Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival de Inverno

Três palcos estreiam no FIG com ainda mais opções de música para público ávido por shows

Victor Jucá/Secult-PE/Fundarpe

Victor Jucá/Secult-PE/Fundarpe

O show de Jards Macalé encerrou a programação do Palco Pop nesta terça-feira (23)

A multiculturalidade é a marca registrada do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), mas não dá para negar a importância da programação musical nesses dez dias de festa. Reforçando essa ideia, nesta terça-feira (23), o 29º FIG ganhou mais três espaços para shows, aumentando a variedade de estilos disponíveis para o público. O Palco Pop estreou com Jards Macalé fechando a noite. O Palco Instrumental, no Parque Ruber Van Der Linder, teve o primeiro da liderado por Maestro Duda, e o Palco Forró garantiu animação até a madrugada.

Confira aqui a programação completa do 29º Festival de Inverno de Garanhuns.

No Palco Dominguinhos, a emoção tomou conta da apresentação de Anastácia, companheira do forrozeiro que dá nome ao polo, que fez show no aniversário de seis anos de sua morte. Uma das maiores compositoras do País, Anastácia falou sobre a parceria que teve com Dominguinhos e contou que se sentiu emocionada por estar no Palco Dominguinhos em uma data tão especial. “É uma pessoa que, apesar de ter saído de nosso plano há seis anos, continua vivo na memória de todos que admiravam ele, conheceram o trabalho dele e que com vão guardar a música dele para sempre”, disse.

O Palco Dominguinhos contou ainda com show de Nando Azevedo e Maciel Melo. Roberta Miranda encerrou a noite com um show cheio de sucessos.  No Parque Ruber Van Der Linder, o clima era mais intimista com a estreia do Palco Instrumental.

Jards Macalé encerrou a noite do Palco Pop, dentro de uma programação que incluiu a Banda Primeiro Andar, Cássio Oli e Cacá Machado. Ele lembrou que possui fortes ligações com Pernambuco e o Nordeste. “Meu pai pernambucano, minha mãe paraense. Não apenas isso, eu ouvia Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro na Rádio Nacional e acabei virando amigo dele. Então é uma honra estar aqui no festival este ano”, revelou, citando o homenageado do FIG 2019.

FIGUINHO
Outra estreia ontem foi o Espaço Mamulengo, no Parque Euclides Dourado. Compondo o Figuinho, iniciativa para atender ao público infantil do FIG, teve atividades no final da tarde. No mesmo parque e também voltado para crianças, o Polo do Circo trouxe o espetáculo O Sonho do Palhaço Preguinho, da pernambucana Montagem Circo.

LITERATURA
Na Praça da Palavra, os vencedores do Prêmio Hermilo Borba Filho de várias edições, João Paulo Parisio, Amâncio Siqueira, Helder Herik, Phillip Wollney e Enoo Miranda, participaram de rodas de conversa sobre literatura independente e recitais.

< voltar para home