-PE funcion,a de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, na sede localizada na Rua da Aurora, 463/469, Boa Vista, Recife. O ouvidor responsável é Brivaldo Carneiro Campelo Filho, que atende pelo e-mail brivaldo.campelo@fundarpe.pe.gov.br e pelo telefone (81) 3184-3125.

A Ouvidoria do Estado vem sendo exercida pela Secretaria da Controladoria Geral de Pernambuco, mantendo o site www.ouvidoria.pe.gov.br como espaço para a realização de denúncias, além de outras informações relativas a assédio moral e outros temas de interesse dos servidores públicos. A sede da ouvidoria está localizada na Rua Santo Elias, nº 535, 1º andar, bairro de Espinheiro, no Recife.

< voltar para home