Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Espaços culturais

Sucessos de crítica e público marcam programação do Cinema São Luiz

"Tatuagem" é o carro-chefe da sala de exibição neste início de ano. Mais três filmes também estão em cartaz

Flávio Gusmão

Tatuagem

Imagem do filme “Tatuagem”

O ano de 2013 marcou o cinema pernambucano como um dos momentos mais ricos da sua história. Uma safra de excelentes filmes nos rendeu premiações importantes Brasil e mundo afora. E um dos destaques desta recente produção cinematográfica é o longa “Tatuagem”, de Hilton Lacerda, que está na programação do São Luiz desde o dia 3 de janeiro deste ano, conquistando um imenso público que vem lotando as sessões, de lá pra cá. O filme continua em cartaz na sala de exibição, que conta com mais três produções e cartaz: “A coleção invisível”, “Capitão Phillips” e “Um time show de bola”.

Com uma trajetória de poucos meses, mas já tendo arrebatado quatro kikitos no Festival de Gramado e cinco troféus no Festival do Rio – entre outros prêmios nacionais – “Tatuagem” conta a história da companhia artística Chão de Estrelas, um grupo de artistas que provoca o poder e a moral estabelecida com seus espetáculos e interferências públicas, em um teatro/cabaré localizado na periferia. Liderada por Clécio Wanderley (Irandhir Santos), a trupe se alia a intelectuais e artistas, além de seu tradicional público de homossexuais, para manifestações de resistência política a partir do deboche e da anarquia. No entanto, a vida de Clécio muda ao conhecer Fininha (Jesuíta Barbosa), apelido do soldado Arlindo Araújo, 18 anos: um garoto do interior que presta serviço militar na capital. É esse encontro que estabelece a transformação do filme para os dois universos.

Segue também em cartaz no São Luiz “Capitão Phillips”, com Tom Hanks no papel principal, o comandante naval Richard Phillips. Experiente, ele aceita trabalhar com uma nova equipe na missão de entregar mercadorias e alimentos para o povo da Somália. Ao tentar chegar ao continente africano, o cargueiro é atacado por dois barcos, com oito somalis armados, exigindo todo o dinheiro a bordo. Uma estratégia inicial faz com que os agressores recuem, apenas para retornar no dia seguinte. Embora Phillips utilize todos os procedimentos possíveis para dispersar os inimigos, eles conseguem subir à bordo, ameaçando a vida de todos. Quando pensa ter conseguido negociar com os piratas, o comandante é levado como refém em um pequeno bote. Começa uma longa e tensa negociação entre os sequestradores e os serviços especiais americanos, para tentar salvar o capitão antes que seja tarde.

O nacional “A coleção invisível” continua sendo exibido no São Luiz. No elenco, Vladimir Brichta, Clarisse Abujamra, Ludmila Rosa, Conceição Senna e Walmor Chagas (in memorian). A família de Beto é dona de uma tradicional loja de antiguidades em que está passando por uma crise financeira. Para tentar solucionar este problema, ele se lança numa viagem até a cidade de Itajuípe, interior da Bahia, atrás de uma coleção raríssima de gravuras que foi adquirida há 30 anos por um antigo cliente, o colecionador Samir. Entretanto, logo ao chegar, Beto enfrenta uma forte resistência da esposa dele e de sua filha Saada.

Para a criançada, a opção é a animação “Um time show de bola”, dirigida por Juan José Campanella. O garoto Amadeo é aficcionado por totó e construu seus próprios jogadores e, com eles, ensaia as mais diversas jogadas. Um dia ele é desafiado por Ezequiel, um arrogante garoto que vive se gabando por ser um exímio jogador de futebol de verdade. Mas a partida épica de totó entre os dois não foi vencida por ele. Anos mais tarde, ele retorna rico e com seu dinheiro quer transformar a cidade natal em um espécie de parque temático. Agora, para salvar a cidade, Amadeo terá que aceitar o desafio proposto pelo vilão: enfrentá-lo numa partida de futebol de verdade. É quando algo mágico acontece e os bonecos da mesa de jogo ganham vida para ajudar o seu companheiro de grandes jogadas.

Confira os dias e horários das sessões do Cinema São Luiz:

“Tatuagem”
Sexta (24/1), sábado (25/1), domingo (26/1), terça (28/1), quarta (29/1) e quinta (30/1): 19h45
Classificação etária: 16 anos

“Capitão Phillips”
Sexta (24/1), sábado (25/1), domingo (26/1), terça (28/1), quarta (29/1) e quinta (30/1): 15h30
Classificação etária: 14 anos

“A coleção invisível”
Sexta (24/1), sábado (25/1), domingo (26/1), terça (28/1), quarta (29/1) e quinta (30/1): 18h
Classificação etária: 14 anos

“Um time show de bola”
Sexta (24/1), sábado (25/1), terça (28/1), quarta (29/1) e quinta (30/1): 13h30
Domingo (26/1): 10h e 13h30
Classificação etária: livre

Serviço
Cinema São Luiz
Rua da Aurora, 175, Boa Vista – Recife
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia entrada)

< voltar para home