Portal Cultura PE

Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival de Inverno

Polo Som na Rural aproxima artistas do público no FIG 2018

Elimar Caranguejo

Elimar Caranguejo

O polo contará com 19 atrações de diferentes segmentos.

Por Camila Estephania

Cada vez mais consolidado no Festival de Inverno de Garanhuns, o Som na Rural, polo montado Parque Euclides Dourado, tem levado uma proposta bem particular para a programação desde 2016. Apesar de ser conhecido pelos grandes espetáculos gratuitos, o evento também passou a proporcionar a experiência de shows mais intimistas através do polo, cujo palco no chão promove o contato “olho no olho” entre os artistas e a plateia.

Divulgação

Divulgação

Rappers paulistas se apresentam na primeira noite do polo, a sexta (20)

Não é à toa que a noite de abertura na sexta-feira do dia 20 de julho contará com apresentações de Seresteiros de Olinda, Daniel Bento, Livia Mattos e será coroada pelo grupo paulista Tour Hip Hop Mulher 10 anos.  A participação das rappers, já no primeiro dia da Rural, prenuncia o resgate da música e dança como meio de ocupar a rua, que ainda hoje é o cenário mais explorado também pela cultura popular.

Costa Neto

Costa Neto

Isaar irá encerrar o polo no sábado do dia 28 de julho.

Eu acredito que toda essa brincadeira que a gente cultua hoje foi criada nesse formato de uma troca mais presente e, para mim, é mais divertido. Artisticamente, acho que essa proposta tem tudo a ver comigo, porque proporciona essa volta das brincadeiras populares que nos deram tantos mestres. Ao mesmo tempo que brinco, sei que estou colaborando com a história do fazer musical pernambucano”, observou a cantora Isaar, que encerrará o polo no sábado (28).

A recifense, que teve sua carreira iniciada como integrante do Maracatu Piaba de Ouro em 1995, recapitulará a sua carreira na ocasião, incluindo no repertório as canções mais queridas do seu público. Já a caruaruense Gabi da Pele Preta aproveitará a sua apresentação na quarta-feira (25) para mostrar seu lado mais visceral.

Esse show dialoga muito com a minha militância, porque sou feminista, mulher, negra e periférica, por ser do interior. Esse trabalho leva temas muito urgentes que as pessoas ainda precisam ouvir. Acho que esse polo só fortalece isso, porque vai ser uma oportunidade das pessoas me verem mais de perto da proposta política do artista do da do entretenimento”, observou Gabi que, apesar de ter ficado conhecida cantando sambas, agora apresenta uma sonoridade mais urbana, em que soma guitarras e tambores.

Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Gilú Amaral fará o show de estreia do seu disco solo “Peji”.

Outro nome que acredita que o Som na Rural favorece o repasse da mensagem do artista é o compositor Tiné. Também conhecido como integrante da Orquestra Contemporânea de Olinda e da Academia da Berlinda, o músico levará o show do seu segundo disco solo, intitulado “Equilibrista”, no domingo (22). “É um show de música pop, dançante, mas ao mesmo tempo tem uma mensagem importante, que é a busca pelo equilíbrio para viver em sociedade, pelo equilíbrio das múltiplas atividades do artista e pelo equilíbrio no amor. E é o lugar ideal porque é dentro de um festival onde a galera está mais aberta para ouvir música nova, já que são várias bandas tocando”, comenta ele.

Juvenil Silva

Juvenil Silva

O olindense Tiné apresenta o disco ‘Equilibrista’

No mesmo dia, também se apresentam o pernambucano Vinícius Barros e a mineira Ceumar, cujo disco mais recente, “Silencia”, foi lançado em 2014 como fruto da parceria com o violoncelista francês Vincent Ségal. Colega de Tiné na Orquestra Contemporânea de Olinda, o percussionista Gilú Amaral também apresentará seu trabalho solo, chamado “Peji”, no sábado (21).

Não é um disco de cultura popular, mas também não é um disco de música eletrônica. É um disco com timbres eletrônicos e que usa vários instrumentos populares. Acho que minha veia artística é essa: ser olindense e levar isso para meu som, mas fazer uma música cosmopolita, porque estou viajando o tempo todo”, define ele, que, assim como o Som na Rural, busca trazer a diversidade rítmica para a proposta popular.

Na pisada da cultura tradicional pernambucana, o Coco Raízes de Arcoverde é uma das atrações do sábado (21). Outro destaque do polo é a 2ª edição do Jornada MC’s em Garanhuns,  um encontro do movimento hip hop do Estado que vai agregar rappers, dançarinos de break e grafiteiros de diversos municípios.

O polo do Som na Rural no Parque Euclides Dourado funciona do dia 20 ao dia 28 de julho. Confira abaixo a programação completa do polo:

Sexta-feira, 20/7

18h – Seresteiros de Olinda
19h – Daniel Bento
20h20 – Livia Mattos (BA)
22h30 – Tour Hip Hop Mulher 10 anos
Intervalos e fim de noite: DJ Novato

Sábado, 21/7

19h – Coco Raízes de Arcoverde
20h20 – Pierre Tenório
22h30 – Gilu Amaral

Domingo, 22/7

18h – Número Circense – Duo Simetria: Helder Vilela e Paulo Maeda (SP)
19h – Banda Viruz
20h20 – Bande Dessinée
22h30 – Vertin Moura
Intervalos e fim de noite: DJ Rimas INC

Segunda-feira, 23/7

19h – Vinicius Barros
20h20 – Tiné – Equilibrista
22h30 – Ceumar (MG)

Terça-feira, 24/7

21h20 – Paulo Neto

Quarta-feira, 25/7 

21h20 – Gabi da Pele Preta

Quinta-feira, 26/7

21h20 – Helton Moura

Sexta-feira, 27/7

19h – Em Canto e Poesia
21h20 – Madimboo

Sábado, 28/7

JORNADA MC’S
9h – Roda de Diálogos “Hip Hop pra vida!”
10h – Batalhando pela Paz + Orquestra Maia e Adriana B.
11h – Live Paint Graffiti
21h20 – Isaar

< voltar para home