Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival de Inverno

Fafá de Belém visita escola em Garanhuns

A cantora bateu um papo animado com os alunos sobre música. Quinteto Violado, Joanna, Silvério Pessoa e Tiê também participarão da ação, que é uma parceria entre as secretarias estaduais de Cultura e de Educação

Jorge Farias/Secult-PE

por Leonardo Vila Nova

Os alunos da Escola de Referência do Ensino Médio (EREM) Dom João da Mata Amaral, no bairro da Boa Vista, em Garanhuns, tiveram uma tarde diferente e, sem dúvida, inesquecível, nesta última sexta (17). A unidade de ensino recebeu a visita de uma das artistas da programação do 25º Festival de Inverno de Garanhuns: a cantora Fafá de Belém. Emoção, euforia e muitos sorrisos estavam estampados nos rostos das crianças e jovens que puderam ver de perto e, ainda mais, ouvir a experiência de vida da cantora, num momento bem descontraído.

A ação é uma novidade no FIG deste ano: ao longo dos próximos dias, artistas que fazem parte da grade de música do festival irão ao encontro dos jovens garanhuenses para um bate-papo sobre processo criativo, cultura, inclusão e cidadania. A iniciativa firma uma parceria entre as secretarias estaduais de Cultura e Educação, com o intuito de proporcionar aos alunos uma formação cidadã, que pode ser mediada através de momentos que vão muito além da grade curricular habitual. “Esse momento aqui só vem a fortalecer essa interação tão importante entre Cultura e Educação. E também reafirmar esse entendimento de que a formação do aluno não se dá apenas na escola. Ela precisa ser responsabilidade de toda a sociedade. E é nesse sentido que os artistas vêm contribuir: na criação de uma nova escola, que consiga formar um estudante que pensa, interage, desafia e que, principalmente, muda a realidade deste país. É esta escola que estamos tentando construir e esse momento, com certeza, tem um papel fundamental nisso“, pontuou a presidente da Fundarpe, Márcia Souto, que estava presente à ocasião.

Jorge Farias/Secult-PE

Jorge Farias/Secult-PE

Fafá também recebeu várias homenagens dos alunos

Bastante animada, como de costume, Fafá de Belém conversou com os alunos sobre sua experiência na música, dando dicas importantes e compartilhando conhecimentos de vida com os jovens. “Isso aqui é espetacular! Acho que é importante agregar isso ao festival. Não é apenas chegar aqui, cantar e ir embora. Quem sempre fez e faz esse festival aqui são os pais, os tios, os parentes dessas crianças, e, futuramente, elas… e são a essas pessoas que devemos tamanha grandiosidade. Então, nada mais justo do que devolver essa importância pra elas. Descer um pouco do palco, ‘descer do salto’ e olhar diretamente nos olhos deles é muito bom, viu?“, celebrou a cantora. A homenageada do 25º FIG, a escritora Luzilá Gonçalves, também esteve presente e enalteceu o momento. “É muito importante termos uma artista como Fafá de Belém, que é uma referência de integridade, simpatia e alegria para todos nós. Isso é uma provocação para o futuro, essas crianças conhecerem alguém como Fafá, que é um modelo de ser humano a ser seguido“, disse.

E não ficou só por aí. Desta vez, Fafá não foi a artista, e sim a plateia. Ela assistiu a apresentações especiais de dança e música feitas pelos próprios alunos para recebê-la. Muitos desses jovens têm o sonho de ser artista e a presença de alguém como Fafá é um estímulo a mais para mostrar a cada um deles que é possível alcançar esses objetivos. As alunas Raiane Cavalcanti, 17, e Nayara Siqueira, 16, ficaram animadas com a presença de Fafá. “Eu achei muito interessante esse momento de hoje. Principalmente porque pudemos apresentar a ela nosso projeto de música e de dança, feito pelos alunos daqui da escola. E ela trouxe algumas informações boas, falando sobre a música do Norte e do Nordeste. E foi importante pra gente ouvir isso“, contou Raiane. “Ela também proporcionou pra gente conhecer um pouco da cultura dela, e isso é legal, porque nós, garanhuenses, gostamos de conhecer coisas novas. O festival traz pra gente muitas coisas boas e diferentes. Essa aqui é uma delas, que traz a possibilidade de conhecermos a parte bonita do mundo, que se chama cultura, arte“, completou Nayara.

Jorge Farias/Secult-PE

Jorge Farias/Secult-PE

Antes de se despedir, Fafá dançou forró

Para encerrar a passagem de Fafá pela escola, nada melhor do que um forrozinho bom pra esquentar. Animada que só ela, a cantora puxou vários alunos pra dança, fazendo a alegria dos meninos. Logo depois, ela se despediu e, com certeza, deixou algo muito importante para aqueles que a viram hoje: não a cantora Fafá de Belém, mas a cidadã Fafá de Belém, que, no seu papel de artista aclamada pelo Brasil, proporcionou muito além de emoção e entusiasmo, e sim acionou em cada uma dessas crianças a consciência de sua importância no processo de construção de uma sociedade mais atenta aos seus valores essenciais.

Confira as datas de visitas dos artistas às escolas:

Terça-feira, 21/7
16h – Joanna

Quarta-feira, 22/7
16h – Quinteto Violado

Quinta-feira, 23/7
16h – Silvério Pessoa

Sexta-feira, 24/7
10h – Silvério Pessoa
16h – Tiê

< voltar para home