Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival de Inverno

FIG é “a joia de Pernambuco”, declara Alcione

Cantora encerro o sábado de shows (14/7) na Guadalajara. Roberta Miranda completou a noite de romantismo.

Por Raquel Holanda

A rainha do samba, Alcione, foi a atração que encerrou a noite no Palco Guadalajara

A rainha do samba, Alcione, foi a atração que encerrou a noite no Palco Guadalajara

A noite no Palco Guadalajara foi de grandes emoções para o público e artistas que estiveram no Festival de Inverno de Garanhuns. Os shows começaram às 21 horas e contaram com Hercinho, Orquestra Popular da Bomba do Hemetério, Academia da Berlinda, Roberta Miranda e Alcione.

Alcione fechou a noite de shows e disse estar feliz em participar pela segunda vez do FIG. “Este festival é a joia de Pernambuco, quem passa por aqui tem que voltar e espero que o público que me assistiu tenha sido maior que na última vez que estive aqui”, contou Alcione ao se referir a seu último show no FIG, que reuniu cerca de oitenta mil pessoas.

Maestro Forró a frente da Orquestra Popular da Bomba do Hemetério (Foto: Beto Figueiroa/Secult PE)

Maestro Forró a frente da Orquestra Popular da Bomba do Hemetério (Foto: Beto Figueiroa/Secult PE)

Seguindo as homenagens a Luiz Gonzaga, os músicos da Orquestra Popular da Bomba do Hemetério mostraram ao público do FIG que também é possível fazer forró e música regional a partir de instrumentos de assopro. “Há oito anos fazemos show com o projeto ‘Fole e Assopro’ e nada mais justo do que tocar músicas de Luiz Gonzaga para demonstrar nossa admiração por esse grande músico que sintetiza a diversidade do povo nordestino”, disse Maestro Forró ao comentar sobre a versatilidade do trabalho do Rei do Baião.

Alexandre Urêa da Academia da Berlinda (Foto: Beto Figueiroa/Secult PE)

Alexandre Urêa da Academia da Berlinda (Foto: Beto Figueiroa/Secult PE)

A cultura pernambucana ainda foi representada no palco com a Academia da Berlinda que cantou sucessos como “Ivete” e “Fui humilhado”. De acordo com Tiné, vocalista, a cada show, a Academia pretende apenas continuar a fazer a festa para o público que segue os músicos desde 2004, quando os artistas se apresentavam apenas em festas em quintais de Olinda.

O show de Roberta Miranda foi o momento mais romântico da noite. “Há 26 anos apaixonada por vocês”, essa foi a frase de boas-vindas da cantora para o público que gritava durante sua primeira música “Asa Branca”. Roberta Miranda fez um show repleto de grandes sucessos e como ela mesma diz “canto o amor e estou feliz por estar aqui, pois é a admiração do público quem faz o artista”, contou. A artista ainda parabenizou o festival por tornar possível a sua apresentação. “Meu show é uma grande comunhão de amor, o fato de o festival primar pela acessibilidade é algo que deve seguir de exemplo, pois todos devemos poder cantar o amor”, finalizou.

Roberta Miranda foi a penúltima atração da noite deste sábado (14/7) (Foto: Beto Figueiroa/Secult PE)

Roberta Miranda foi a penúltima atração da noite deste sábado (14/7) (Foto: Beto Figueiroa/Secult PE)

< voltar para home