Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival de Inverno

Silver Apples entorta o Palco Pop

Simeon e sua parafernália eletrônica (foto: Renata Pires)

Simeon e sua parafernália eletrônica (foto: Renata Pires)

Sozinho no palco, Simeon gera transe eletrônico

Por Guilherme Gatis

Nas duas primeiras músicas do Silver Apples, o público do Palco Pop estranhou os ruídos sequenciados junto com fortes batidas de grave e uma voz embolada, que demorava para ser entendida. Esse foi o tempo necessário para Simeon, 75 anos, conseguir encontrar a frequência certa da platéia. Depois de devidamente sintonizados, o músico tinha o público nas mãos, para entortá-lo da forma que bem entendesse.

E o público entortou tenso, sombrio, com batidas graves. Depois entortou com as sequências musicais metodicamente executadas por seus osciladores de áudio. Por fim, entrou em transe com camadas de sonoridades psicodélicas, enquanto Simeon repetia como um mantra, “hallucination, hallucination, hallucination…”. Se no início as expressões eram de dúvida e incompreensão, quando encerrou sua apresentação o público clamou por um bis, que não veio por conta dos processos técnicos do músico. É ele mesmo quem monta e desmonta a parafernália que usa no palco. Quarenta minutos depois do fim de apresentação Simeon ainda estava organizando seus aparelhos.

O Silver Apples foi criado em 1967 e no início era uma dupla. Simeon operava os osciladores de áudio e cantava, enquanto Taylor tocava bateria. Juntos, gravaram dois álbuns, finalizando a primeira fase do grupo em 1970 por problemas relacionados com a gravadora.

A retomada do Silver Apples só ocorreu em 1996, como uma banda, mas não durou por muito tempo. Entre vários intervalos e retomadas, como o falecimento do baterista Taylor, em 2005, e um acidente automobilístico que prejudica os movimentos de ombro de Simeon, o Silver Apples virou esse experimento musical que encheu o palco pop de camadas sonoras apuradas desde a década de 1960.

Música Eletrônica

O show de Silver Apples finaliza as atrações de música eletrônica que passaram pelo Palco Pop nesta edição do FIG. Além de Simeon, o Tigre Dentes de Sabre e o Projeto CCOMA também compuseram a grade, proporcionando ao público do FIG uma amostra de diferentes vertentes do gênero. Os três shows foram destaques nas noites em que ocorreram, apontando que a ousadia de experimentar em grupos de sonoridades complexas pode render bons frutos.

 

< voltar para home