Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Festival de Inverno

TV Universitária estreia uma série de programas sobre o Palco Som na Rural do FIG

Programas vão ao ar às terças e quintas de junho e julho, sempre às 19h, na TVU Recife, canal digital 11.1, e também pela internet

Jorge Farias/Secult-PE

Jorge Farias/Secult-PE

Participam da série de programas artistas como Isaar, que se apresentaram no FIG 2018

Por Marcus Iglesias

Para aquecer o clima de quem aguarda a chegada do 29ª Festival de Inverno de Garanhuns – previsto para acontecer na segunda quinzena de julho -, a TV Universitária (TVU) estrou, na última terça-feira (4), a série “FIG – Palco Som na Rural”. Ao todo, 12 programas com shows e conversas com os diversos artistas que se apresentaram no Palco Som na Rural do FIG 2018 serão exibidos até a semana que antecede o Festival.

Os programas vão ao ar às terças e quintas de junho e julho, sempre às 19h, na TVU Recife, canal digital 11.1, e também pelo link www.ufpe.br/ntvru/aovivo. A série é uma produção em parceria entre as equipes da TVU e Som na Rural, que pelo segundo consecutivo ano atuaram juntas na cobertura do festival.

Jan Ribeiro/ Secult-PE

Jan Ribeiro/ Secult-PE

Além de Isaar, ps programas apresentam shows de bandas como Tour Hip Hop Mulher, Tiné, Ceum, Lady Laay, Banda Viruz, Juliano Holanda, Tonfil, Flaira Ferro, Vertin Moura, Helton Moura, Paulo Neto, Madimboo, Alef e o Prato de Flores, Bande Desinée, Vinícius Barros, Daniel Bento e Gilú Amaral.

“FIG – Palco Som na Rural” apresenta shows de bandas como Tour Hip Hop Mulher, Tiné, Ceum, Lady Laay, Banda Viruz, Juliano Holanda, Tonfil, Flaira Ferro, Vertin Moura, Helton Moura, Paulo Neto, Madimboo, Alef e o Prato de Flores, Bande Desinée, Vinícius Barros, Daniel Bento, Gilú Amaral e Isaar.

De acordo com Leonardo Klück, diretor de Produção da TVU Recife, o primeiro ano da parceria entre a TV Universitária e o Som na Rural foi no FIG 2017.  “Eu já estava com essa ideia de cobertura para o Festival por causa na nossa aproximação com o produtor cultural Roger de Renor. Quando ficamos sabendo da história do palco, propomos essa captação dos shows. Em 2018, a TVU foi com a equipe maior já com a intenção de produzir essa série, e contamos também com o apoio do próprio Som na Rural“, explica Leonardo Klück.

Rodrigo Ramos/Secult-PE

Rodrigo Ramos/Secult-PE

Na opinião de Roger, o segredo do sucesso do polo é a aproximação com o calor do público

Além de Leonardo Klück, que também dirigiu os programas, Nilton Pereira e Roger de Renor participaram da produção. Quem fez a operação de câmera foi Caio Cagliani, Leonardo Klück e Nilton Pereira. A captação e masterização de aúdio é assinada por Marco da Lata. Outros profissionais também integraram a equipe.

A relação entre Roger de Renor e a TVU é antiga e vinha sendo trabalhada desde a época que Roger teve um programa na TVU, o Sopa Diária, em 2003. “O Sopa Diária era um projeto da TV Viva desenvolvido entre a minha produtora e a TVU. Desde então a gente vem fazendo essas parcerias, como nas coberturas do Carnaval e algumas coisas ligadas à TV Brasil“, revela Roger de Renor.

Roger de Renor destaca também a parceria com a Secretaria de Cultura e Fundarpe para a realização do Palco Som na Rural durante o FIG, com o apoio de estrutura e equipe técnica para o o palco. “Um atração à parte é o Napoleão Assunção, diretor e locutor do palco que comanda uma turma de alto nível profissional. É uma coisa coletiva mesmo“.

Juarez Ventura/Secult-PE

Juarez Ventura/Secult-PE

Em 2019, o Palco Som na Rural comemora quatro anos de existência no Festival de Inverno de Garanhuns

Em 2019, o Palco Som na Rural comemora quatro anos de existência no Festival de Inverno de Garanhuns. Na opinião de Roger, o segredo do sucesso do polo é a aproximação com o calor do público. “A gente vive num tempo que as pessoas estão procurando uma interação com o artista, uma coisa mais humana e horizontal. E o Som na Rural oferece isso, numa condição técnica de palco e luz muito bons e com uma equipe de palco de primeira, no mesmo nível do Palco Dominguinhos, mas sem aquela distância“, avalia Roger.

< voltar para home