Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival de Inverno

Esplanada Guadalajara virou roda de samba por uma noite

Fundo de Quintal, Péricles, Karynna Spinelli, Gerlane Lops e Karla Rafaella comandaram a noite

Por Cecília Almeida

Fundo de Quintal na Guadalajara (Foto: Edmar Melo/ Secult-PE)

Fundo de Quintal na Guadalajara (Foto: Edmar Melo/ Secult-PE)

O samba foi o grande homenageado da noite desta quarta-feira (19/7) no Palco Guadalajara do 22º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). Entre atrações pernambucanas e nacionais, o público vibrou e dançou junto com todas as atrações que passaram pelo palco, mostrando que tem muito samba no pé. O ex-Exaltasamba Péricles foi o grande destaque da noite, que também teve participações do grupo Fundo de Quintal e da sambista Karynna Spinelli.

Quem abriu a noite foi a cantora garanhuense Karla Rafaella. Seu repertório é diversificado e faz versões de diversos artistas da música popular brasileira, como Rita Lee e Titãs. Em seguida, a cantora e compositora Gerlane Lops subiu ao palco, abrindo seu show com o “Samba do grande amor”, de Chico Buarque, e colocando toda a Guadalajara para sambar. Gerlane cantou canções próprias e versões de músicas de grandes sambistas brasileiros.

A sambista pernambucana Karynna Spinelli fez seu show em seguida, com a promessa de boas energias. “Para cantar samba não basta uma boa voz e um bom arranjo, tem que ter muito axé”, definiu. Karynna ainda conversou sobre o Clube do Samba, projeto de quase três anos que já recebeu mais de 80 artistas locais e nacionais. “É uma mulher presidindo o maior movimento de samba de rua. E com sotaque pernambucano”, disse, com orgulho, apontando para a necessidade de mostrar o samba feito no Estado em âmbito nacional.

Em sua apresentação, Karynna fez homenagens a Luiz Gonzaga e Clara Nunes, além de cantar suas próprias canções. “Foi o melhor show. Ela é minha cantora, minha rainha”, declarou a recifense Patrícia Britto, que veio até Garanhuns acompanhando a compositora como representante de seu fã-clube. Além de Karynna, Patrícia estava bastante ansiosa para assistir ao show de Péricles, que levou a plateia ao delírio durante sua apresentação.

Sobre o show de Péricles, Patrícia diz: “Sou fã dele. Ele é maravilhoso. Adorei quando ele deu a reboladinha”, se referindo ao momento em que o cantor dançou enquanto cantava a canção “É no pagode”. Além desse, Péricles cantou diversos sucessos de sua época como vocalista do Exaltasamba, como “Aceita paixão”, “Minha razão” e “Anjo meu”. O coro do público respondeu em quase todos os momentos, acompanhando e vibrando com a apresentação. “O show foi ótimo, muito bom. Atendeu a todas as expectativas”, disse o estudante Alisson Gildo, que veio do município de Saloá (PE) só para curtir o show do ídolo no FIG.

A última banda a subir ao palco foi Fundo de Quintal, que apresentou ao público de Garanhuns seu novo integrante, Délcio Luiz. “Amamos vir para Pernambuco. É um Estado que recebe bem o samba. É até engraçado vir tocar num festival de inverno e ter um público tão caloroso”, elogiou o sambista, que prometeu esquentar o público com os grandes clássicos da banda.

A promessa foi cumprida: quando subiu ao palco, o grupo trouxe alguns de seus maiores sucessos, como “O show tem que continuar” e “Amizade”. O samba seguiu madrugada adentro e o público, fiel, marcou presença. O grupo ainda agradeceu pela oportunidade de tocar pela segunda vez no Festival, que consideram ser “a maior festa do Brasil”.

Esta sexta-feira (19/7) na Guadalajara terá um clima diferente, com maior ênfase no rock, mas também passando pelo brega. Erasmo Carlos será a grande atração da noite, que também terá participações de Reginaldo Rossi, Ortinho, Volver e Banda Flash.

Público da Guadalajara na noite de quarta, 18/7 (Foto: Edmar Melo/Secult-PE)

Público da Guadalajara na noite de quarta, 18/7 (Foto: Edmar Melo/Secult-PE)

< voltar para home